TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Alguns Conceitos básicos sobre a economia

Por:   •  14/6/2018  •  Resenha  •  1.337 Palavras (6 Páginas)  •  89 Visualizações

Página 1 de 6

Alguns conceitos básicos sobre a economia

A economia é a ciência que estuda a alocação de recursos escassos, ou seja, como a sociedade dispõe dos recursos existentes e limitados para tornar os bens e serviços necessário para a satisfação das necessidades e desejos das pessoas. Envolve o financeiro, como por exemplo, dinheiro, matéria prima, trabalhadores, etc. E torna se limitado pelo fato da escassez e não por falta de algo que seja restrito ou finito, trata se desse modo, o fato de que nós, enquanto seres humanos, necessitamos de alguns bens livres: ar, luz do sol ... isso faz com que não chegamos a escassez infinita, porém, a cada ano que se passa, a população aumenta e os bens livres vão diminuindo. Sobre os bens livres, esses fazem parte do finito, como foi citado no parágrafo anterior, essa escassez chama se de “bens econômicos‘’  tudo que se troca, tudo que se tem preço.

Existem alguns tipos ou formas na economia, como por exemplo, a positiva e a normativa. A economia normativa refere se à juízo de valor, tomada de decisões como algo difícil quando envolve a coletividade, pois as pessoas tem opiniões diferentes.                                                                      

 Já a economia positiva é baseada em teorias, objetividade cientifica com conclusões que chegam a realidade concreta, que se da por exemplo, por meio da coleta e análise de dados estatísticos, tudo sem colocar juízo de valor.                                                                                                                  

   Com isso, a economia torna se conciliadora de interesses e consequentemente aceitável pela maioria e vantajosa para a coletividade.     Diante dessas escolhas, novas situações são identificadas e desdobram-se nas três questões fundamentais, que estão vinculadas a noção de sistema econômico ,ou seja, o que produzir ,para quem e quanto produzir.

   Os Trade-offs são, por definição, consequência de escassez e caracteriza –se, pelas escolhas dos agentes. Assim, ter mais de uma coisa implica em ter menos de outra nesse mesmo sentido. Pois cada escolha te trará benefícios e perdas.

Para Frank o custo de oportunidade de uma atividade refere-se ao valor de tudo que se abre mão para realizá-la. Gonçalves e Rodrigues acrescentam que o custo de oportunidade é o valor da melhor alternativa         disponível. Quando se refere ao tempo,os autores destacam que ele se modifica nas diversas etapas da vida, uma vez que é o tempo que determina o quanto um agente econômico dispõe para ampliar ou reduzir a busca por algo. Por isso em as pessoas que trabalham normalmente tem menos tempo para desenvolver outras atividades sem comparação com aqueles que não trabalham, logo o custo de oportunidade é mais elevado.

Escolha e decisão na margem é uma forma de decisão econômica racional, para que não se tenha prejuízo, como por exemplo, vendas abaixo do custo, quando o valor marginal se tornará irrelevante.

Decisões e incentivos se baseia que, quando tomamos uma decisão temos que levar em consideração não apenas o custo de oportunidade de cada escolha ou analise marginal mas os os incentivos positivos e negativos.

Especialização na produção e trocas está associado ao que cada um produz tudo que consome, todos podem ganhar com isso pois cada um se dedica naquilo que sabe e se torna mais eficiente do que se todos os produtores fabricassem tudo e a produção se torna maior com a especialização de funções.

Trocas e mercados é o resultado da especialização que citamos a cima, pois cada um tem a liberdade de escolher o que fazer, quanto fazer e por quanto vender, uma centralização muito burocrática no meio da produção se tornaria pouco eficaz, ou seja, ações descentralizadas no funcionamento do mercado podem levar a resultados superiores para a coletividade, do que um complexo sistema de planejamento burocrático.

Falha de mercado e funções econômicas do Governo, ao contrário do que vimos nos últimos temas, são que as ações do Governo tornam se essenciais para o fornecimento de incentivos, e assim ter uma centralização para a economia do Estado e a economia internacional.

Padrões de vida e produtividade é o caminho do crescimento econômico que passa a ser a busca constante de aumentos de produtividade, seja pela tecnologia ou pela produção, seja pelo aumento do nível educacional da forca de trabalho, dependem dos investimentos e os conceitos e princípios que foram citados acima, poderão nos fazer compreender mais sobre o padrão de vida que todos querem conquistar.

Segundo Mankiw ,”Não há nada de misterioso sobre o que é uma economia. Em qualquer parte do mundo, uma economia é um grupo de pessoas que estão interagindo umas com as outras e, dessa forma ,vão levando a vida”. Os economistas não podem solucionar todos os nossos problemas, mas contemplar a complexidade da motivação humana ajudará a tomar melhores decisões. Inúmeras decisões tomadas são econômicas: Decidir é sempre um desafio pois, é necessário realizar escolha no tempo presente, procurando identificar suas consequências no futuro.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.3 Kb)   pdf (69.3 Kb)   docx (11.5 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com