TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Adoção do Partido na Arquitetura

Por:   •  10/9/2018  •  Trabalho acadêmico  •  5.046 Palavras (21 Páginas)  •  311 Visualizações

Página 1 de 21

CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA DE NITERÓI[pic 1]

        FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO

        DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AO PROJETO – RESIDENCIAL.

                        Profs: Ana Lucia Góes e Leonardo Aguiar

                        

Texto baseado no livro: “Adoção do partido na Arquitetura” de Laert Pedreira Neves.

  1. ADOÇÃO DO PARTIDO NA ARQUITETURA

CONCEITOS E TERMOS UTILIZADOS NO PROJETO ARQUITETÔNICO:

  1. Partido Arquitetônico: É a idéia preliminar de edifício a ser projetado.
  1.  Método de projetar. Para seu desenvolvimento são necessários:
  1. Traçar diretrizes para o ordenamento da idéias;
  2. Distinguir os passos a serem seguidos;
  3. Estabelecer uma sequência de atos consecutivos.
  1. Projetar: idealização do edifício a ser construído. É fruto da imaginação, da sensibilidade do autor, de sua percepção e intuição próprias.
  1. Projeto: Documento explicativo do que deve ser o edifício projetado. Produto do ato de projetar. É composto por um conjunto de plantas, contendo os desenhos do edifício.
  1. Desenho arquitetônico: Linguagem própria para explicar o projeto arquitetônico.

PROCEDIMENTOS PARA O PROJETO ARQUITETÔNICO:

O ato criativo de projetar parte de uma conjugação de ordens de procedimentos que estimulam o projetista à realização do trabalho criativo.

1a Etapa: coletar, armazenar e analisar informações. Parâmetros, variáveis de natureza conceitual e os dados de natureza fisico-ambiental (dados relativos ao terreno).

2a Etapa: processo de síntese e a idéia da solução arquitetônica. Formulação da idéia básica do edifício. Etapa do partido arquitetônico.

3a Etapa: evolução da idéia até chegar à conclusão do projeto.

A 1a e a 2a etapas são obtidas através de debates com a clientela, pesquisa bibliográfica, discussão com especialistas, visitas às edificações similares, análise de edifícios com finalidades idênticas, intuição do projetista.

ASPECTOS CONCEITUAIS DO TEMA:

O tema arquitetônico é a finalidade específica que serve para a elaboração do projeto.

Ex: Escola – finalidade é instituição educacional;

Hotel – finalidade predominante é hospedagem. O tema é a essência do projeto.

O ato de se projetar tem início com a definição do tema. Deve-se ter clareza do tema a abordar. A temática habitacional, não especifica o tema do projeto a ser desenvolvido, o edifício destinado ao uso habitacional corresponde a três modos de habitar:

  1. Habitação unifamiliar (casa);
  2. Habitação multifamiliar (prédio de apartamentos);
  3. Habitação coletiva (hotel, motel, pensão, albergue, asilo).

O tema é a origem do projeto, todos os passos para elaboração do projeto. Ao arquiteto não cabe conhecer todos os aspectos do tema. A sua obrigação profissional é saber pesquisar e interpretar, conferindo uma forma arquitetônica ao tema.

Sobre o tema, coletar e analisar dados e informações, considerados como a base definidora do projeto.

Passos para informações necessárias ao projeto:

  1. Conhecimento do tema – finalidade do projeto;

  1. Quem são e como vivem os clientes – tipo de usuário e suas características;
  1. Definição do programa arquitetônico – funções e atividades a serem exercidas no edifício e os correspondentes ambientes arquitetônicos indispensáveis ao exercício das primeiras;
  1. Relações entre os elementos do programa – relações de maior ou menor proximidade ou afinidade existentes entre as funções e atividades que a clientela exercerá no edifício, traduzido em forma gráfica.
  1. Pré definição das áreas (m2) dos ambientes – as dimensões requeridas pelos elementos do programa arquitetônico, expressas em metros quadrados de área.

1º Passo – CONHECIMENTO DO TEMA:

O tema do projeto deve ser entendido com a maior clareza possível. Ele resulta da interpretação do objetivo e da função das principais atividades exercidas.

Ex.: Hotel. Objetivo principal = hospedagem. Porém,o destino final varia de hotel para hotel. Existem diversos tipos de hotéis, de vários padrões de conforto e instalações, destinadas a diversos tipos de clientes e de serviços.

A falta de clareza no objetivo do tema leva as dificuldades futuras, a cometer erros de projeto por falha de conceito. Por outro lado, a busca de novos conceitos induz a soluções inovadoras do projeto.

O projeto é a interpretação do tema. O arquiteto deve estar sempre atualizado com o tema, quando surgem novos conceitos, novas variáveis vão surgir.

2º Passo - QUEM SÃO E COMO VIVEM OS CLIENTES:

O segundo passo é caracterizar a clientela e identificar as funções desejadas.

Clientela são os usuários ou grupo de usuários mais envolvidos no tema e em seu conceito.

Em uma residência é, em primeiro lugar, a família que vai residir e, em segundo lugar, os parentes, amigos e demais visitantes.

Essa identificação serve para detectar as exigências funcionais que deverão ser atendidas na edificação.

Ex.: Casa - clientela:

  1. Um casal;
  2. Dois filhos adolescentes;
  3. Visitas eventuais;
  4. Uma empregada doméstica;

Devemos identificar as atividades profissionais e principais dos usuários.

Ex.:

  • Um casal de artistas plásticos - devemos destinar um ambiente com função de atelier.
  • O sexo dos filhos - um menino e uma menina, garoto tem quinze anos e a menina catorze anos.
  • Os pais vão preferir um quarto para cada um ou irão habitar o mesmo cômodo?

Para tanto, nos certificar de que os pais estão conscientes de que, sendo dois adolescentes, dos problemas que isto pode ocasionar. Porém, não devemos interferir na escolha do cliente. Cabe–nos apenas dar algumas orientações esclarecedoras.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (22.4 Kb)   pdf (464.8 Kb)   docx (161.4 Kb)  
Continuar por mais 20 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com