TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Ortopedia, Entorse E Contusoes

Por:   •  13/10/2013  •  781 Palavras (4 Páginas)  •  244 Visualizações

Página 1 de 4

Entorse: É a torção de uma articulação, com lesão dos ligamentos (estrutura que sustenta as articulações). Sendo assim, pode-se dizer que é uma lesão que ocorre quando se ultrapassa o limite normal de movimento de uma articulação. Normalmente, ocasiona distensão dos ligamentos e da cápsula articular e, consequentemente, dor intensa ao redor da articulação, dificuldade de movimentação em graus variáveis e, às vezes, sangramentos internos.

Contusões: Contusão é o resultado de um forte impacto na superfície do corpo. Pode causar uma lesão nos tecidos moles da superfície, nos músculos ou em cápsulas ou ligamentos articulares. Algumas vezes, a lesão é profunda, ficando, então, difícil determinar a sua extensão.

COMPLICAÇÕES

Entorse: Alguns pacientes permanecem com dor ou instabilidade após seis meses do tratamento da lesão ligamentar aguda. As possíveis lesões associadas geralmente são por ordem decrescente de frequência: instabilidade crônica, lesão osteocondral, impacto com processo inflamatório tíbio-fibular distal e impacto anterior com exostose. A investigação diagnóstica destes pacientes pode ser realizada pelo exame clínico associado a métodos diagnósticos, como as radiografias simples e com estresse, ressonância magnética e artroscopia, sendo este último o de maior sensibilidade e especificidade.

Contusões: As contusões geralmente, benignas cicatrizam espontaneamente. No entanto, a violência do trauma pode comprometer os tecidos adjacentes. O choque no olho pode causar fratura dos ossos da face ou crânio, lesão cerebral e problemas visuais que podem levar à cegueira. A lesão aos órgãos gera hemorragia interna que é sempre fatal. Note que, o vômito da criança 15-20 minutos após um choque deve preocupar os pais.

TRATAMENTO

Entorse: A principal medida terapêutica consiste em manter a articulação afetada em repouso, de preferência absoluto, de modo a favorecer a rápida cicatrização e a recuperação dos tecidos lesionados. A redução da dor e da inflamação passa pela administração de medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos comuns.

Embora nos casos ligeiros não seja necessário, nos restantes deve-se proceder à imobilização da articulação com a aplicação de ligaduras, talas ou até mesmo gesso, em caso de entorse do tornozelo, de modo a garantir o repouso permanente da articulação lesionada. A imobilização costuma durar entre uma a duas semanas, por vezes mais do que um mês, de acordo com a colocação do gesso e a gravidade ou localização da entorse.

Depois de solucionada a fase aguda e o consequente desaparecimento da inflamação e da dor, deve-se realizar movimentos ligeiros com a articulação, de modo a prevenir uma eventual rigidez. Durante o período de recuperação também é extremamente útil recorrer a técnicas de fisioterapia, tais como as massagens e a aplicação de ultrassons, raios infravermelhos, correntes elétricas e outros procedimentos que favoreçam a reabsorção dos hematomas e a cicatrização dos ligamentos lesionados. É igualmente aconselhável a realização de exercícios específicos de reabilitação, efetuados de forma gradual e progressiva, segundo as indicações do fisioterapeuta, com o intuito de fortalecer a musculatura da zona afetada, para recuperar a total funcionalidade da articulação e, sobretudo, para prevenir recaídas.

Se ocorrer uma situação muito mais grave, como é o caso da ruptura de ligamentos, pode ser necessário efetuar uma intervenção cirúrgica para se proceder à reparação dos tecidos. Caso a lesão não seja adequadamente curada, devido à falta de tratamento, proporcionando o aparecimento de cicatrizes e aderências

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.6 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com