TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

"QUASE O PIOR CENÁRIO": O INCÊNDIO NO TÚNEL DE BALTIMORE EM 2001 (A)

Por:   •  3/5/2021  •  Resenha  •  685 Palavras (3 Páginas)  •  47 Visualizações

Página 1 de 3

[pic 1]

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ

PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO

MASHARU SILVA KAWAMOTO

"QUASE O PIOR CENÁRIO":
O INCÊNDIO NO TÚNEL DE BALTIMORE EM 2001 (A)

Trabalho da disciplina de Administração Aplicada à Engenharia de Segurança.

Tutor: Profa. Gisele Teixeira Saleiro

BELÉM - PA

2021

"QUASE O PIOR CENÁRIO":
O INCÊNDIO NO TÚNEL DE BALTIMORE EM 2001 (A)

SCOTT, Esther. “Quase o pior Cenário”: O incêndio no túnel de Baltimore em 2001 (A). Harvard Business School. C16-04-1767.0.

Scott apresenta em sua obra um evento ocorrido em Baltimore em 18 de julho de 2001, no qual um trem descarrilhou em um túnel que liga de norte a sul da cidade, provocando um incêndio sem precedentes e com a possibilidade de desencadear um “BLEVE” por estar transportando produtos químicos.

O túnel foi concluído é 1896 sob o centro da cidade, considerando que em 2001, no seu entorno, se encontravam diversos pontos de aglomerações de pessoas, além do sistema de trens urbanos da Camden Line. O Túnel era propriedade e operado pela CSX Corporation, possuía 1,7 milhas subterrâneas, estando entre 3 a 60 pés abaixo da superfície. Desde 1961 operava somente com serviço de frete de mercadorias, e desta forma, o conhecimento de sua existência era limitado à uma pequena parcela da população, que não incluía o prefeito da época, Martin O’Malley.

O plano de emergência da cidade, elaborado em 1987 de acordo com a legislação federal, não possuía eventos emergenciais como o em questão, e, segundo um membro do corpo de bombeiros, um cenário com descarrilamentos de comboios, incêndios com produtos químicos e explosões adutoras seria tido como exagero, se tivesse sido questionado.

Inicialmente, o Corpo de Bombeiros recebera chamadas sobre uma fumaça saindo do Túnel sob a Rua Howard, contudo era uma situação frequente pois os moradores da extremidade norte dele, costumavam confundir as fumaças de óleo diesel com incêndio. Vale destacar aqui, que existia um histórico de dúvidas sobre esta questão, onde poderiam ter sido instalados pontos de monitoramento óticos, disponíveis na época, para resposta rápida à sinistros. Assim, ao chegar no local, o corpo de bombeiros percebeu que se tratava de um trem de carga da CSX Corporation que descarrilhou e pegou fogo no túnel, porém não foram capazes por horas de realizar um reconhecimento no local para saber o que estava queimando ou como o incêndio parecia, visto que o incidente ocorreu a 1 milha dentro do túnel.

As únicas informações disponíveis eram as evidências visíveis ", o volume da fumaça, a cor da fumaça, a intensidade da fumaça. Dentre as especulações apresentadas no manuscrito estava a possibilidade de uma explosão de vapor e expansiva com líquido fervente", ou BLEVE, desencadeada por produtos químicos aquecidos até o ponto de ebulição, que teria a capacidade de causar um grande impacto, considerando a localização no túnel. Segundo Heinbuch, que estava no comando tático da operação, uma BLEVE já dizimou pequenas cidades.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.5 Kb)   pdf (65.2 Kb)   docx (19 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com