TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

SÍNTESE DE INDICADORES SOCIAIS PARA O ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

Por:   •  10/6/2018  •  Trabalho acadêmico  •  683 Palavras (3 Páginas)  •  16 Visualizações

Página 1 de 3

SÍNTESE DE INDICADORES SOCIAIS PARA O ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

Alunos:

Brenda Pereira Bolognesi de Mello

Lanna Mari Fujita

Lucas Rodrigues da Silva

Lucia Alves

Wendel Cruz Verçosa

Espírito Santo é um Estado localizado na região Sudeste do Brasil. Sua capital é a cidade de Vitória. A população do Estado do Espírito Santo no último censo, contabilizado em 2010, era de 3.514.952 pessoas, é o 14º Estado mais populoso do país. A estimativa da população em 2017 foi de 4.016.356 pessoas. A densidade demográfica do Estado, contabilizado no último censo no ano de 2010, foi de 76,25 hab/km².

A renda nominal mensal domiciliar per capita do Estado, contabilizado em 2017, é de R$1205,00, o 11º maior do país.

Entre 1991 e 2000, a população da UF cresceu a uma taxa média anual de 1,96%. No Brasil, esta taxa foi de 1,63% no mesmo período. Na década, a taxa de urbanização da UF passou de 74,01% para 79,52%.

[pic 1]

[pic 2]

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH):

[pic 3]

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM) - Espírito Santo é 0,740, em 2010, o que situa essa Unidade Federativa (UF) na faixa de Desenvolvimento Humano Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799). A dimensão que mais contribui para o IDHM da UF é Longevidade, com índice de 0,835, seguida de Renda, com índice de 0,743, e de Educação, com índice de 0,653.

[pic 4]

De 1991 a 2010, o IDHM da UF passou de 0,505, em 1991, para 0,740, em 2010, enquanto o IDHM do Brasil passou de 0,493 para 0,727, respectivamente. Isso implica em uma taxa de crescimento de 46,53% para a UF e 47% para o país; e em uma taxa de redução do hiato de desenvolvimento humano de 52,53% para a UF e 53,85% para o Brasil. Na UF, a dimensão cujo índice mais cresceu em termos absolutos foi Educação (com crescimento de 0,349), seguida por Longevidade e por Renda. No Brasil, por sua vez, a dimensão cujo índice mais cresceu em termos absolutos foi Educação (com crescimento de 0,358), seguida por Longevidade e por Renda.

[pic 5]

Espírito Santo ocupa a 7ª posição entre as 27 unidades federativas brasileiras segundo o IDHM.

Medidas de desigualdade da distribuição de renda:

Coeficiente de Gini:

1999 – 0,575

2004 – 0,547

2008 – 0,516

O Coeficiente de Gini consiste em um número entre 0 e 1, onde 0 corresponde à completa igualdade (no caso do rendimento, por exemplo, toda a população recebe o mesmo salário) e 1 corresponde à completa desigualdade (onde uma pessoa recebe todo o rendimento e as demais nada recebem).

No Estado do Espírito Santo a desigualdade vem caindo gradualmente, mas ainda atinge níveis de significativa desigualdade de distribuição de renda.

Índice de Atkinson:

1999 – 0,28

2004 – 0,25

2008 – 0,22

O índice de Atkinson também é um índice que mede a desigualdade de renda, que no caso do Estado do Espírito Santo também está diminuindo o índice, assim como o coeficiente de Gini, mostrando que a desigualdade está diminuindo.

Taxa de Natalidade:

A taxa de Natalidade no Espírito Santo, no período de 2000 a 2007, declinou de 96,8% para 86,5%, redução de 10,7%. Em 2007, essa cobertura foi inferior àquelas da Região Sudeste (96,0%) e do país (92,3%).

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.5 Kb)   pdf (728.8 Kb)   docx (1.1 Mb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com