TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Teoria Administraçao

Monografias: Teoria Administraçao. Pesquise 807.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  6/11/2013  •  3.537 Palavras (15 Páginas)  •  500 Visualizações

Página 1 de 15

Anhanguera – Polo Podrão

Teoria da Administração

Atividades Práticas Supervisionadas

Campo Grande 2010

Economia

Atividades Práticas Supervisionadas

Campo Grande 2010

Teoria da Administração

Atividades Práticas Supervisionadas

Campo Grande 2010

Resumo

Este relatório contém resumidamente as teorias da administração, que tende a ser uma disciplina orientadora do comportamento do profissional de administração. Não se preocupa em ensinar a executar ou fazer determinadas coisas – o como – mas busca ensinar o que fazer em determinadas circunstâncias o ambientes – o porquê. Procura fazer o futuro profissional pensar, a raciocinar a partir de uma bagagem de conceitos e idéias que traz como ferramentas de trabalho. Quanto maior a mudança e a instabilidade, maior a necessidade de habilidades conceituais para proporcionar a inovação dentro das organizações. Portanto, nada é mais prático do que uma boa teoria.

Existem três tipos de habilidades necessárias para que o administrador possa trabalhar com sucesso: Habilidade técnica:, Habilidade humana:, Habilidade conceitual

A tarefa da Administração é interpretar os objetivos propostos pela organização e transformá-los em ação organizacional, através de planejamento, organização, direção e controle dos esforços de todas as áreas e em todos os níveis da organização para atingir estes objetivos da maneira mais adequada à situação.

A TGA estuda cinco variáveis - tarefas, estrutura, pessoas, ambiente e tecnologia. Estas, a seu tempo provocaram uma diferente teoria administrativa, e cada uma privilegia ou enfatiza uma ou mais dessas variáveis. O desafio da Administração consiste na adequação e integração entre essas cinco variáveis.

Sumário

01 Teoria da Administração Científica 06

02 Teoria Clássica 08

03 Teoria Neoclássica 11

04 Teoria da Burocracia 12

05 Teoria das relações humanas 13

06 Teoria de sistemas 14

07 Teoria da Contigência 15

08 Teoria Comportamental da Administração 15

09 Referências 19

TAYLOR E O MOVIMENTO DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA

Frederick Taylor foi o criador e participante mais destacado do movimento da Administração Científica. Nasceu em 1.856, na Pensilvânia. Tornou-se trabalhador manual, apesar de ter sido aprovado para a Escola de Direito de Harvard. Segundo seus biógrafos, Taylor tomou essa decisão pois os estudos prejudicaram sua visão.

Trabalhou para uma empresa fabricante de bombas hidráulicas onde começou a observar o que achava má administração. Em 1.878, retomou os estudos, desta vez em engenharia. Começou a desenvolver, também, os primeiros de uma série de muitos aprimoramentos técnicos.

Foi na Midvale que observou os problemas das operações fabris que podemos encontrar em algumas empresas até hoje.

Taylor procurou resolver esses e outros problemas que eram e continuam sendo comuns nas empresas. Desenvolvendo através de suas observações e experiências, seu sistema de administração de tarefas ou também como sistema de Taylor, taylorismo e, finalmente, administração científica. A administração científica é um sistema que economiza trabalho produzindo mais em menos tempo. Em 1.893, Taylor foi contratado para trabalhar exclusivamente na Bethlehem Steel (uma das grandes siderúrgicas, com 400 empregados em 1900), na qual desenvolveu suas idéias a respeito da administração científica. Nessa empresa, inventou, com J. M. White, o que se tornou conhecido como o processo Taylor-White para o tratamento térmico do aço empregado na produção de ferramentas; o que trouxe aprimoramentos de 200à 300% na capacidade de corte. Em 1.901, retornou para a Filadélfia, dedicando-seà divulgação de suas idéias. Em 1.910, foi criada a Sociedade para a Promoção da Administração Científica, que se tornou, em 1.915, ano de sua morte, Sociedade Taylor.

INÍCIO DO MOVIMENTO DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA

A administração científica é dividida em 3 fases:

1. 1ª FASE: São os problemas de salários, estudo do tempo, definição de tempo

padrão, administração das tarefas. Os trabalhadores acreditavam que seu esforço beneficiava somente o seu patrão, com isso eles não se empenhavam no trabalho; a forma de pagamento fazia com que eles acreditassem nisso. Para resolver isso surgiu a possibilidade, dos empregados começarem a ter participação nos lucros, ganhar bônus da empresa e aumento de salário. Taylor achava que se cronometrasse o tempo máximo de trabalho e medisse espaço que o homem precisa para executar uma tarefa com eficiência, pouparia mais tempo e assim subiria a produção e o lucro da empresa. Esse sistema foi a base para o começo da administração de tarefas, foi com ele que começaram a selecionar trabalhadores, dando pagamentos de incentivo. Com a seleção de trabalhadores, estes eram postos nos setores adequados com os seus perfis; com isso permitia que a administração controlasse a produção, dispondo do trabalho padronizado, que era essencial para a eficiência.

2. -

...

Baixar como (para membros premium)  txt (25.7 Kb)  
Continuar por mais 14 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com