TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Relatório De Aula Pratica

Casos: Relatório De Aula Pratica. Pesquise 811.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  9/8/2013  •  1.616 Palavras (7 Páginas)  •  2.176 Visualizações

Página 1 de 7

UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ – UVA

Reconhecida pela portaria nº 821/MEC-D.O.U de 01.06.94

UNIVERSIDADE ABERTA VIDA – UNAVIDA

CURSO DE LICENCIATURA EM BIOLOGIA

Aprovado pela Resolução nº 58/03 – CEPE/UVA de 04/07/2003

DISCIPLINA: BIOTECNOLOGIA

PROFESSORA: PATRICIA LIMA

EQUIPE: ALIRIA ALIRIONE

CARLA ELENICE

ELIDA QUEIROZ

HERIBERTA LIRA

JOSE APRIGIO

TEMA: VISITA A AREIA

RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA

Campina Grande – PB.

Maio 2013

INTRODUÇÃO

Este relatório tem como objetivo descrever a aula de campo do componente curricular de Biotecnologia do curso de Biologia da universidade UVA – realizada no dia 11 de maio de 2013 na cidade de Areia – PB. Essa aula teve como finalidade a observação do real processo de fabricação da cachaça produzida em um engenho, à biodiversidade encontrada na região e alguns fatos históricos.

Durante todo o processo de fabricação da cachaça, é notória a relação que a desse processo com a Biotecnologia, já que a mesma é considerada uma tecnologia baseada na biologia, especialmente quando usada na agricultura, ciência dos alimentos e medicina.

OBJETIVOS

Um dos nossos objetivos com esta aula de campo foi observar na pratica toda a relação da Biotecnologia com o processo de fabricação da cachaça no Engenho Triunfo. Mesmo sendo um processo simples essa tecnologia está presente como parte fundamental para o melhor desenvolvimento deste processo.

Outro objetivo bem marcante foi à caminhada em uma pequena parte da Mata Atlântica, conhecida como MATA DO PAU – FERRO. Nesta Mata foi possível um contato com a Biodiversidade do lugar, observando-se que ela como um todo fornece a população local todo um sustento, onde eles procuram utilizar esses benefícios de forma consciente.

MATERIAL E METODOS / METODOLOGIA

Na manhã do dia 11 de maio 2013 saímos da Instituição da UVA em Campina Grande - PB em direção a cidade de Areia no Brejo Paraibano, passamos por algumas cidades no caminho e depois de uma hora de viagem chegamos a MATA DO PAU – FERRO, lá fomos recebidos pela guia Gabi Neta que nos auxiliou em toda a nossa aula de campo. Na Mata fizemos uma pequena trilha conhecida como a TRILHA DO CUMBE.

Durante o percurso conhecemos algumas espécies de plantas da Mata Atlântica e várias características que compõe a Mata Atlântica. A Mata do PAU – FERRO é composta por uma área de 606 hectares e nela possui uma bacia hidrográfica, a bacia de Vaca Brava. Na Mata foram observadas três características imprescindíveis para que ela seja considerada Mata Atlântica: briófitas, epífitas e cipós. Outra característica encontrada na Mata foi uma espécie de planta que se chama mata calado, esta espécie é altamente tóxica e pode levar uma pessoa a óbito, foi encontrada ainda uma espécie de formiga muito grande o que comprova a grande biodiversidade do ecossistema.

Depois da trilha conhecemos alguns habitantes das redondezas da mata e algumas de suas atividades, como é o caso da cooperativa de polpas de frutas, a ferinha e o artesanato local.

Seguindo para a cidade de Areia fomos ao CAMPUS II DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAIBA – UFPB, lá visitamos no Museu Da Rapadura: a Casa Grande e o Engenho. Na Casa Grande observamos toda a história dos primeiros habitantes daquela região a exemplo dos escravos. Já no Engenho nos deparamos como toda uma historia de como os escravos trabalhavam no processo de fabricação da rapadura e da cachaça.

Ao sair da UFPB seguimos em direção ao centro da cidade de Areia, onde fomos almoçar no restaurante Vila Real, depois do almoço seguimos para uma Igreja histórica construída no século XVII pelos escravos e para os escravos, na Igreja de N. S. do Rosário dos Pretos a guia nos relatou um pouco sobre a história de sua construção. Seguindo pela cidade passamos enfrente ao primeiro teatro da Paraíba, o Teatro Minerva e passamos pela Igreja Matriz, chegando então ao Museu de Areia e uma antiga Senzala.

Depois da visita pelo centro de Areia, seguimos então para o Engenho da Triunfo. Na chegada fomos recebidos pela esposa do proprietário Antonio Augusto, dona Maria Júlia, logo na entrada ela começou a nos contar um pouco da historia do Engenho desde seu surgimento em 1994, quando recebeu uma propriedade de herança e com o dinheiro da venda conseguiu comprar uma pequena moenda e um alambique dando início à fabricação da cachaça. Passaram a trabalhar com a produção o já citado Antônio Augusto, sua esposa Maria Júlia e seus quatro filhos. Segundo relatos de sua esposa, eles não tinham nenhuma experiência com a fabricação de cachaça o que tornou o começo muito difícil e com uma fabricação de pouca qualidade e gosto duvidoso.

Iniciaram o empreendimento de forma bem caseira com o engarrafamento feito em garrafas tipo “pet”. A produção resultou em grande estoque e excedente, pois não estavam conseguindo vender o produto. Outro detalhe interessante nesse empreendimento era que as máquinas eram todas inventadas pelo proprietário, em virtude de já terem investido todo o dinheiro que tinham. Apareceram vários gerentes de bancos oferecendo capital, mas ele não aceitava e assim dizia: “só quero trabalhar para você e nossos quatro meninos, não quero trabalhar para agência financeira”.

Segundo Maria Júlia a jornada era grande. Engarrafavam à noite Antonio, sua esposa e os filhos. Nesse período inicial, Maria Julia ainda trabalhava lecionando em uma escola, era escrevente no Fórum Judicial da Comarca de Areia, além de escrevente no Cartório de Registro Imobiliário da mesma Comarca. Nesse espaço de tempo o marido trabalhava

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.5 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com