TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

FGV - CONTABILIDADE FINANCEIRA

Por:   •  17/11/2019  •  Resenha  •  1.093 Palavras (5 Páginas)  •  69 Visualizações

Página 1 de 5

[pic 3]

CONTABILIDADE FINANCEIRA

ATIVIDADE INDIVIDUAL

08/2019

[pic 4]

  1. INTRODUÇÃO

        A contabilidade é uma ferramenta oficial, com metodologia, leis e regulamentos que são seguidas dentro do país onde a entidade esta inserida e até mesmo a nível global, através de normas e tratados internacionais. Nesse contexto, pode-se utilizar essa ferramenta em diferentes níveis, sendo eles, de natureza interna, tais quais: Alta administração - interesse na análise da empresa de forma geral, colaboradores - mensuração do desempenho, e externos, sendo eles: acionistas - fluxo de dividendos, governo - arrecadação de tributos, e diferentes outros tipos de aplicação.

        Também podemos citar duas funções para a contabilidade. A primeira é a função financeira. Esta ligada diretamente ao Balanço Patrimonial, ou seja aos bens e direitos ( Ativos), bem como as obrigações (passivo) e o resultado ao longo do tempo (patrimônio liquido).

        Seguindo o conceito, elencamos também a função econômica, que esta diretamente ligada ao desempenho da empresa, ou seja, as suas receitas, custos, despesas, investimentos e o respectivo resultado dentro do exercício financeiro.

Outra forma de segregarmos a ferramenta contabilidade, é através da diferenciação da contabilidade financeira e gerencial. A primeira, seus principais usuários sao a administração da empresa, em diferentes níveis, enquanto que a segunda, busca atender interesses de investidores e credores. Por conseguinte, os relatórios buscam diferentes níveis de de detalhamento. A contabilidade financeira é objetiva,  com prazos menos flexíveis e sua visão da empresa é dela como um todo, enquanto que a contabilidade gerencial é mais abrangente, com prazos mais flexíveis e sua visão da empresa é de analisada de forma mais detalhada, por grupo de produtos, e seus resultados, por exemplo.

        Seguindo o raciocínio, chegamos no resultados de todas as informações e escriturações, que são os indicadores e suas respectivas análises, sendo elas, a análise horizontal, análise vertical, cálculo dos índices de liquidez, cálculo da estrutura de capital, cálculo da lucratividade, cálculo da rentabilidade.

        Nessa atividade individual serão analisados os índices da empresa LOJAS AMERICANAS S/A, dos anos 2016 e 2017.

  1. CÁLCULO DOS INDICADORES FINANCEIROS

        Nesse tópico, serão analisados os análise horizontal, análise vertical, cálculo dos índices de liquidez, cálculo da estrutura de capital, cálculo da lucratividade, cálculo da rentabilidade das LOJAS AMERICAS S/A, dos anos 2016 e 2017. Os valores são expressos em milhares de reais.

2.1 ANÁLISE HORIZONTAL

        Podemos observar nessa análise, no Ativo da empresa, ou seja, espaço destinado aos diretos da empresa, o aumento do ativo circulante em 51,93%, ou seja, as disponibilidades a curto prazo em 2016 era de R$ 6.596.830, a passou para R$ 10.022.613 em 2017. A principal conta que teve aumento significativo foi a de aplicações financeiras.

        Por outro lado, vemos que o aumento da conta de empréstimos e finaciamentos, aumentos de R$ 1.233.657 em 2016, para R$ 2.169.848 em 2017. Pode-se perceber que através dessa conta, a origem do recurso no passivo, que resultou em aumento significativo das disponibilidades, Ativo.

        Outra conta significativa foi a de patrimônio liquido. 2016, o valor era de R$ 1.990.456 e em 2017, passou para R$ 4.621.684, aumento de 132,15%. Aumento quase que em sua totalidade pelo aumento do capital social realizado, ou seja, a aplicação de recursos de capital próprio dos acionistas.

        Nas demais contas, não houve alterações significativas.

2.2 ANÁLISE VERTICAL

        Já nesse grupo de análise, a informação mais relevante que notamos no grupo dos bens e direitos a curto prazo, é que a empresa concentra recursos em disponíveis e aplicações financeiras. O estoque não demonstra quase que nenhum grau de risco sobre a solvência da empresa. Notamos também que no grupo de obrigações, as de longo prazo são predominantes, ou seja, as obrigações que financiaram as operações da empresa estão concentradas em pagamentos maiores que um exercício social.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.1 Kb)   pdf (313.4 Kb)   docx (2.6 Mb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com