TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RELATO DE EXPERIÊNCIA FONOAUDIOLOGIA NA SAÚDE BÁSICA

Por:   •  15/5/2018  •  Resenha  •  690 Palavras (3 Páginas)  •  95 Visualizações

Página 1 de 3

RELATO DE EXPERIÊNCIA

Como sabemos, a saúde pública é bastante rica nos seus preceitos, fundamentados em atenção primária, medidas preventivas e educativas, com também da integração entre os profissionais da saúde. Contudo, seja por motivos político-econômicos, seja por uma cultura biomédica vigente durante dezenas de anos, até hoje, na prática, a atenção à saúde é prioritariamente voltada para a recuperação da saúde do sujeito.

Por sua vez, a Fonoaudiologia tem procurado construir sua historia, direcionando sua prática não somente no sentido do desenvolvimento tecnológico, mas também para a ampliação do conteúdo formal, responsabilidade social e política, contribuindo para a melhoria das condições de vida da população.

Estando inseridos na Unidade Básica de Saúde (UBS) de Santarém, podemos nortear algo que a nossa professora Mariselma já havia relatado em nossas conversas iniciais dos estágios. Onde podemos considerar o conceito de saúde como algo que está intimamente relacio¬nado ao bem-estar biopsicossocial do indivíduo e não apenas a ausência de doenças. Desta forma, há que considerar que as habilidades e a efetividade da comunicação intra e interpessoal constituem aspectos importantes na manutenção da saúde. A habilidade comunicativa é um elemento funda¬mental para a qualidade de vida e toda ação preven¬tiva nessa área irá contribuir significativamente para promover a saúde global.

A atenção básica, principalmente evidenciada pelas unidades básicas de saúde (UBS) constitui “porta de entrada” do Sistema Único de Saúde (SUS) e a oportunidade para que a imensa maioria das situações seja resolvida ou devidamente canali¬zada para os demais níveis de atenção previstos no sistema vigente – média e alta complexidade.

A educação em saúde é o processo pelo qual a população participa no contexto de sua vida coti¬diana e não apenas com risco de adoecer, carac¬teriza-se como uma prática social crítica e transfor¬madora.

A educação em saúde deve criar circunstân¬cias favoráveis às reflexões sobre saúde, sobre as práticas de cuidado, mudanças de comporta¬mento potencialmente prejudiciais à saúde, aqui¬sição de hábitos favoráveis ao bem comum e à saúde pessoal, construindo-se um dos pilares da promoção da saúde.

Algumas estratégias para promoção e manu¬tenção da saúde são apontadas por diversos autores ligados a Fonoaudiologia ou áreas afins, dentre as quais podemos destacar as orientações para a comunidade em que estamos inseridos, a fim de evitar que possíveis patologias se instalem.

São exemplos de medidas preventivas e de promoção da saúde aquelas ligados à atuação fonoaudiológica na promoção e orientação do risco da patologia da sistêmica e diabetes mellitus e hipertensão arterial, por exemplo. Essa última foi algo que percebemos

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.8 Kb)   pdf (42.9 Kb)   docx (12.2 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com