TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Romantismo 1° geração: Gonçalves Dias/ o Nacionalismo Radical e os Riscos Sociais na História

Por:   •  9/3/2020  •  Resenha  •  396 Palavras (2 Páginas)  •  156 Visualizações

Página 1 de 2

UNIP VEGUEIRO/ Letras Licenciatura

5° semestre- Manhã

Literatura Brasileira: Poesia

Tema: Romantismo- 1° geração: Gonçalves Dias/ o nacionalismo radical e os riscos sociais na História

O Romantismo tinha uma visão de mundo contrária ao racionalismo da fase anterior, era uma reação à tradição clássica. O foco era o indivíduo voltado para si mesmo, evidenciando os dramas da vida, as ideias utópicas, os desejos e amores platônicos e/ou impossíveis. Uma visão mais sentimental e, principalmente, intensa.

O Romantismo é dividido em três gerações, e a primeira, podemos classificar, os romances românticos, como indianistas, urbanos/históricos e regionalistas.

Na primeira geração temos como marca o forte nacionalismo por conta da Independência do Brasil, uma busca pela identidade do país, a emancipação cultural, política e territorial dos domínios portugueses, um momento de enxergar e mostrar as belezas e riquezas que aquela terra possuía. E este sentimento trouxe todos os elementos da natureza (flora e fauna) e o índio, retratado como um herói e livre da ruptura capitalista e gananciosa.

Gonçalves Dias foi um grande poeta nesta fase com as obras Canção do Exílio e I-Juga-Pirama. Ambas as obras apresentam um extremo amor e proteção à Pátria valorizando a Língua e a Cultura.

Através da Canção do Exílio podemos destacar duas principais características do Romantismo no Brasil, que são a exaltação da natureza e a liberdade, um mecanismo que muitos autores usaram com o propósito de fugir da realidade, escapismo, imaginando e criando lugares e até mesmo amores que não existiam ou por vez se encontravam muito afastados da atual situação.

Na primeira geração há também o regresso ao passado e o medievalismo, criando um herói nacional, a figura do índio.

Porém a ideia do nacionalismo contribuiu com as manifestações e revoluções ao decorrer da História do Brasil, por conta da tomada em defesa aos interesses de seu próprio país.  O verdadeiro nacionalista deveria sempre acreditar e perceber que a soberania de sua nação estava acima dos interesses particulares e das ameaças estrangeiras. ” Mas isto cabia a cada Estado, por isso muitas foram as revoluções travadas em território brasileiro com a ideia de proteger, defender e ter por direito o interesse de um povo, um direito coletivo e por igual a cima de qualquer doutrina ou autoridade.

Dessa maneira os novos escritores necessitavam de uma criação literária que retratasse a história, o povo, a cultura e a língua fiel e originalmente.

Bibliografia

https://brasilescola.uol.com.br/historiag/nacionalismo.htm

https://online.unip.br/disciplina/detalhes/6654

http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/literatura/primeira-geracao-romantismo-brasileiro.htm 

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.8 Kb)   pdf (48 Kb)   docx (8 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com