TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RELATÓRIO DE METAIS DE TRANSIÇÃO

Por:   •  19/10/2014  •  1.798 Palavras (8 Páginas)  •  825 Visualizações

Página 1 de 8

SUMÁRIO

1. OBJETIVO………………………………………………………………………...…2

2. INTRODUÇÃO…………………………………………………………………….....22.1. Metais de Transição………………………………………………………….2

2.2. Caracteristicas Físicas…………………………………………………........3

2.3. Características Químicas…………………………………………………….3

3. PARTE EXPERIMENTAL………………………………………………………….4

3.1. Materiais,Reagentes e Equipamentos…………………………………….4

3.1.1. Materiais………………………..…………………..……………………...4

3.1.2. Reagentes………………….………………………...…………………...4

3.2. Procedimentos………………………………………………………………...5

4. DISCUSSÕES E RESULTADOS…………………………………………………5

4.1. Hidróxido de Amônio…………………………………………………………5

4.2. Hidróxido de Sódio……………………………………………………………7

5. CONCLUSÃO………………………………………………………………………..8

6. BIBLIOGRAFIA……………………………………………………………………...9

1. OBJETIVO

A experiência efetuada teve como objetivos:

- Observar a complexação de um mesmo metal de transição com vários ligantes.

- Estudar reações envolvendo compostos de coordenação.

2. INTRODUÇÃO

2.1. Metais de Transição

Na tabela periódica, os metais de transição estão localizados entre os grupos 2A e 3A (excluindo estes). São definidos como elementos cujos átomos correspondentes não possuem orbital "d" mais energético totalmente preenchido, ou que são capazes de formar cátions com orbital d incompleto.

Essa classe de elementos se subdivide em duas: a dos metais de transição externa (constituindo o bloco d) e a dos metais de transição interna (constituindo o bloco f). O primeiro metal de transição (seguindo ordem de número atômico) da tabela é o escândio, sendo o último, artificialmente produzido, o unúbio - Uub (hoje conhecido como copernício - Cn), cujo isótopo de maior estabilidade possui meia-vida de 29 segundos. Assim como pode ser visto na tabela abaixo:

2.2. Características Físicas

A maioria dos elementos de transição possui características semelhantes a dos outros metais representativos: boa condutibilidade térmica e elétrica, brilho (geralmente prateado ou dourado); e, apesar de apresentarem ampla variação de dureza e pontos de fusão/ebulição (com o tungstênio o metal mais difícil de mudar de estado físico com Pf = 3410°C e Pe = 5660°C), tendem a ser mais duros e possuírem maiores Pf e Pe do que os metais alcalinos e alcalino-terrosos, além de conseguirem formar ligações covalentes entre átomos de mesma espécie (e não apenas metálicas) pela presença de orbitais d incompletos.

Em relação à densidade, esta varia desde 2,99g/cm³ do escândio, até 22,4g/cm³ do irídio e 22,6g/cm³ do ósmio (o metal que apresenta os átomos mais densos de toda tabela, devido aos seus tamanhos e arranjo cristalino quando em estado sólido).

2.3. Características Químicas

A ordem de preenchimento eletrônico nos átomos de metais de transição é, de acordo com o diagrama de Pauling, primeiro o orbital s da 4ª camada, para em seguida o orbital d da 3ª camada. Portanto, para o primeiro período, a regra geral de preenchimento é 3dn-24s2, onde n corresponde ao grupo na qual o metal está inserido (variando de 3 a 11 – da esquerda para a direita). Entretanto, o cobre e o cromo apresentam algumas irregularidades: o cobre

...

Baixar como (para membros premium)  txt (13.1 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com