TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Responsabilidade Social Empresarial no Setor da Construção Civil

Por:   •  30/10/2013  •  Artigo  •  833 Palavras (4 Páginas)  •  218 Visualizações

Página 1 de 4

Responsabilidade Social Empresarial no Setor da Construção Civil

No presente momento as discussões sobre responsabilidade social alcança um numero cada vez maior de áreas fazendo com que essas áreas se sintam obrigadas a parar e discutir sobre o tema proposto, levaremos em consideração as empresas da construção civil a qual se refere o trabalho.

Um enfoque social ao tema é dado pelo engenheiro Ubiratan Félix “a dificuldade de acesso à moradia de amplos setores populacionais é a principal ameaça à sustentabilidade das cidades brasileiras, já que, em razão da exclusão de grande parte da população do mercado imobiliário formal cresce o déficit habitacional e as normas de ocupação irregulares em áreas de risco, de proteção ambiental e de mananciais” (Félix, p.61).

As empresas em geral devem sempre se preocupar com a sociedade e não pensar apenas na maximização de seus lucros, é evidente que elas só funcionam em consequência de lucros, mas é preciso uma reflexão, para que elas se conscientizem em pról de deixar de ganhar tanto, para ajudar a população, pois elas têm grande impacto sobre a desigualdade social e desequilíbrio ambiental.

É evidente que quanto mais o tempo passa, o número de pessoas aumenta consideravelmente, o que gera uma demanda por habitações e com isso novos projetos de urbanização, para as empresas isso é ótimo, mas existe planejamento quanto a isso, também não é só o numero de pessoas, mas também os valores imobiliários, que impossibilita muitas pessoas de adquirirem os seus imóveis, excluindo essas pessoas do mercado imobiliário, as soluções que elas podem encontrar seria invadir áreas de risco, de proteção ambiental e de mananciais como citou Félix.

O setor imobiliário representa 11% do PIB da União Européia, sendo que no Brasil esse número supera 14%. Quarenta por cento da energia consumida mundialmente é utilizada pelo setor da construção civil. O setor residencial foi, em 2006, responsável por 11% do consumo total de energia no Brasil, representando 22% do uso total de energia elétrica. Em 2005, foram produzidos cerca de 331 milhões de toneladas e agregados (areia, brita, etc.) para a construção. A quantidade de resíduos de construção e de demolição (RCD) gerada é, em média, de 150 kg/m² construído, sendo que os resíduos da construção constituem de 41% a 70% da massa dos resíduos sólidos urbanos, ou seja, em muitos municípios mais da metade dos resíduos gerados por toda a cidade é da construção civil, Por isso, buscam-se métodos construtivos de baixo impacto, que gerem menores riscos. Investidores buscam cada vez mais por empresas socialmente responsáveis e sustentáveis para aplicar seus recursos, pois consideram que elas geram valor para o acionista no longo prazo por estarem mais preparadas para enfrentar riscos econômicos, sociais e ambientais. Os dados foram extraídos do guia de boas práticas na construção civil Santander (2011).

Podemos observar que um diferencial competitivo no mercado é a empresa investir em sustentabilidade, e uma das empresas que vem fazendo isso é a ENS Engenharia, empresa do setor da construção civil, foi criada em 1995 pela engenheira Edna dos Santos. “Perguntada sobre como se desenvolve a responsabilidade social e ambiental em sua

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.5 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com