TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Projeto Educa Rural

Por:   •  15/9/2018  •  Projeto de pesquisa  •  2.263 Palavras (10 Páginas)  •  214 Visualizações

Página 1 de 10

DADOS GERAIS

1.1 IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO

Educa Rural – Cruzeiro de Laje-BA

Endereço: Comunidade do Cruzeiro

Município: Laje            

UF: BA

Fonte de Recursos: Poder Publico Municipal

Inicio do projeto: Novembro/2016

Termino do projeto: Novembro/2017

Duração: 12 meses

Obs.: Projeto social sem fins lucrativos, parceria unanime com o Poder Publico Municipal.

1.2 IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE/EXECULTOR

Proponente: Facemp – Faculdade de Ciências e Empreendedorismo

Endereço: Praça do Rio Branco - Centro

Representante Legal: Laudiceia

Coordenador do projeto:  Felipe Oliveira

                                               

Parceiro: Prefeitura de Laje - BA

Executores: Profissionais da área que fomenta esse projeto.

- Médico;

- Agrônomo;

- Enfermeiro;

- Agente da Vigilância Sanitária.

OBS.: Profissionais efetivos com vínculos na Prefeitura de Laje-BA


INTRODUÇÃO        

        No contexto histórico o meio ambiente sempre nos remete a natureza, ao verde, as árvores, mas deixamos de considerar o meio no qual o homem esta inserido. Como consequência, o desenvolvimento sócio econômico com o passar do tempo vem alterando o conceito histórico e determinando o equilíbrio entre a valorização ou a depreciação deste espaço.

Devido ao déficit de conhecimento de certa parte da população levou-se a devastação de diversas fontes naturais, como nascentes e matas ciliares, sendo este um dos problemas que mais preocupam as famílias rurais da Comunidade do Cruzeiro, situado no Município de Laje-BA. Fontes vitais que deveriam ser inesgotáveis estão se acabando pelo mau uso e pela falta de saneamento necessário para a perpetuação destas.

        Este projeto pretende levar o conhecimento aos moradores dessa comunidade. Serão transmitidas noções básicas de educação ambiental e preservação de seus meios de sobrevivência e renda. Além da disseminação do conhecimento ambiental e sanitário, serão abordados temas sobre saúde coletiva, dicas de empreendedorismo e perpetuação de geração, gerando assim uma melhor qualidade de vida.

No que remete ao desenvolvimento rural, a incorporação de modelos de produção insustentáveis ambientalmente e relativamente agressivos tem levado à exaustão dos recursos naturais disponíveis e consequentemente ocasionando o êxodo rural. Esse projeto visa agregar valores sustentáveis e uma visão diferenciada a população. E para que essa transição se torne realidade, é imprescindível o trabalho conjugado entre os órgãos e entidades da administração pública.

Segundo Fernandes (2003), a tomada de consciência do ambiente pelo homem, no sentido de perceber o ambiente que está incluído, aprendendo a cuidar e proteger o mesmo define-se como percepção ambiental. Assim, o individuo observa, e responde diferentemente em todas as ações correspondentes ao ambiente em que vive.

O projeto tem a comunidade do Cruzeiro que é parte da zona rural do município de Laje-BA e por sua extensão e desenvolvimento já é considerada maior que o próprio centro de habitação. Essa região é prospera em terras e farta em recursos naturais. Com base nessas características e pelo número de famílias residentes no local, o projeto visa manter as características primarias, para que não se perca as origens.

JUSTIFICATIVA E PROBLEMATICA

Tendo em vista as necessidades ambientais como, reflorestamento de matas ciliar, revitalização das nascentes e a propagação da educação ambiental para Zona Rural observou-se que o governo disponibilizou linhas de crédito para a essa vertente, considerando que até aqui as políticas públicas estavam voltadas ao apoio à produção e não a qualidade de vida de quem produzia.

O requerimento de recursos para atividade social parte da necessidade de garantir aos agricultores uma melhor qualidade de vida. Ademais, também é um forte requisito para que as famílias agricultoras permaneçam no meio rural, evitando desta forma o êxodo rural[1]. No foco dessa melhoria vem o bem estar dos moradores da comunidade, que estarão visando o fortalecimento da economia local e a preservação do meio ambiente.

 Para tanto serão oferecidas noções de como fazer o seu planejamento familiar, importância da horta, cultivo de ervas medicinais, enfim tudo que venha agregar valores emocionais, sociais, ambientais e econômicos proporcionando um melhor aproveitamento do espaço geográfico.

Também terão como objetivo de conscientização à necessidade de educação ambiental e sanitária. Isso fará com que o grupo familiar tenha a autoestima mais elevada, motivando-se a continuar no meio rural, valorizando as riquezas que este local proporciona. O trabalho social abordará diversas temáticas, citadas na sequência, com referências educacionais, [...] “considerando que a educação é um instrumento de transformação social, não só a educação formal, mas toda a ação educativa que propicie a reformulação de hábitos, aceitação de novos valores e que estimule a criatividade” (REZENDE, 1986).

A interferência do homem com a natureza, que teve início com devastações nos ecossistemas, que hoje tem exercido uma forte pressão sobre os recursos naturais, principalmente o uso indiscriminado de pesticidas e os impactos ambientais causados a natureza pelo uso de agrotóxicos. Atualmente é comum a contaminação das nascentes de água, a poluição atmosférica, a devastação das florestas e a caça indiscriminada.

As legislações vigentes e os direitos e deveres sobre o uso da terra, baseado no Estatuto da Terra - Lei 4504/64 | Lei nº 4.504, de 30 de novembro de 1964, serão transmitidas aos futuros beneficiários do projeto, para que nessa vertente aprendam e fomente sobre o meio ambiente usado.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (15.6 Kb)   pdf (823 Kb)   docx (262.4 Kb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com