TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

DISCIPLINA DE PSICOPATOLOGIA ALTERAÇÃO PSÍQUICA DA MEMÓRIA

Por:   •  8/5/2019  •  Artigo  •  1.247 Palavras (5 Páginas)  •  4 Visualizações

Página 1 de 5

1

PROFESSORA:SONIA MARIA DE CARVALHO MOURA

DISCIPLINA DE PSICOPATOLOGIA

ALTERAÇÃO PSÍQUICA DA MEMÓRIA

I-CONCEITO DE MEMÓRIA

Karl Jasper: Reservatório das nossas lembranças.

Nobre de Melo: É a capacidade de fixar, reproduzir (evocar) as imagens mentais sob a forma de

imagens representativas (ou mnêmicas).

II- FASES DO PROCESSO MNÊMICO

Segundo Nobre de Mello:

FIXAÇÃO: Registrar.

CONSERVAÇÃO: Capacidade de reter os conteúdos fixados. Teríamos:

EVOCAÇÃO OU REPRODUÇÃO: (Reconhecimento. Depende da fixação, da conservação e do estado físico e psíquico do momento).

Obs.: Só existe memória quando existe consciência.

Quando há uma alteração na memória, encontramos uma alteração na consciência. A relação memória-consciência é um fenômeno muito íntimo.

LEIS DE RIBOT:

São leis que teriam a função do ESQUECIMENTO. A direção do esquecimento vai do + complexo para o + simples; do – organizado para o +organizado; do + instável para o + estável; do + recente para o + antigo. Por isso, que os idosos lembram muito mais de sua infância do que fatos atuais.

OBS.: A capacidade de memorizar, a condição necessária para que se estabeleça uma lembrança, é a COMPREENSÃO do objeto observado. Esta condição depende do nível de consciência, da atenção, do interesse e das condições físicas e psíquicas.

2

III- ALTERAÇÕES QUANTITATIVAS DA MEMÓRIA

HIPERMNÉSIA: or

É um aumento total da capacidade da memória; traduz mais uma aceleração

geral do ritmo psíquico do que uma alteração propriamente da memória. Observa-se uma maior facilidade de evocação e não um aumento da memória. Clinicamente: afecções febris, episódios maníacos, intoxicação por anfetamina, alucinógenos, no delirium estados crepusculares histéricos e epilépticos, no sonho e episódios maníacos. A hipnose não deve ser confundida com boa memória (fixação), pois é uma alteração transitória. Ocorre quando há uma alteração na estrutura da consciência.

Nobre de Melo: As representações surgem rapidamente em quantidade, mas sem clareza e precisão.

Bleuler: Ocorre quando as lembranças casuais são evocadas com mais vivacidade ou quando se recordam particularidades que pouco surge na mente do indivíduo.

EX: MEMÓRIA PANORÂMICA: Revivescência em poucos segundos de grande parte dos acontecimentos da vida do indivíduo. Não se deve confundir com indivíduos que têm uma grande capacidade de memorização. Indivíduos que se encontram na expectativa de morte, quando sofrem um acidente, antes de uma crise epilética.

HIPOMNÉSIA

É a ausência de evocação ou de fixação parcial ou total de determinados eventos em determinado espaço de tempo (tempo cronológico). OU :

Clinicamente: A debilidade da memória aparece nos quadros de Korsakoff, AMNÉSIA

senis e neuróticos.

3

TIPOS DE AMNÉSIA:

1- AMNÉSIA DE FIXAÇÃO

O sujeito que sofreu traumatismo, quando fica bom não consegue evocar os fatos que ocorreram após o acidente. OU :

EX: Lesões cerebrais agudas ou crônicas ou de natureza tóxica;

ANTERÓGRADA

nos estados de ansiedade e de agitação psicomotora (também na mania); retardo mental grave.

2-AMNÉSIA DE EVOCAÇÃO

OU :

RETRÓGRADA

4- AMNÉSIA MACIÇA

OU :

AMNÉSIA GENERALIZADA

Idem para fatos que aconteceram antes ao acidente. Tem uma impossibilidade de se lembrar do passado (mas as recordações recentes que as remotas)

EX: Quadros dissociativos (amnésia dissociativa, transtorno dissociativo de identidade, etc), traumatismo crânio- encefálico, retardo mental grave, nos “blackouts” (palinpsestos).

3-AMNÉSIA RETROANTERÓGRADA

OU :

MISTA

Afeta as duas funções, tanto a fixação quanto a evocação.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.5 Kb)   pdf (116.5 Kb)   docx (13.3 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com