TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A IMPORTANCIA DA GESTÃO NA PRÁTICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL E O PLANEJAMENTO NO EXERCÍCIO PROFISSIONAL

Trabalho Universitário: A IMPORTANCIA DA GESTÃO NA PRÁTICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL E O PLANEJAMENTO NO EXERCÍCIO PROFISSIONAL. Pesquise 798.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  17/9/2013  •  1.478 Palavras (6 Páginas)  •  1.712 Visualizações

Página 1 de 6

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO...........................................................................................................04

A IMPORTANCIA DA GESTÃO NA PRÁTICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL E O PLANEJAMENTO NO EXERCÍCIO PROFISSIONAL.........................05

CONSIDERAÇÕES FINAIS.......................................................................................08

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS..........................................................................09

INTRODUÇÃO

Este estudo tem como principal objetivo uma reflexão sobre a importância da gestão na prática profissional do assistente social. O mesmo também colocará em foco um dos pré-requisitos essencial para o bom exercício desse profissional, denominado de planejamento, tendo o mesmo, o objetivo de articular gestão, de avaliação e monitoramento de ações ligadas a este tema.

Todavia, considerando as dificuldades no entendimento do planejamento frente ao Serviço Social, seguirei para alguns objetivos, tais como, apresentar a importância desse planejamento voltado ao Serviço Social, analisando e compreendendo os princípios e níveis de tal planejamento em períodos distintos, bem como entender a organização, o controle e direção no planejamento.

Neste sentido, buscarei apresentar a importância do Planejamento utilizando-se de fundamentos teóricos e raciocínios que o profissional de Assistência Social tem e deve utilizar quando preconiza uma ação de intervenção e planejada, e quando essa ação deve ser planejada, e compreendendo as variáveis etapas na elaboração de planos, de programas e de projetos sociais.

A IMPORTANCIA DA GESTÃO NA PRÁTICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL E O PLANEJAMENTO NO EXERCÍCIO PROFISSIONAL

Antes de adentrar no estudo sobre Planejamento, vem a nossa mente alguma pergunta, o que é planejamento? Segundo o dicionário Aurélio: “Ação ou efeito de planejar/Plano de trabalho personalizado/Função ou serviço de preparação do trabalho”.

Após ter definido o que vem a ser planejamento, pode-se indagar o porquê da compreensão do planejamento ser tão importante para a prática profissional do Assistente Social.

Neste contexto, pode-se dizer que o planejamento é de uma importância fundamental para o profissional que visa articular mudanças cotidianas, ou seja, que tem o planejamento como resultado de uma ação de fato interventiva na realidade social, ainda vale ressaltar que o mesmo se encontra voltado para uma visão futura, assim, busca assim facilitar o alcance de metas e objetivos previsto pelo profissional. Essa afirmação se condiz nas palavras de Iamamoto, segundo ela “o profissional do Serviço Social em suas ações deve ser propositivo e não só executivo”.

Sabe-se que é importante esclarecer que alguns conceitos de planejamento devem ser compreendidos, um deles visa compreender o planejamento social entendido sobre diferentes enfoques. A seguir será descrito cada um deles.

• Primeiro Enfoque – É uma ferramenta de trabalho, na qual busca uma prática eticamente comprometida com a cidadania, que visa à melhoria da qualidade de vida do usuário, através de um plano que busque de fato esse objetivo;

• Segundo Enfoque – É um processo lógico e político-administrativo, que busca assimilar formas de participação populacional em níveis operacionais e decisórios;

• Terceiro Enfoque – É um instrumento, que visa à racionalização e direção para redefinições futuras de políticas sociais, organizações, setores ou atividades, que venham a influenciar o nível tanto técnico como político;

• Quarto Enfoque – É a medição entre burocracia e condições objetivas, que busca a profunda efetivação de direitos sociais.

Sendo assim, a finalidade do planejamento nada mais é do que promover o controle social, que imprimi dinamicidade, organicidade e concretude à política, ao funcionamento institucional e à intervenção profissional, nada além de monitorar e avaliar de forma sistêmica a política e o exercício do profissional no seu cotidiano em perspectiva prática-crítica.

Em resumo, planejamento pode ser entendido como a abordagem de um processo racional e cientifico de problemas, ou seja, uma proposta do profissional para a resolução de problemas encontrados na realidade.

Nesse sentido, um dos pré-requisitos para o exercício profissional. Sendo assim seriam como visar à identificação, a análise, a estruturação e coordenação de propósitos, objetivos, desafios, metas, estratégias, políticas, programas e projetos a fim de alcançar de maneira eficiente, eficaz e efetivo o desenvolvimento maior possível, utilizando-se da melhor concentração de esforços e recursos.

Outro requisito de grande importância no planejamento é o seu objeto, na qual deve se fazer a escolha e delimitação do mesmo, que seria o questionamento de o que planejar, daí devemos ter em mente que o objeto no planejamento se refere à localização de uma situação problemática, ou seja, a visão do planejamento sempre será numa situação-problema, e sempre buscará a ênfase na escolha e delimitação do objeto, justificado no esforço de tornar a ação de planejar consciente, esse é um passo primordial no processo de planejamento como objetivo de articular gestão, avaliação e monitoramento das ações.

Todavia, não se pode deixar de afirmar os demais passos que devem ser observados, como o diagnóstico, que se caracterizam pela compreensão global da situação-problema, como pela determinação da natureza e da magnitude de suas limitações e possibilidades, as metas é a tomada de decisões no processo de planejamento, as alternativas seria o momento do planejamento do grupo, onde devem exercitar o intelectual criativo, os programas e planos, é a soma de decisões antes da realização das ações, na implementação, é a fase que o ente planejador se preocupa em preparar a instituição que realizará a intervenção planejada, organizando formalidades, como incorporar recursos humanos, físicos e outros, também instrumentalizando a fase

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.8 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com