TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Analise De Investimento

Trabalho Universitário: Analise De Investimento. Pesquise 798.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  16/4/2012  •  1.734 Palavras (7 Páginas)  •  1.421 Visualizações

Página 1 de 7

4ª. e 5ª. Série

Administração

Universidade Anhanguera

Prof. Alessandro Bernardo Zanolli

Desafio – Projeto de Investimento em um negócio no qual será analisada a viabilidade econômica por meio das técnicas de análise de investimento:

TIR (Taxa Interna de Retorno) apresenta os resultados em porcentagem;

VPL (Valor Presente Líquido) – considera o fluxo de caixa com as entradas e saídas de capital. Após a montagem do fluxo de caixa, adota-se uma taxa de desconto, a TMA (Taxa Mínima de Atratividade);

Payback (Período de Retorno do investimento) – avalia o tempo que o projeto demorará em retomar o total do investimento inicial. ATPS de Análise de Investimentos

Etapa 01 – Os Tipos de Investimento

Etapa 02 – A montagem do fluxo de caixa relevante

Etapa 03 – As técnicas de análises

Em economia, investimento significa a aplicação de capital em meios de produção, visando o aumento da capacidade produtiva (instalações, máquinas, transporte, infra-estrutura) ou seja, em bens de capital. O investimento produtivo se realiza quando a taxa de lucro sobre o capital supera ou é pelo menos igual à taxa de juros.

O investimento bruto corresponde a todos os gastos realizados com bens de capital (máquinas e equipamentos) e formação de estoques.

O investimento líquido exclui as despesas com manutenção e reposição de peças, depreciação de equipamentos e instalações.

Os investimentos podem ser de diversos tipos, mas, basicamente, dividem-se em três grandes categorias, quando definidos em relação à sua origem. Dessa forma, temos os seguintes tipos básicos de investimento:

Investimentos Públicos - São definidos como aplicações de capital totalmente detido pelo estado. e cujo objetivo principal não é o lucro é sim a melhoria da qualidade de vida das pessoas e o bem-estar social. Exemplos: hospitais, escolas públicas, pavimentação de ruas, segurança pública etc.;

Investimentos Privados – São definidos como aplicações de capital por pessoas físicas ou jurídicas de direito privado, com o objetivo de gerar lucro e retorno financeiro aos investidores. São os maiores geradores de emprego e tributos em um país capitalista. Exemplos: empresas privadas e prestadoras de serviços;

Investimentos mistos – São definidos como aplicações de capital em parte por órgãos públicos e em parte por pessoas físicas ou jurídicas de direito privado, com o objetivo de gerar tanto lucro quanto bem-estar social. Exemplos: sociedades de economia mista, como Petrobrás e Banco do Brasil.

O mercado oferece uma ampla variedade de investimentos, portanto é necessário fazer uma análise para escolher as melhores opções. Deve-se levar em conta a disponibilidade de recursos, a rentabilidade, o risco do investimento etc. (considerações econômicas, financeiras e empresariais). Entre os vários tipos de investimentos, estão as aplicações financeiras, em renda fixa ou variável, onde há o risco e a rentabilidade de acordo com a preferência do investidor. Quanto maior o risco, maior a rentabilidade. Quanto menor o risco, a rentabilidade também diminui.

Principais aplicações financeiras no Brasil – As aplicações financeiras podem ser de renda fixa ou variável. Podem também ser classificadas quanto ao risco e à rentabilidade. Como exemplo de aplicações financeiras, podemos citar o CDB (Certificado de depósito bancário), a caderneta de poupança, os debêntures, ações na Bolsa de Valores etc.

Renda fixa define-se como o investimento no qual não há perda do montante investido inicialmente, podendo ser pré ou pós-fixado.

Caderneta de Poupança - Modalidade mais tradicional e conservadora do mercado. Permite ao investidor aplicar pequenas somas com rendimentos a cada 30 dias. A remuneração é composta por TR (taxa referencial) da data de aniversario da aplicação + 0,5% ao mês. A caderneta de poupança é uma aplicação pré e pós-fixada. Nos dias de hoje o que os bancos chamam de Poupança Fácil tem até 31 datas de aniversário, na mesma conta, para cada dia de depósito;

Certificado de Depósito Bancário (CDB) – é um título de crédito com taxa pré ou pós–fixada, emitido por bancos, que tem por objetivo captar recursos de investidores, passando posteriormente esse ao cliente na forma de empréstimos. Os pré-fixados têm sua rentabilidade expressa em taxa de juros e os pós-fixados são atrelados a algum índice (por exemplo, a TR) como correção mais taxas de juros;

Títulos Públicos – São papéis emitidos pelos poderes públicos federais, estaduais ou municipais. Um dos principais objetivos dessa emissão são os governos poderem financiar as suas dívidas, pagando remuneração com taxas pré ou pós-fixadas. As instituições financeiras interessadas compram esses títulos, emprestando recursos aos governos e colocam esses papéis nas carteiras de fundos de investimento, remunerando o investidor. Podem ser:

Notas do tesouro Nacional (NTN);

Letras do Tesouro Nacional (LTN);

Letras Financeiras do Tesouro (LFT);

Tesouro Direto;

Letras de Câmbio – São títulos emitidos como instrumento de captação de recursos destinados ao financiamento de bens e serviços (CDC – Crédito Direto ao Consumidor) podendo ter taxas pré ou pós-fixadas;

Letras Hipotecárias – São papéis emitidos para captar recursos para o financiamento imobiliário, com taxas pré ou pós-fixadas. Lastreado em créditos garantidos por hipoteca de primeiro grau de bens imóveis. Seu prazo mínimo de emissão é de 180 dias;

Debêntures – São títulos de crédito emitidos por sociedades não-financeiras

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.6 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com