TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Rio Danúbio

Por:   •  3/4/2013  •  1.256 Palavras (6 Páginas)  •  1.209 Visualizações

Página 1 de 6

O RIO DANÚBIO

O

Rio Danúbio é o secundo maior rio em extensão da Europa, perdendo apenas para o Rio Volga. Ele nasce na Floresta Negra (em território Alemão) e percorre 2.850 km até desaguar no Mar Negro, quando, durante seu percurso, já tem passado pela Alemanha, Áustria, Eslováquia, Hungria, Croácia, Servia, Bulgária, Romênia, Ucrânia e Moldóvia. Entre seus principais afluentes estão os rios Drava, Sava, Morava, Tisza, Prut, Iller, Lech e Inn.

O Rio Danúbio é de grande importância econômica para os países que fazem fronteira com ele, todos os quais utilizam o rio para a indústria, irrigação, pesca e abastecimento de água. Ele tem sido uma importante via de circulação e ligação entre diversas nações da Europa desde a antiguidade. O baixo Danúbio é uma grande “avenida” para transporte de cargas e o alto Danúbio é uma importante fonte de energia. Uma entidade reguladora, que consiste de suas nações ribeirinhas, foi criada em 1948 para supervisar seu uso. A maior hidrelétrica e o complexo de navegação foi construído na década de 1970 no desfiladeiro Iron Gate, na Romênia. Um canal que liga Kelheim no Danúbio e Bamberg no rio principal, permitindo que o tráfego flua entre o Mar Norte e o Mar Negro, foi concluído em 1992.

O Danúbio desempenhou um papel de essencial importância no estabelecimento e evolução política no sudoeste da Europa e na Europa central. Suas margens, revestidas com castelos e fortalezas, formaram a fronteira entre grandes impérios, e suas águas serviram como uma importante estrada comercial entre nações. O esplendor do rio tem sido celebrado nas músicas. A famosa valsa An der schönen, blauen Donau, (O Danúbio Azul, 1867), de Johann Strauss the Younger, tornou-se símbolo da Viena imperial. No século 21, o rio continua seu papel como uma importante artéria de comércio. Foi mobilizado para energia hidrelétrica, especialmente ao longo dos cursos superiores, e as cidades situadas em suas margens (incluindo as capitais Viena, Budapeste e Belgrado) dependem dele para o seu crescimento econômico.

A vasta drenagem do Danúbio de alguns 815000km² inclui uma variedade de condições naturais que afetam as origens e os regimes dos seus cursos de água. Elas favorecem a formação da densa e ramificada rede fluvial de águas profundas, que inclui cerca de 300 afluentes, dos quais mais de 30 são navegáveis. A bacia do rio se expande de forma desigual ao longo do seu comprimento. Abrange cerca de 47000km², no afluente Inn, 210000km² após se juntar com o Drava, e 590000km² abaixo das confluências de seus tributários mais afluentes, o Sava e o Tisza. No curso inferior da bacia, a taxa de crescimento diminui. Mais da metade da bacia do Danúbio é drenada pelos seus afluentes pelos seus afluentes da margem direita, que recolhem as águas dos Alpes e outras áreas de montanhas e contribui com até dois terços do escoamento total do rio ou emissário.

Três seções são discerníveis na bacia do rio: Os trechos do curso superior, da sua nascente até a garganta, o chamado “Portões Húngaros”, nos Alpes austríacos e os Cárpatos Ocidentais; O curso mediano que vai dos “Portões Húngaros” para o desfiladeiro Iron Gate, nos Cárpatos do sul da Romênia; E o curso inferior que flui do Iron Gate até o delta no Mar Negro.

O Danúbio superior nasce como dois pequenos riachos, o Breg e o Brigach, das encostas leste das montanhas da Floresta Negra, na Alemanha, que consistem em partes de calcário. Do Donaueschingen, onde ele começa a se unir, o Danúbio flui para o nordeste em um leito estreito e rochoso. No norte, sobe as encostas densamente arborizadas das Montanhas da Suábia e da Francônia. Entre Ingolstadt e Regensburg, o rio forma um vale cênico de desfiladeiros. Para o sul do curso do rio, estende o grande planalto bávaro, coberto com espessas camadas de depósitos fluviais dos numerosos tributários dos Alpes. A bacia é baixa e uniforme, composta principalmente de campos e turfas.

Em Regensburg, o Danúbio atinge seu ponto mais a norte, de onde vira ao sul e cruza um largo e fértil país. Pouco antes de chegar a Passau, na fronteira austríaca, o rio estreita e seu fundo fica repleto de recifes e bancos de areia. O Danúbio, em seguida, atravessa o território austríaco, onde corta as encostas da Floresta da Boêmia e forma um vale estreito. A fim de melhorar a navegação, barragens e diques de proteção foram construídos perto de Passau, Linz e Ardagger. O Danúbio

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.5 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com