TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Caso Concreto Psicologia Aplicada Ao Direito

Por:   •  11/6/2013  •  582 Palavras (3 Páginas)  •  935 Visualizações

Página 1 de 3

1- Em uma sociedade sempre surgem movimentos que objetivam romper com as regras institucionalizadas, como por exemplo, os movimentos hippie, punk etc. Verifica-se, após algum tempo, que a sociedade incorpora alguns aspectos de tais movimentos. Isto acontece porque, ao institucionalizar essas novas regras, a sociedade

(a) encontra-se identificada com o novo;

(b) procura eliminar a ameaça do novo;

(c) está valorizando o novo;

(d) está idealizando o novo;

X(e) está aceitando o novo.

(PROVA DO INEP/2000)

2. Um grupo se distingue de um agrupamento por ser constituído de um conjunto de pessoas que:

X(a) compartilham o mesmo espaço;

(b) possuem um objetivo comum;

(c) manifestam livremente as emoções;

(d) respeitam normas de convivência;

(e) conseguem uma unidade nas respostas.

(ANALISTA PSICÓLOGO – MP-RONDÔNIA/2005)

3- Em uma pequena cidade, próxima a uma rodovia federal, vive uma população cuja subsistência está ligada a uma pequena agricultura e à extração de madeira. Há alguns meses, três jovens desta cidade foram abordados por turistas que se interessaram pela atividade que eles estavam praticando: sem objetivos definidos, entalhavam, aleatoriamente, um pequeno tronco de madeira. Os turistas prometeram voltar à cidade, dois meses mais tarde, para comprar ou levar às feiras de artesanato as peças que os jovens, naquele momento, se comprometeram a preparar. Na volta para suas casas, os três rapazes conversaram com os amigos e, rapidamente, vários jovens passaram a esculpir peças de madeira. Os adultos ajudaram transformando um galpão em local para o trabalho coletivo desses (as) meninos (as). Estes passaram a ser conhecidos como os "Pequenos Artesãos". Reuniam-se todos os dias de segunda a sexta-feira. Estabeleceram uma escala semanal em que diferentes meninos (as) abriam e fechavam o galpão. Cada um deles deveria providenciar suas próprias ferramentas e permanecer pelo menos três horas por dia entalhando. Estabeleceu-se, também, por pressão dos pais, um acordo de que não poderiam deixar de ir à escola para ir ao galpão e nem se envolver nas brigas das galeras da cidade. Estreitaram-se os laços entre eles para outras situações, conversando entre si mesmos, sobre suas vidas, planos para o futuro, dificuldades que viviam na escola e na família. Dispunham-se a ajudar algum(a) amigo(a) que enfrentasse algum problema. Estes jovens passaram a conversar antes de tomar decisões na vida.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.9 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com