TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Teoria Direito civil

Por:   •  31/3/2015  •  Trabalho acadêmico  •  4.404 Palavras (18 Páginas)  •  211 Visualizações

Página 1 de 18

CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA [pic 1][pic 2]

Unidade Campo Limpo

autor

Célia Ferreira dos Santos

TEORIA DO DIREITO CIVIL

PROFESSOR ESPECIALISTA

ANTONIO A CURY

[pic 3]


TEMA: RECURSO DE APELAÇÃO E  SEUS EFEITOS

RESUMO

Esta pesquisa visa analisar as informações e as medidas neoliberais que permitiram a democratização e mercantilização do ensino superior nos últimos anos. A pesquisa analisa dados desde o Brasil Colônia até os dias de hoje, após a abertura política de 1984 o país passou a adotar medidas neoliberais incentivadas por organizações internacionais como Banco Mundial (BIRD) e Fundo Monetário Internacional (FMI), que estimularam a privatização de setores antes gerenciados pela União. Com essa política neoliberal setores que antes eram fornecidos e gerenciados pelo governo como: educação, saúde, infraestrutura, telecomunicação, produção de energia entre outros foram privatizados e assim passaram a ser regidos pelas leis de oferta e procura do capitalismo, essas medidas permitiram a expansão das universidades privadas, garantindo acesso a todos os alunos interessados, além claro dos programas de incentivo e financiamento aos estudos tais como o ProUni (Programa Universidade para Todos) e o FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior). E assim mais alunos têm acesso ao ensino superior, e não podem mais culpar o Estado, a sociedade e ou os pais por não terem acesso à educação superior.

Palavras chave: Código de Defesa do Consumidor, Principio da Boa Fé,  Ônus da Prova,  .Responsabilidade Objetiva

ABSTRACT


  1. INTRODUÇÃO

A  peça cabível para O Desafio n. 01  é a de Recurso de Apelação para reformar a sentença prolatada em juízo de primeiro graus e resguardar os direitos do consumidor.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA___VARA CIVIL DO FORO __________/ SP.

PROCESSO Nº________________________

                                                                               

                                                                         Pedro, já qualificado nos autos da ação de reparação de danos , que lhe move em face de (fabricante do produto) ____________________, por sua advogada que esta subscreve, inconformado com a r.sentença de mérito de fls______, que julgou improcedente a demanda, vem tempestiva e respeitosamente à presença de Vossa Excelência, interpor o presente RECURSO DE APELAÇÃO com fundamento nos artigos 513 e seguintes do CPC, nos termos das razões anexas, das quais requer que sejam recebidas no duplo efeito e remetidas ao Egrégio tribunal de Justiça de  São Paulo, para nova apreciação da matéria sub judice.  

                                                                      O Requerente nesta oportunidade junta as guias de recolhimento de custas processuais e porte de remessa e retorno.

                                                                          Nesses termos,

                                                                          pede deferimento.

                                                                          São Paulo, 04 de maio de 2013.

                                                                          Célia Ferreira dos Santos

                                                                           OAB/SP- 191.233E

                                     

RAZÕES DE APELAÇÃO

APELANTE:

PEDRO

APELADO:

FORNECEDOR DO PRODUTO

ORIGEM:

AÇÃO DE REPARAÇÃO DE DANOS

___VARA CIVIL – FORO __________- SP

PROCESSO Nº ___________________

                                      EGREGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO!

                                      COLENDA CÂMARA !

                                       DIGNÍSSIMO RELATOR!  

1. BREVE RELATO

                                       Insurge o apelante contra a r. sentença de mérito que julgou  improcedente  seu pedido de reparação de danos com base no  artigo 26 do Código de Defesa do Consumidor ,que preceitua que o prazo para propositura de ação estava prescrito e ademais afirmou que o autor não fez prova do defeito técnico do aparelho. Não obstante o juízo a quo não aplicou a legislação adequada. Nesta esteira restará comprovado que o  julgado não brindou a justiça, ferindo a legislação pertinente sendo certo que os autos trazem de forma cristalina os direitos do autor.

                                                   Contudo, restará exacerbadamente demonstrado que o juízo a quo  aplicou a legislação não pertinente ao caso em tela, sendo de lidima  justiça a reforma da sentença .

2. DAS RAZOES DA REFORMA DA DECISÃO                                          

                                                   Digno Relator, com a máxima vênia  o juízo  a quo não observou a legislação pertinente que ampara os direitos do Apelante nos autos senão vejamos:

                                                 O apelante comprou um forno de microondas  em março de 2008 em uma loja de eletrodoméstico e adquiriu para uso pessoal, pasmem quando ligou  o aparelho pela primeira vez o mesmo explodiu e causou sérios danos à sua integridade física, desconhecedor de seus direitos, o Apelante levou mais de dois anos para propor ação de reparação de danos, em face do fabricante do produto.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (20 Kb)   pdf (342.8 Kb)   docx (739 Kb)  
Continuar por mais 17 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com