TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Forno Conversores

Dissertações: Forno Conversores. Pesquise 861.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  4/4/2013  •  1.011 Palavras (5 Páginas)  •  827 Visualizações

Página 1 de 5

MOTORES A EXPLOSÃO: 4 TEMPOS

Você já se perguntou o que tem debaixo do capô de um automóvel? Por que um Citroën XSARA 1.8 16V aspirado de 170Hp vence uma arrancada facilmente contra um Vectra 2.2 16V de 138Hp? O que significa um carro ter "motor 1000" ou ainda 1.0? Qual a diferença entre um motor V8 de um Maverick e um motor V6 de uma BMW? São tantos números que podemos ficar confusos...

O que é um motor 1.0 ou 1000? Esses números na verdade representam o volume de deslocamento dos pistões internos às câmaras de combustão. Um motor 1.0 na verdade é um motor de 1,0 L (ou 1000 cm3). Isso significa que se ele for de 4 cilindros, cada pistão (um por cilindro) se desloca um volume de 1/4 L ou 250cm3. Quanto maior a quantidade de litros, mais potência terá o motor e geralmente isso o torna menos econômico. Assim um motor 2,0 L tem um volume de deslocamento total interno duas vezes maior que um motor 1,0 L.

Figura 1: como determinar o volume total de um motor de combustão.

Já que mencionamos potência e assim vejamos o que significam os Hp de um motor: o Hp é uma unidade da mecânica (Horse-power) que representa potência. A potência por sua vez é a capacidade de realizar um certo trabalho num determinado intervalo de tempo. Quanto maior a potência, maior a força que o motor consegue desenvolver num determinado intervalo de tempo. Aqui no Brasil também utilizamos como unidade de potência o cv (cavalo-vapor). Embora algumas pessoas digam que elas são unidades equivalentes, isso de fato apenas ocorre com a sua representação de potência, já que 1Hp é aproximadamente 745W e 1cv equivale a 735W.

Existem vários tipos de motores: V2, V3, V4, V6, V8, V10, V12, etc... Os motores em "V" são aqueles em que os cilindros estão dispostos nessa forma na composição do motor, ou seja, fazendo um ângulo relativo maior que zero grau e menor que 90 graus (veja as figuras 2 e 3). Embora seja essa a definição mais correta, essas representações na verdade, popularmente, indicam o número de cilindros que o motor tem. O motor V2 (dois cilindros) pode ser encontrado em algumas motocicletas, geralmente aquelas tipo "custom", como as tradicionais Harley Davidson. O motor de três cilindros equipa desde os antigos carros DKW's até algumas motocicletas de alto desempenho, como da marca Triumph. O motor V4 (quatro cilindros) é o mais comum entre os automóveis (embora os cilindros sejam dispostos paralelamente). Os motores V6 equipam os carros de luxo como as BMW. Os motores V8 já são mais raros e dentre os automóveis que podemos citar desde os antigos Maverick até as modernas caminhonetes Dodge e Mercedes. Os motores V10 e V12 (Vídeo Youtube) são de carros super-esportivos e dentre eles estão os lendários Lamborguinis acompanhados das Ferraris.

Figura 2: quatro cilindros em linha Figura 3: quatro cilindros em "V" (60º)

Fonte: Youtube. Acesso: jun/09. Fonte: Youtube. Acesso: jun/09.

Curiosidade: clique aqui e veja um motor 8 cilindros em V construído em LEGO.

Diferentemente do número de cilindros de cada motor, o termo 16V significa que o motor do automóvel tem 16 válvulas. Assim, se o motor for de quatro cilindros teremos 4 válvulas por cilindro: duas válvulas de admissão e duas de exaustão. O motor 4-tempos leva esse nome graças ao ciclo mecânico composto de quatro etapas segundo o qual funciona (quatro transformações reversíveis). A principal característica do ciclo de Otto é que a combustão na câmara ocorre por ignição ou faísca.

Toda a teoria que fundamenta esses motores é baseada

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.7 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com