TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O TRABALHO DE PONTES

Por:   •  8/1/2019  •  Trabalho acadêmico  •  1.371 Palavras (6 Páginas)  •  12 Visualizações

Página 1 de 6

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA – UDESC

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS – CCT

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL – DEC

CLAUDIA COELHO DA SILVA DE ABREU

CÁLCULO DA CARGA PERMANENTE

PONTE RIO DA ONÇA

Trabalho apresentado à disciplina de PONTES do curso de Engenharia Civil

Professor: Jorge El Achkar

JOINVILLE – SC

OBJETIVO

Calcular a carga permanente da Ponte Rio da Onça conforme a NBR 7187.

“A carga permanente será constituída pelo peso próprio da estrutura e por todas as sobre cargas fixas” (NBR 7187).

 

1. DADOS DO PROJETO 

1.1 GEOMETRIA

  • Comprimento total da ponte: 30,0 m

  • Comprimento longitudinal:         Vão teórico: 20,0 m

 Balanços: 5,0 m

  • Comprimento transversal:         Vão teórico: 6,50 m

Balanços: 2,80 m

  • Espessura da laje: 24,4 cm no centro com mísula nas extremidades

  • Espessura do revestimento: 0,09 m

            (4 cm capa de asfalto + 5cm capa de concreto)

  • Diâmetro do pilar: 1,0 m

  • Altura do pilar: 10,0 m
  • Longarinas: Base: 0,5m

                               Altura: 1,45m

  • Transversinas: Base: 0,25m e 0,60m

                                    Altura: 1,25m

1.2 DADOS GERAIS:

  • Classe de Concreto: 25 MPa
  • Classe de Aço: CA50
  • γterra  = 1,8 tf/m²
  • γaslfato  = 2,4 tf/m²
  • γconcreto  = 2,5 tf/m²

2. COMPOSIÇÃO DAS CARGAS PERMANENTES

2.1 ANÁLISE DAS CARGAS DISTRIBUIDAS

2.1.1 CARGA DO GUARDA RODAS (C1)

A principal função do guarda rodas é bloquear fisicamente a saída dos veículos da pista, serve também para demarcar a área de trânsito para os pedestres.

Figura 1 – Detalhe barreira New-Jersey

[pic 1]

Sendo:

γc = peso específico do concreto

A = área da seção transversal do elemento (m²)

A = (0,225x0,47) – (0,05x0,47)/2 + (0,4x0,40) – [(0,175x0,25)/2] = 0,23m²

q = γc x A

q C1 = 2,5 x 0,23

q C1 = 0,58 tf/m

2.1.2 CARGA DO PESO PRÓPRIO DA LAJE (C2)

Figura 2 – Seção transversal

[pic 2]

[pic 3]

Sendo:

γc = peso específico do concreto

A = área da seção transversal do elemento (m²)

Carga para o vão sem mísula (q C21)

A = (0,15x0,2) + (0,3x0,2) + [(0,07x0,3)/2] + (0,2x2,25) + [(0,15x2,25)/2] + (0,35x0,5) + (0,2x1,25) + [(0,15x1,25)/2] + (0,2x1,75) + [(0,044x1,75)/2] = 1,63m²

q = γc x A

q C21 = 2,5 x 1,63

q C21 = 4,08 tf/m

Carga para o vão com a mísula (q C22)

Para facilitar os cálculos, considerar a mísula como um retângulo de dimensões:

h = 0,35 m

b = 1,25 m

q* = γc x A

q* = 2,5 x 1,79

q* = 4,47 tf/m

Considerando a média das cargas devido a mísula:

q C22 = (4,08 + 4,47)/2 = 4,28 tf/m

q C22 = 4,28 tf/m

1.1.3 CARGA DO PESO DO REVESTIMENTO (C3)

Sendo:

γc = peso específico do concreto

γa = peso específico do asfalto

A = área da seção transversal do elemento (m²)

Ac = 4,00 x 0,05 = 0,20

Aa = 4,00 x 0,04 = 0,16

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.6 Kb)   pdf (202.9 Kb)   docx (89.2 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com