TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A SEMEADORA DE PRECISÃO

Por:   •  31/8/2016  •  Trabalho acadêmico  •  1.493 Palavras (6 Páginas)  •  55 Visualizações

Página 1 de 6

2.1. SEMEADORA DE PRECISÃO

2.1.1 Fatores que afetam a semeadura

        As máquinas semeadoras devem cortar a palha no solo para que não ocorra embuchamento nos demais componentes, tendo eficiência na retirada dela. A semeadora-adubadora em linha de precisão deve abrir sulcos, fazer dosagem dos fertilizantes e distribuir sementes, na dosagem correta, posição e profundidade, o que é específico para cada cultivar de cada espécie. A máquina semeadora também deve ser eficiente no fechamento dos sulcos. Depois de fechar, o corte deve ser aberto novamente para a deposição das sementes metricamente e equidistantes dos adubos. Após isso, ele deve ser fechado com solo, retornando também a palha anteriormente retirada da linha de semeadura sobre o sulco e finalizar com uma adequada compactação do solo lateralmente às sementes, para que essas absorvam água durante seu processo de germinação e emergência. Para isso, o conjunto dos sistemas de funcionamento da máquina deve ser eficiente em cumprir a operação desejada de maneira uniforme, rápida, precisa, e econômica. (CASÃO JR, & SIQUEIRA 2006)

         A figura 3 -abaixo mostra os diferentes tipos de sementes usadas no plantio para alimentação e cobertura do solo que apresentam densidades, formas e tamanhos desiguais; Necessitam de semeadoras de precisão que possam fazer adequadamente a distribuição das sementes com espaçamentos corretos. [pic 1]

[pic 2]

Figura 3 -Da esquerda para a direta, sementes de ervilha, tremoço branco, guandu anão, lab-lab, mucuna preta, mucuna anã, feijão de porco, feijão, soja, algodão com linter, milho e sorgo forrageiro.

2.1.2. Características das semeadora de precisão

Uma semeadora é constituída, como qualquer máquina, por três componentes básicos: estrutura, mecanismos e órgãos ativos. Da mesma forma, podemos subdividi-la em sistemas e subsistemas, como o sistema de engate, de levantamento, transporte e acionamento, sistema de marcação de linhas, de transmissão, de acondicionamento, dosagem e deposição de sementes e fertilizante, a estrutura e as subestruturas, a unidade de semeadura que é constituída pelo sistema de corte da palha, rompedores para abertura de sulco de fertilizante, sementes e sistema de acabamento de semeadura. Tudo isto para realizar a função de semear (CASÃO JR, & SIQUEIRA 2006).

Estrutura: A parte estrutural da máquina é chamada de chassi, responsável pela sustentação e posicionamento de todos os demais componentes e acessórios. É composta de vigas e chapas de aço de forma a atender o lay out da máquina.

[pic 3][pic 4][pic 5][pic 6][pic 7][pic 8][pic 9][pic 10]

Figura 4– Estrutura monobloco da semeadora PDM 9810 da Metasa com rodados internos e sistema de levante do tipo tubo giratório acionado por um pistão central.

        Sistema de engate e acoplamento: pode ser de arrasto ou montado, sendo que o primeiro precisa de grande espaço para manobrar e é acoplado na barra de tração do trator e o segundo é usado em propriedades menores, onde se precisa realizar muitas manobras e arremates, montados no engate de três pontos. (CASÃO JR, & SIQUEIRA 2006).

Sistema de marcação de linhas: as linhas precisam estar equidistantes entre si, por isso é fundamental onde passar semeando nas sucessivas passadas com a máquina. Por isso, no meio da máquina fica o cabeçote de forma longitudinal e à metade do espaçamento, no lado esquerdo, estará a primeira linha do lado esquerdo. A outra metade, do lado direito do espaçamento, estará a primeira linha do lado direito. A partir desse ponto, cuidar para que todas as linhas estejam equidistantes entre si através dos marcadores de linhas que realizam esta função.

Sistema de Levantamento, transporte e acionamento: o sistema depende do tipo de rodado da máquina, que pode ser interno ou externo. Este exerce um conjunto de funções, sendo principal o transporte. Possui um dispositivo com molas e alavancas, atuando cada braço de levante de forma sincronizada através das válvulas do circuito hidráulico. O pistão atua no sistema de transmissão do rodado da máquina.

Sistema de acondicionamento, dosagem e deposição de sementes: As sementes são acondicionadas em depósitos de plástico na maioria dos implementos, acima dos dosadores. No sistema de distribuição de sementes de discos horizontais, há uma câmara posicionada sobre os discos, sendo as sementes capturadas individualmente pelos orifícios de medida. A medida que os discos giram, as sementes alojam-se sobre os orifícios sendo assim dosadas. Um dispositivo limpador de sementes elimina o excesso, para não ocorrer que a queda de duas sementes atrapalhe o fluxo do movimento no condutor. Dentro da câmara, há um ejetor em cada fileira de orifícios com o mesmo passo entre os mesmos, que expulsa a semente em direção ao tubo de descarga. No sistema de distribuição pneumático, há vácuo ou pressão para a dosagem de sementes. No primeiro, o giro do disco vertical causado pela turbina gera uma pressão e a semente fica presa no reservatório da sua base. Com a pressão do ar, as sementes mantém-se presas em orifícios e, através do dispositivo de corte da pressão, as sementes são liberadas no solo.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.6 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com