TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Contabilidade

Por:   •  1/10/2016  •  Trabalho acadêmico  •  1.010 Palavras (5 Páginas)  •  87 Visualizações

Página 1 de 5

[pic 1]

CURSO  DE ADMINISTRAÇÃO

Disciplina: Análise de Custos

TURMA 6º Semestre – AD6P

Professor: Valter Cantuária

TEXTO 2 – CONTEXTO BÁSICO REFERENTE A CUSTEIO POR ABSORÇÃO

  1. - Diferenças entre Custos Fixos e Custos Variáveis

As empresas são organizações sociais que possuem vários interesses internos de pessoas e instituições que dependem de seu sucesso para as suas sobrevivências. Devem, portanto, seguir regras claras nos registros e controles de suas operações, utilizando-se da Contabilidade em todas as suas aplicações para realizar essas obrigações. Sendo assim, além de utilizarem-se da Contabilidade Geral, utilizam também a Contabilidade Gerencial, comumente conhecida como Contabilidade de Custos para apurar e conhecer seus custos de produção ou de serviços e a partir desse conhecimento, formarem seus preços de venda.

A Contabilidade de Custos oferece uma gama de sistemas de custeios, sendo o mais simples o custeio denominado de Custeio por Absorção, cuja utilização é recomendada pelo Governo Federal, através da Secretaria da Receita Federal, órgão encarregado da arrecadação dos tributos federais e da fiscalização das empresas.

Como todos os sistemas de custeio conhecidos, o Custeio por Absorção possui regras claras para conhecimento das diversas formas que o custo a ser apurado apresenta.

1.1 Classificação dos gastos por sua natureza na formação do custo

Os gastos que formam os custos de produção, dependendo da natureza como são agregados aos produtos podem ser classificados como:

• Custos Fixos e

• Custos Variáveis.

São considerados custos fixos aqueles gastos que concorrem para a elaboração do produto final, porém mesmo que o produto não seja elaborado, eles acontecem. Exemplo: aluguel de galpão onde se localizarão as máquinas fabricadoras dos produtos.

Já os custos variáveis são todos gastos que concorrem para que um produto ou um serviço sejam finalizados com sua forma tangível ou intangível.

Os gastos formadores de custo variam de acordo com o ramo de atividade desenvolvido pela organização, conforme se vê abaixo:

  1. Indústrias

Matérias primas; insumos diversos (materiais secundários; materiais de consumo; ferramentas de operação em equipamentos, etc.); mão-de-obra e encargos sociais; consumo de energia elétrica; consumo de água na produção; manutenção de equipamentos; depreciações de máquinas e equipamentos e leasing, entre outros.

  1. Comércio

Mercadorias de revenda; insumos diversos (materiais de embalagem, conservação, etc.); mão-de-obra e encargos sociais do manuseio e estocagem; consumo de energia elétrica para conservação das mercadorias perecíveis; consumo de água para circuito de refrigeração e conservação, entre outros.

  1. Serviços

Mão-de-obra e encargos sociais utilizada na produção do serviço; insumos diversos (materiais de limpeza, custo de utensílios necessários à produção do serviço, etc.); custos de deslocamentos; consumo de energia elétrica; consumo de água e outros.

  1. Diferença entre Custos Diretos e Custos Indiretos

O correto conhecimento das etapas de que compõe o custo de fabricação de um produto ou da prestação de um serviço, permite que se classifique o custo pela sua aplicação, assim é possível se determinar quais custos são diretos e quais entram indiretamente na composição do custo final de uma produção.

2.1 Classificação dos gastos quanto a sua aplicação

Os gastos necessários para a produção de um bem; prestação de algum serviço ou venda de alguma mercadoria, dependendo de sua aplicação classificam-se em:

Custos Diretos e

Custos Indiretos.

São custos diretos os valores dos bens tangíveis e intangíveis que contribuem diretamente para a formação de um novo bem e sobre o qual se processam melhorias e se agregam valores financiadores dessas melhorias. Exemplo: madeira para fabricação de móveis e a respectiva mão-de-obra aplicada diretamente na fabricação dos móveis.

Os custos indiretos são aqueles que embora participem de alguma maneira na formação do produto final, não se pode apropriá-los diretamente ao produto devido a algum fator limitador de controle. Exemplo: Consumo de óleo resfriador para máquinas fabricadoras dos bens.

  1. Revisão da formação do Custeio por Absorção

A Contabilidade de Custos tão decantada pelas organizações empresariais e hoje conhecida como a principal ferramenta de apuração dos custos de produção das indústrias o que realmente significa? Contabilidade Financeira, Contabilidade Gerencial e Contabilidade de Custos são sinônimas? Representam disciplinas distintas? São apenas enfoques dados à Contabilidade?

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.3 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »