TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Polarização de transistores bipolares

Por:   •  11/12/2017  •  Relatório de pesquisa  •  756 Palavras (4 Páginas)  •  142 Visualizações

Página 1 de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO

Instituto de Ciências Tecnológicas e Exatas

[pic 1]

Luiz Eduardo Borges de Oliveira (RA:201310335)

Guilherme Garofo de Oliveira Barbosa (RA:201410462)

Gabriel Pires da Silva (RA:201410782)

Pedro Luiz Costa e Silva (RA: 201310357)

PRÁTICA 04

Polarização de transistores bipolares

Prof. Danillo Borges Rodrigues

Disciplina: Circuitos Eletrônicos 1

Uberaba – MG

06/06/2017

Luiz Eduardo Borges de Oliveira (RA:201310335)

Guilherme Garofo de Oliveira Barbosa (RA:201410462)

Gabriel Pires da Silva (RA:201410782)

Luiz Pedro Costa e Slva (RA: 201310357)

Prática 04
Polarização de transistores bipolares


Relatório Referente a aula pratica de laboratório apresentado à disciplina de Circuitos Eletronicos da Universidade Federal do Triangulo Mineiro como requisito para obtenção de nota parcial.
Prof. Danillo Borges Rodrigues

Uberaba - MG

2017

1.Introdução

A principal característa de um transistor é controlar a corrente. Sua estrutura é formada por cristais semicondutores, sendo duas de três camadas do mesmo tipo. A camada interemediária é a que difere das outras, sendo esta quem controla a passagem de corrente pelas outras duas. As três extremidadades são, coletor, base e emissor.

O emissor tem tal nome pela propriedade de emitir portadores. Ele é fortemente dopado, possuindo um grande número de portadores de cargas. Já a base é muito fina e com dopagem moderada, não tendo capacidade em absorver todos os portadores vindos do emissor. Por útlimo, o coletor é levemente dopado e é a maior camada, sendo possível a coleta dos portadores vindos do emissor.

Como nos diodos, entre as junções das camada P e N existem barreiras de potencial. Com a polarização correta, é possível romper essa barreira de forma a fazer o controle da passagem de corrente entre o emissor e o coletor através da base.

2.Procedimentos

Equipamentos Utilizados

  • 1 resistor de 1KΩ, 1 de 3.9KΩ, 1 de 100KΩ, 1 de 620KΩ, e 1 de 1MΩ;
  • 1 transistor BC547B;
  • 1 Matriz de contatos;
  • 1 Multimetro;
  • 1 Fonte de alimentação cc simétrica;
  • 1 cabo de força;
  • 1 par de ponteiras de multimetro;
  • Fios diversos para as conexões de matriz de contatos.

Métodos

Para iniciar o experimento, foi verificado a condutividade da matriz de contatos nos pontos intermediários com o auxílio de multímetro digital. Em seguida foi verificada a tensão de todos os equipamentos colocando cada um em sua faixa apropriada. Por fim a fonte de alimentaçao CC foi ajustada para 20V.

Etapa 1:

        

        Com um multímetro verificamos o valor de ganho do transistor. Em seguida montamos o circuito de polarização da base que pode ser visto na figura 1.

[pic 2]
Figura 1: Circuito de polarização da base

Utilizando novamente o multímetro aferimos os valores para VCE, Ic e Is. Em seguida foi feita a alteração do resistor para um de valor 620KΩ. As mesma tensões e corrente foram medidas e anotadas em uma nova tabela. O mesmo procedimento se repetiu para um resistor de 1MΩ e a mais uma tabela foi completada.

Usando as equações a seguir, calculamos os valores para Ic(SAT) e VCE(CORTE). O valor de VBE foi adotado como 0,72V conforme datasheet. Os valores reais das coordenadas do ponto Q foram calculadas para um novo valor de resistor que opera no meio da reta de carga.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.6 Kb)   pdf (119.1 Kb)   docx (191 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com