TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Uma família de metais alcalino-terrosos

Seminário: Uma família de metais alcalino-terrosos. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  7/10/2014  •  Seminário  •  1.267 Palavras (6 Páginas)  •  257 Visualizações

Página 1 de 6

No relatório a ser apresentado, será discutido sobre as propriedades químicas dos elementos, onde foram analisadas as diferenças e semelhanças de determinados elementos químicos da tabela periódica.

Os elementos de uma mesma família apresentam propriedades químicas semelhante porque as estruturas eletrônicas periféricas são iguais, como essas propriedades dependem da estrutura eletrônica da camada de valência, isso explica a qual família pertence, determinados elementos, porém as propriedades são apenas semelhantes, pois um elemento não é igual ao outro, possuem também diferenças importantes entre eles.

Nesta prática, foram estudadas as semelhanças e diferenças entre as seguintes famílias:

Família dos metais alcalinos terrosos

São os elementos do grupo 2A da tabela periódica, onde é formado pelos seguintes elementos: berílio (Be), magnésio (Mg), Cálcio (Ca), Estrôncio (Sr), Bário (Ba) e o radio (Ra). Este último apresenta um tempo de vida muito curto.

Os alcalinos terrosos possuem dois elétrons em seu último nível de energia (subnível s), com tendência a doar-los, transformando em íons positivos.

São metais de baixa densidade, reagem com facilidade com os halogênios para formação de sais iônicos e com água forma hidróxidos fortemente básicos.

Família dos Halogênios

Halogênios, que em grego quer dizer, formador de sais, são os elementos correspondente ao grupo 7A da tabela periódica, formado pelos determinados elementos: flúor (F), cloro (Cl), bromo (Br), iodo (I)e o ástato (At) (este último, radioativo e pouco comum). Possuem 7 elétrons em sua camada de valência (terminando no subnível p com 5 elétrons).

São altamente eletronegativos, por necessitarem apenas de um elétron para se tornar estável isoladamente e tendem a formar ligações fortes com os metais, tanto os Alcalinos como os Alcalinos Terrosos. Sua eletronegatividade decresce no grupo de cima para baixo, sendo o flúor o mais eletronegativo e o ástato o menos eletronegativo.

Família dos metais alcalinos

Elementos que constitui o grupo 1A da tabela periódica têm como configuração eletrônica terminada no subnível s1 , os elementos que compõem este grupo é o lítio

(Li), sódio (Na), potássio (K), rubídio (Rb), césio (Cs) e o frâncio (Fr).

Todos os metais alcalinos são extremamente reativos quando expostos ao oxigênio ou à água, assim como a qualquer ânion, sendo que as energias de ionização do mesmos são as mais baixas da tabela, o que faz com que a perda do último elétron da camada de valência se faz sem o desprendimento de muita energia.

• Verificar quais elementos de uma mesma família possui propriedades químicas semelhantes;

• Verificar a diferença nas eletronegatividades entre os metais e os não metais bem como, entre os elementos de uma mesma família.

• Observar propriedades físicas e químicas dos metais alcalinos.

Materiais e Reagentes

Béqueres de 100 mL Espátula Bastão de vidro Tubos de Ensaio Conta-gotas Proveta de 10 mL Vidro de relógio Papel de Tornassol Amido Bico de Bunsen Suporte universal c/ garra Mangueira de silicone

AgNO3 Água destilada

Óxido de cálcio Dióxido de magnésio Solução de fenolftaleína Solução de NaClO Solução de KI 0,1 mol/L Solução de NaBr 0,1 mol/L Solução de amido 1% Sódio e potássio metálico

Óxido de Manganês MnO2 Ácido clorídrico concentrado

Cristal de iodo Clorofórmio

Experiência I: Propriedades básicas dos óxidos metálicos

Foi adicionado a dois béqueres de 100 mL cada, contendo água até 2/3 de suas capacidades.

No 1º béquer foi acrescentado 2 pedaços de óxido de cálcio (CaO) e em seguida adicionado 4 gotas de solução de fenolftaleína (C20H14O4).

No 2º béquer foi adicionado 2 pedaços de óxido de magnésio (MgO) e acrescentado também 4 gotas de fenolftaleína (C20H14O4).

Experiência I: Obtenção da água de cloro

Em uma capela de exaustão foi fixado através de um suporte universal com garra, um tudo de ensaio contendo uma ponta de espátula de Dióxido de manganês

(MnO2) e 2 mL de ácido clorídrico (HCl) concentrado tampado e ligando através de uma mangueira de silicone ao béquer contendo água, onde o tubo de ensaio foi aquecido por um bico de Bunsen por aproximadamente 1 minuto, após isso foi desligado a chama do bico de Bunsen e retirado o béquer contendo a reação para a realização da experiência I.

Experiência I: Teste para o cloro, bromo e iodo Foram separados 6 tubos de ensaios para cada experiência dos halogênios:

1º tubo de ensaio foi colocado 2 mL de água de cloro em um tubo de ensaio

e mergulhado uma tira de papel indicador universal para verificação

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.1 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com