TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ANÁLISE TEMÁTICA – RESUMO INTERPRETATIVO E INFORMATIVO SOBRE O TEXTO “O ESPAÇO DO CIDADÃO – MILTON SANTOS”.

Por:   •  8/9/2016  •  Trabalho acadêmico  •  673 Palavras (3 Páginas)  •  662 Visualizações

Página 1 de 3

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS

 ANÁLISE TEMÁTICA – RESUMO INTERPRETATIVO E INFORMATIVO SOBRE O TEXTO “O ESPAÇO DO CIDADÃO – MILTON SANTOS”.

LARA MARIA MARIANO                RA: 16509317

                          PIETRA STELLA ZOBOLLI         RA: 16027344

                          TALITA BISPO SAMPAIO           RA: 16044646

  • LUGAR E VALOR DO INDIVÍDUO.

Segundo Lösch, o valor do território independe de sua estrutura, mas depende de sua localização. Para que houvesse abolição do valor referente ao espaço geográfico seria necessário implantar um padrão, mas levar em conta os efeitos em cada localização, o que só foi possível com o jogo de preços. Milton Santos traz uma percepção diferente desse assunto: não implantar um padrão igualando a localização. É necessário analisar a sociedade de cada localização como um todo.

  • PARA QUEM É REAL A REDE URBANA?

Na cidade grande, há a diversidade das classes: os que podem utilizar dela por completa e os que a utilizam pela metade. Nesse espaço urbano é a posição financeira que vai dizer o significado do cidadão, pois há os que são ricos de recursos e podem usufruir de bens e serviços que são produzidos por aqueles que não conseguem ao menos ver o resultado daquilo que produzem, os pobres de recursos. Para esses últimos, a realidade urbana é onírica e se tornam incompletos, infelizes, diminuídos. Essa desigualdade é presente e contribui para que o homem valha pelo lugar em que vive.

  • LOCALIZAÇÃO, ESTADO E MERCADO.

A localização dos indivíduos no território é influenciada, na maioria das vezes, pelo mercado e decisões do governo através de migrações forçadas, gerando maior índice de pobreza. Essa política de redistribuição, como dever do Estado, deve se atentar para que as pessoas não sejam discriminadas em função do lugar em que vivem,  instrumentalizar o território para todos, além de uma vida decente, sem que esse território seja objeto de compra e venda no mercado. Adam Smith já apontava os deveres do Estado tais como proteger a sociedade e cada membro dela contra a violência e a invasão e manter as obras e instituições públicas que atendem aos interesses de todos e não de interesses individuais. Esse programa, só se exercita se considerar o território.

 

  • FIXOS E FLUXOS.

O espaço geográfico resulta a constantes interações entre fixos e fluxos. Os fixos é aqueles que estão fixados no solo, como os prédios, estradas, pontes e demais construções humanas são os fixos. Os fluxos são os que lhes dão vida, os que disparam e aqueles pelos quais passam os movimentos, energia, transportes, informações, comunicações e os serviços. Os elementos fixos são os objetos físicos propriamente ditos, como prédios, por exemplo. Um exemplo da inter-relação entre fixo e fluxo são os prédios que podem ser utilizados como casas, lojas e hospitais, criados para atenderem aos fluxos gerados pelas demandas da sociedade. Porém existem fixos públicos e privados. Os fixos públicos se determinam através dos princípios sociais e não necessariamente visa lucro. Já os fixos privados obedecem a lei do próprio mercado.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.8 Kb)   pdf (72.9 Kb)   docx (10.4 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com