TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Portfolio adm unopar 1º semestre

Por:   •  16/10/2015  •  Trabalho acadêmico  •  1.153 Palavras (5 Páginas)  •  383 Visualizações

Página 1 de 5

Introdução

   

    O presente trabalho se propõe a trazer informações acerca das disciplinas estudadas no 1º semestre do curso de Administração de Empresas, da Universidade do Norte do Paraná, polo de Salgueiro – Pe.

    Assim, no desenvolver deste trabalho, busca-se enfatizar a relevância das disciplinas estudadas, explorando-se os conteúdos nelas contidos, a fim de, reconhecer a importância de tais informações para a formação do futuro profissional da Administração.

      Na disciplina de Fundamentos e Teoria Organizacional, podemos enfatizar que, o papel das organizações na sociedade moderna é de fundamental importância para o bom funcionamento e atendimento das necessidades de seus participantes.

       Quando destacamos, a Comunicação e a Linguagem, entendemos que, estas se fazem presentes em todo o processo administrativo, posto que é uma atividade comum em nossas vidas, por isso, estão presentes no dia a dia das organizações.

       Envolver os conceitos Homem, Cultura e Sociedade, nos remonta aos grandes pensadores da humanidade, e nos desperta para sermos profissionais críticos e comprometidos com a visão humanística em nossa realidade.

       Quanto a Psicologia Organizacional, podemos dizer que, a mesma está voltada para a administração de pessoas, para as relações de trabalho, sendo pois, uma grande aliada dos negócios e das organizações.

        A fim de, enriquecer o presente trabalho, é possível traçar os seguintes objetivos:

Objetivo geral: Aprofundar os conhecimentos, através de leituras, pesquisas, acerca dos assuntos abordados nas disciplinas estudadas, a fim de, que haja uma contribuição significativa na almejada formação profissional.

Objetivos específicos:

  • Compreender a estrutura e o funcionamento das organizações.
  • Entender as bases históricas e assimilar as teorias que com o passar do tempo, contribuíram para a formação dos fundamentos das organizações.
  • Enfatizar a importância da boa comunicação e do uso correto da linguagem nos ambientes administrativos e organizacionais.
  • Investigar e instigar a participação do individuo na construção do processo organizacional, entendendo a origem de diversas ideias e pensamentos, a fim de, nos transformarmos em indivíduos críticos, questionadores e conscientes.
  • Destacar que, a psicologia organizacional se faz necessária em tais ambientes, com o intuito de estudar o comportamento dos indivíduos, dos grupos e consequentemente, as relações no ambiente de trabalho.

2. DESENVOLVIMENTO

2.1 Fundamentos e Teoria Organizacional

2.1.1 – Henry Ford foi um estusiasta e seguidor dos princípios da Administração Cientifica. Ele nasceu nos Estados Unidos e seu grande mérito foi realizar a combinação de métodos para impulsionar a produção de automóveis, o que mais tarde acabou sendo conhecido como “fordismo”. Um dos grandes feitos de Ford foi construir o primeiro automóvel, que realmente andou em velocidade e condições surpreendentes, fato esse que só conseguiu depois de anos de tentativas frustradas.

Levando-se em conta os princípios de Ford, podemos discorrer sobre cada um, comparando-os com as organizações nos dias atuais, e enfatizando-os da seguinte forma:

Princípio da intensificação, que segundo o mesmo, consistia em diminuir o tempo de duração com o emprego imediato dos equipamentos e da matéria prima e a rápida colocação do produto no mercado.

Princípio da economicidade, que objetivava reduzir ao mínimo o volume do estoque da matéria-prima em transformação. Não deveria existir estoque, ou, evitar estoque.

Princípio da produtividade, que buscava aumentar a capacidade de produção do homem no mesmo período, por meio da especialização e da linha de montagem. A ideia era a seguinte: o operário ganharia mais e a empresa teria uma maior produção.

Estes conceitos nos levam a entender que, nas organizações modernas este pensamento continua a ocupar espaço. Encontramos, portanto, exemplo disto, no “fordismo informal.” São trabalhadores que trabalham por conta própria. Mas se utilizam de características do fordismo, como a rotina e o controle do tempo, como a estratégia para aumentar, como o controle de estoque, buscando a todo custo a eficiência. Destaque-se como exemplo, os vendedores ambulantes, mais especificamente, aqueles que trabalham nos sinais de trânsito. Há uma interligação de itens como a rotina, o controle de tempo e o consumo em massa.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.7 Kb)   pdf (68.9 Kb)   docx (13.8 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com