TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Variação de entropia de gases ideais

Por:   •  17/9/2018  •  Trabalho acadêmico  •  1.210 Palavras (5 Páginas)  •  134 Visualizações

Página 1 de 5

Variação de Entropia em Gases Ideais

Primeiro devemos compreender o que significa:

Entropia: Medida do grau de desordem em um sistema termodinâmico e suas espontaneidades. No caso de gases podemos ter como exemplo um gás pressurizado que ao ser liberado se expande por todo o meio então aumentando seu grau de desordem.

Gases ideais: Parte do principio de um gás de partículas pontual e que  não possui interações entre si, ou seja não se movimentam e nem trocam energia, tudo isso para facilitar o estudo do fluido.

Portando:

Usando as equações Tds:

Tds = du + Pdv (1° Equação)

Tds = dh – Vdp (2° Equação)

Onde em um gás ideal:

du = Cu(T)dT

dh =Cp(T)dT

V = RT/P e P = RT/V

Substituindo:

Tds = Cu(T)dT+ RT dv ,  e dividindo por T:

                    V

ds = Cu(T)dT+ RT dv

         T           V..  

                  T[pic 1]

Então:        ds = Cu(T)dT + R dv

                      T              V                 

Usando os mesmos princípios para a 2° Equação:

ds = Cp(T)dT – R dp

               T               p

 Portanto ao integrar respectivamente:

                t2                                                           t2

S2 – S1 =  Cu(T)dT + R ln   V2                e                S2 – S1 =  Cp(T)dT - R ln   P2

                      T                 V1                                                T              P1        

          t1                                                        t1

                 Variação de Entalpia

Onde deve-se observar as integrais abaixo, pois por serem funções de temperatura devem ser possuir todas as informações sobre as relações funcionais antes de ser integradas.

    t2                               t2

 Cu(T)dT         e            Cp(T)dT                 

t1          T                      t1        T

Propriedades parciais molares

Toda propriedade extensiva X, quando um sistema unitário em fase e em componente e função de duas propriedades independentes, a pressão e a temperatura, e usa-se o numero de mols como a dimensão do sistema. Para um multicomponente, mas com somente uma fase então considera-se como propriedade independente a pressão, a temperatura e também o numero de mols de cada um dos componentes o que significa que se a dimensão do sistema aumenta junto com a pressão e temperatura.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.1 Kb)   pdf (264.2 Kb)   docx (16.9 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com