TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Dispositivo De Entrada E Saida

Por:   •  20/4/2013  •  1.990 Palavras (8 Páginas)  •  449 Visualizações

Página 1 de 8

Dispositivos de Entrada

Mouses

O mouse, juntamente com o teclado, é periférico praticamente indispensável quando

utilizamos um microcomputador. Porém seu funcionamento sempre nos passa

despercebidos. Além da esfera, dentro há um par de LEDs e sensores, e dois eixos com uma roda dentada em uma das extremidades. Quando o mouse é utilizado, a esfera move-se girando os eixos, que consequentemente giram as rodas dentadas. Os “dentes” da roda fazem sombra no brilho emitido pelos LEDs, que são então captadas pelos sensores e convertidos em sinais de movimento.

Mouse Ótico

Os mouses óticos possuem um LED que emite um feixe de luz sobre a superfície em que se encontra. A luz refletida pela superfície é então capitada por um sensor, parecido com um de uma maquina fotográfica digital. O mouse faz comparação entre as varias imagens recebidas e faz cálculos de comparação para determinar se houve movimentos e a direção e a velocidade dos destes. Os mouses com lasers são uma variação dos mouses óticos Por causa das propriedades do feixe de laser é possível obter maior precisão dos movimentos. A precisão dos mouses ópticos e a laser é determinada por sua resolução, medido em quantidade pontos por polegada (dpi), que seus sensores podem captar. Os mouses óticos comumente possuem a resolução de 800dpi, já os a laser mais comum podem chegar a 1600dpi. Trackball: O TrackBall tem função semelhante ao mouse, porém são empregados em atividade que requerem uma maior precisão nos movimentos. Mas, diferencia-se por ser um dispositivo fixo e com uma grande esfera que deve ser manuseada para que envie o sinal de movimento. Inicialmente funcionavam com o mesmo principio do mouse “bolinha”, mas atualmente usam um sistema similar ao dos mouses óticos com o feixe de luz e sensor apontado para a superfície da esfera. Interface de dados: Atualmente ainda é possível encontrar mouses que se comunicam de forma serial através de um conector PS/2, mas a conexão USB está cada vez mais difundida por ser um padrão universal, o que permite conectar vários tipos de dispositivos.

Teclado

O teclado é tido como o periférico de entrada padrão. Atualmente, a grande maioria

se comunica com o computador através da porta USB, porem ainda é possível encontrar teclado com o padrão PS/2. Debaixo de cada tecla do teclado há uma chave eletrônica que se fecha quando a tecla é pressionada. O sinal é captado por um chip processador que compara as chaves fechadas com uma tabela interna, e determina quais os caracteres que serão enviados ao computador. A configuração do computador pode sobrepor essas informações, substituindo alguns caracteres por outros. Os caracteres digitados são mantidos na memoria de buffer e depois enviados para o computador.

Webcam

As webcam são câmeras digitais conectadas a um computador, na maioria de casos

por um cabo USB. São utilizadas principalmente em programas de chat. Porém pode ser utilizadas em outras atividades, como: percepção de movimento, câmera de segurança, fotos, vídeos, etc. As câmeras possuem uma lente que focaliza a luz do ambiente em um sensor, que transforma a luz em pulsos elétricos. Estes pulsos elétricos são processador e transformados em uma matriz de pixeis, a imagem propriamente dita. Uma webcam fica inativa até que algum programa faça solicitação de uso. Normalmente um programa controla o fluxo de quadros capturados, limitado pela capacidade máxima da câmera. Um vídeo precisa de uma taxa mínima de 15 quadros por segundo, sendo 30 o ideal.

Dispositivos de Saída

Impressoras

Quando damos um comando para imprimir, o driver da impressora instalado no

computador, converte os dados para um formato que a impressora consiga ler e verifica se o equipamento está pronto e disponível para imprimir o documento. Confirmando a disponibilidade, os dados são enviados através da interface de conexão correspondente entre o microcomputador e a impressora (USB, Rede, Porta Serial, Porta Paralela, etc). Os dados são armazenados em um buffer, onde permite que o computador envie todos os dados da impressão sem que precise esperar o final da impressão de cada pagina. Segue abaixo algumas diferenças entre os principais tipos de funcionamento de impressoras encontrados atualmente.

Impressora Jato de Tinta:

Os dados recebidos são transformados em impulsos elétricos

...

Baixar como (para membros premium)  txt (12.4 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com