TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Anatomia Humana

Por:   •  10/9/2017  •  Exam  •  2.457 Palavras (10 Páginas)  •  191 Visualizações

Página 1 de 10

ATIVIDADE – UNIDADES 4 E 5

  1. Quais são os órgãos do sistema respiratório e do sistema cardiovascular e quais são suas respectivas funções?

R: Os órgãos que constituem as via respiratórias são:

FOSSAS NASAIS – onde se dá o iniciar das vias respiratórias. As fossas nasais tem uma função de purificar o ar, devido a sua localização.

FARINGE – a faringe situa-se por trás da boca e das fossas nasais. Este órgão é comum a dois sistemas: o aparelho respiratório e o aparelho digestório. A faringe é a responsável pela recepção do ar das fossas nasais.

LARINGE – A laringe situa-se na parte posterior do pescoço. Pela sua parte superior contacta com a faringe, pela sua parte inferior com a traquéia. A sua estrutura de formação é uma membrana cartilaginosa, onde as suas unidades estão unidas entre si por ligamentos e músculos próprios. Este órgão é o responsável pela produção da voz e possue no seu interior umas pregas musculares conhecidas por cordas vocais, onde o ar recebido dos pulmões é transformado em som.

TRAQUÉIA – situa-se entre a laringe e os brônquios e é formada por um conjunto de anéis cartilaginosos que formam um C, que são unidos por uma membrana.

BRÔNQUIOS – são formados através da divisão em duas partes da traquéia ao nível da quarta vértebra dorsal, cada brônquio ou também chamado brônquio principal dá lugar a outro brônquio de menor calibre, denominados brônquios lobares e brônquios sedimentares, consoante o lugar do pulmão a que cheguem. Os brônquios segmentares dividem-se por ramificações que atingem tamanhos muito reduzidos terminando no que se conhece como alvéolo pulmonar.

PULMÕES – os pulmões são órgãos essenciais da respiração, encontram-se alojados na cavidade torácica e separados pelo coração e pelo espaço chamado mediastino. A sua consistência é mole, esponjosa e dilatáveis. Tem a forma de uma pirâmide truncada, com base no músculo diafrágma e vértice na primeira costela. O pulmão direito é ligeiramente maior que o esquerdo porque o pulmão esquerdo está alojado do mesmo lado do coração. Os pulmões dividem-se em porções chamadas lobos. Dois sulcos dividem o pulmão direito em três lobos , sendo que que um só sulco divide o pulmão esquerdo em dois lobos. Os pulmões revestem-se por uma membrana denominada pleura.

SISTEMA CARDIOVASCULAR:

CORAÇÃO E SEUS VASOS – o coração é um órgão ímpar  situado dentro da caixa torácica entre os dois pulmões. Tem um volume idêntico ao de um punho e seu peso pode variar entre os 300 e os 500g no adulto. O coração tem a função de bomba, indispensável à circulação do sangue, portanto à vida. Esta função é regulada pelo sistema nervoso autônomo mediante o sistema de condução elétrica do coração, pelo que não se pode regular voluntariamente a freqência de bombeamento. É formado por musculatura estriada que é alimentada pelos vasos cardíacos. O coração é um órgão oco, dividido em quatro cavidades separadas entre si, duas a duas, mediante válvulas fibrosas que permitem a passagem do sangue num único sentido. Destas cavidades saem ou chegam uma série de vasos sanguineos que se dirigem ou provêm da circulação do organismo.

ARTÉRIAS – são tubos elásticos que circulam o sangue do coração para os tecidos, isto é, centrifugamente. Sua elasticidade tem a função de manter o fluxo sanguineo constante e, também, de manter a pressão do samgue durante a sístole ventricular e conter o volume sanguineo. Sua parede é espessa e apresenta fibras musculares lisas que permitem sua dilatação e retorno para a posição inicial. Podem ser de de grande, médio, pequeno calibre ou arteríolas, dependendo de seu calibre. Conforme se afastam do coração, vão se dividindo em ramos terminais e colaterais, até terminarem em capilares.

VEIAS – são os vasos que levam o sangue  para o coração, isto é, sua circulação é centrípeta em relação ao coração. Suas paredes são finas, com pouca elaticidade e sua forma depende da quantidade de sangue contida nelas. Também podem se apresentar com grande, médio e pequeno calíbre ou vênulas, começando nos capilares. Ao longo de seu trajeto em direção ao coração vão recebendo tributárias e formando veias de maiores calibres até formarem as veias cavas superior e inferior, que são de grande calibre. São mais numerosas que as artérias e podem ser profundas ou superficiais. As profundas podem ser solitárias, que não acompanham artérias ou satélites que acompanham as veias e, geralmente, são duplas. Para manter a direção do fluxo, apresentam válvulas em forma de bolso, que impedem que o sangue volte devido à ação da gravidade.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14.8 Kb)   pdf (149.9 Kb)   docx (17.5 Kb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com