TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

DETERMINAÇÃO DE CLORETO EM AREIA E ÁGUA PELO MÉTODO DE MOHR

Exames: DETERMINAÇÃO DE CLORETO EM AREIA E ÁGUA PELO MÉTODO DE MOHR. Pesquise 790.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  5/10/2014  •  1.218 Palavras (5 Páginas)  •  1.681 Visualizações

Página 1 de 5

INTRODUÇÃO

Um dos problemas mais comuns da construção civil, nas regiões litorâneas, é a corrosão do concreto pelo íon cloreto, ação que é popularmente conhecido como ‘salito’. Os íons cloreto, em presença de água, reagem com o concreto, causando fissuras e a formação de pontos de corrosão nas armaduras, reduzindo a resistência de colunas e vigas.

Na tecnologia do concreto, a areia é chamada de “agregado miúdo”.Na natureza, pode ser encontrada em portos de areia dos rios ou em minas. As ultimas são as mais baratas, mas podem conter impurezas necessitando de lavagem para que possam ser usadas em obras de maior responsabilidade.

Quanto ao tipo, as areias são divididas em grossa, média e fina. Na construção civil, o concreto pode usar qualquer espessura de areia. Entretanto, areias finas podem conter outros compostos, o que pode causar sérios danos à qualidade do concreto. Ressaltando que as areias mais favoráveis são aquelas com altos teores de quartzo, uma vez que esse mineral restará como resíduo, após a decomposição física e/ou química dos Cloretos (o íon cloreto é formado quando o elemento cloro recebe um elétron para formar um anion Cl-). A palavra cloreto pode também indicar um composto químico no qual um ou mais átomos de cloro formam uma ligação covalente.

A maior parte dos cloretos metálicos é solúvel em água, no entanto alguns são praticamente insolúveis como os de prata, chumbo, compostos de cobre e mercúrio.

Para Carmem Andrade (1992, p.24) “Estes íons tem a propriedade de destruir de forma puntual a capa passivante [...].”Os íons cloretos, quando em meio aquoso, constituem-se num fator importantíssimo para o desenvolvimento da corrosão no concreto armado, já que impedem ou destroem a formação de filmes de óxidos e conseqüentemente, favorecem a redução do oxigênio na superfície do metal. Se tratando de reparos nesse tipo de situação, devemos mencionar o alto custo desse tipo de ação.

O método de padronização pelo método de Mohr baseia-se em titular o nitrato de prata com solução-padrão de cloreto de sódio (padrão primário), usando solução de cromato de potássio como indicador. No método de Mohr, os íons cloreto são titulados com solução padronizada de nitrato de prata (AgNO3), na presença de cromato de potássio (K2CrO4) como indicador. O ponto final da titulação é identificado quando todos os íons Ag+ tiverem se depositado sob a forma de AgCl, logo em seguida haverá a precipitação de cromato de prata (Ag2CrO4) de coloração marrom-avermelhada, pois, o cromato de prata é mais solúvel que o cloreto de prata.

OBJETIVOS

Objetivos Gerais:

- Determinar a concentração de cloreto em areia e na água.

Objetivos específicos:

- Utilizar a técnica do método de Mohr

- Diagnosticar a qualidade da areia destinada ao concreto

- Verificar qual tipo de concreto a areia analisada pode ser utilizada, de acordo com as normas da ABNT (NBR9917 e NBR 14832)

- Verificar se a água da torneira utilizada no experimento pode ser utilizada para concreto, segundo as normas da ABNT (NBR15900)

MÉTODO

1. Pesar 50 g da amostra da areia. Colocar em um erlenmeyer e adicionar 100 mL de água deionizada aquecida (~60-70º C).

2. Manter o aquecimento por 20 min e agitar a solução do erlenmeyer.

3. Filtrar em papel de filtro todo o líquido.

4. Transferir 25 mL da amostra para outro erlenmeyer (duplicata) e gotejar 5 gotas de cromato de potássio na amostra.

5. Colocar AgNO3 na bureta e zerar.

6. Titular a amostra com AgNO3.

7. Anotar o volume gasto na titulação.

8. Realizar a titulação em duplicata.

RESULTADOS E DISCUSSÕES

Para a analise quantitativa relatamos nitrato de prata (AgNO3)até a quantidade de 0,3 ml na amostra de água da torneira e 21,02 ml na amostra de areia. Constatamos então que após esta quantidade, as misturas começaram a reagir com o cromato, atingindo a cor vermelho tijolo, conforme as reações abaixo:

Reação 1 = Ag+ + Cl- = AgCl = cor amarelo

Reação 2 = Ag+ + (CrO4)2- = Ag2CrO4 = cor vermelho tijolo

Memória de cálculo:

Cálculo do Cloreto na Água

n° de mols da prata (Ag) = n° de mols de cloreto (Cl)

n° de mols da prata(Ag) = Concentração da prata (Ag) x Volume da prata (Ag)

n° de mols da prata(Ag) = 0,1 mol/L x 0,3x10- 4 L

n° de mols da prata(Ag)= 3x10-5 Mols

Massa do Cloreto (Cl) = N° de mols de Cloreto (Cl) x peso molar do cloreto (Cl)

Massa do Cloreto (Cl) = 3x10-5 mols x 35,453 g/mol

Massa do Cloreto (Cl) = 1,06359 x10-3 gramas

Volume

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.4 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com