TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Mauá o Imperador e o Rei

Por:   •  9/10/2016  •  Relatório de pesquisa  •  1.352 Palavras (6 Páginas)  •  2.339 Visualizações

Página 1 de 6

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO CAETANO DO SUL

ANTONIO RUSSO

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS         

BRUNO MONTEIRO DE MORAIS

MAUÁ – O IMERADOR E O REI

SÃO CAETANO DO SUL

2016


BRUNO MONTEIRO DE MORAIS

MAUÁ – O IMERADOR E O REI

Trabalho apresentado à Faculdade de Tecnologia de São Caetano do Sul, como parte das exigências para aprovação da disciplina de Administração Geral do Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Orientador: Prof. Dr. Roberto Gondo Macedo

SÃO CAETANO DO SUL

2016

[pic 1]


SUMÁRIO

1.        SÍNTESE        

1.1.        MAUA, O IMPERADOR E O REI        

2.        DESCRITIVOS        

2.1.        RELAÇÃO DA PRIMEIRA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E OS PROJETOS DE VISCONDE DE MAUÁ        

2.2.        CARACTERÍSTICAS DA SEGUNDA REVOLUÇÃO E INVESTIMENTOS DO BARÃO DE MAUÁ        

2.3.        PERFIL EMPREENDEDOR DO BARÃO DE MAUÁ        

2.4.        O PAPEL POLÍTICO DA ÉPOCA        



  1. SÍNTESE

  1. MAUA, O IMPERADOR E O REI

O filme trata sobre a vida de Irineu Evangelista de Souza (1813 – 1889), conhecido como Barão de Mauá, visionário desde a sua infância foi um importante brasileiro que visava a modernização da indústria e da economia nacional. Após a morte de seu pai assassinado por ladrões de gado e como o novo esposo de sua mãe não desejava conviver com os filhos do primeiro casamento, foi com destino ao Rio de Janeiro com um tio onde trabalhou cobrando os credores de seu patrão, em troca de moradia e comida, e estudou por conta própria em intervalos no seu trabalho, muito inteligente logo comprou títulos na crise do  estado que não estavam em altas, assim começando uma jornada e ascensão astronômica e logo foi trabalhar com o seu primeiro mentor o escocês Richard Carruthers, onde aprendeu noções de contabilidade e desenvolveu seu inglês.

Na época já tinha seus princípios bem definidos e pensava muito além, abolicionista nato acabava indo contra o propósito do governo sem se dar conta, algo que atrapalharia muito seus planos, sendo um dos mais importantes para desenvolver da história da economia capitalista.

Em pouco tempo tornou-se um membro majoritário do conselho do Banco do Brasil, logo, chamou atenção do inglês Ricardo Carruthers onde se associou com a maçonaria, e através do Barão de Rostchild, um dos homens mais ricos da época, logo suas ideias começaram a se tornar realidade criou o primeiro Banco do Brasil, a instalação da iluminação pública a gás na cidade do Rio de Janeiro, construiu a primeira ferrovia do brasileira, instalou cabos submarinos de telégrafos interligando a América do Sul até a Europa, onde recebeu o título de Visconde de Mauá, transporte urbano entre outros . Todas essas façanhas acabaram incomodando o Imperador Pedro II.  

Devido a eventos criminosos onde teve um estaleiro incendiado, a perseguição dos tribunais, diante dos investimentos individuais e poucas pessoas apoiando sua causa. Mesmo ele sendo um homem extremamente inteligente não era páreo para as perseguições e sabotagens que sofreu, sua queda foi inevitável diante dos fatos, teve que usar todos os seus bens para quitação da dívida, desde aliança de casamento, roupas e imóveis.

A queda do Barão de Mauá não foi ruim somente para ele, mas para todo o Brasil já que era um dos poucos homens que pensava não só em seu enriquecimento, almejava um bem comum a todos e o único com condições de implementar a Revolução Industrial. Se o Brasil como um todo seguisse as ideias do Barão de Mauá como a da abolição da escravidão e a utilização da mão de obra assalariada e o exemplo da Inglaterra como uma economia totalmente liberal com incentivo a industrialização hoje em dia sem dúvida seria um país de primeiro mundo competindo com as grandes potências mundiais como EUA e Inglaterra.

Mesmo com todos os seus problemas financeiros e pessoais o Barão de Mauá não se deixou abater e continuo a lutar, trabalhou para recuperar todo seu poder e conseguiu anos depois se tornar novamente o homem mais rico do país enquanto o Brasil continuava apenas vendo o desenvolvimento dos outros países.      

  1. DESCRITIVOS

  1. RELAÇÃO DA PRIMEIRA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E OS PROJETOS DO VISCONDE DE MAUÁ

A primeira revolução industrial foi gerada através da revolução comercial que com o aumento de riqueza permitiu assim financiar o progresso cientifico que acabou desencadeando uma serie de novas tecnologias, acelerando assim o desenvolvimento do sistema capitalista  

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.4 Kb)   pdf (120.1 Kb)   docx (16.9 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com