TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

PRINCIPAIS FATORES DE RISCO DE UM PROJETO

Monografias: PRINCIPAIS FATORES DE RISCO DE UM PROJETO. Pesquise 800.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  29/11/2013  •  489 Palavras (2 Páginas)  •  813 Visualizações

Página 1 de 2

PRINCIPAIS FATORES DE RISCO DE UM PROJETO

Primeiramente os Riscos de um projeto, é um conjunto de eventos e conseqüências que podem ocorrer sob a forma de ameaças ou oportunidades que caso se concretize futuramente poder influenciar tanto de forma negativa ou positiva no projeto.

Porém nem sempre é possível eliminar os riscos por completo, mas podemos nos esforçar para reduzir a probabilidade de que os riscos se concretizem, ou para mitigar as suas conseqüências negativas pois em todos os projetos existe um elemento de risco. Em alguns, estes elementos são mínimos, enquanto outros haverá uma forte proporção a eles. Uma ameaça séria pode fazer com que o projeto seja modificado ou abandonado, mas, na maioria dos casos, o planejamento será capaz de fornecer mecanismos que evitem os riscos.

O primeiro estágio na Gestão de Risco consiste em identificar os principais fatores de riscos que podem ter origem:

1. No próprio projeto: As próprias decisões dos projetos podem trazer futuros riscos, como os métodos utilizados, a tecnologia, o caixa disponível, a estratégia a ser usada, etc. Todos esses itens usados em uma empresa podem trazer poucos ou muitos riscos.

2. Na Conseqüência não planejada: geralmente essas conseqüências são cobertas pelas seguradoras da empresa, como um exemplo um incêndio, um roubo, um desvio, etc. Porem não deixa de ser um grande fator de risco caso a empresa não tenha o seguro correto ou em dia; e

3. Causas Externas: Todas as situações fora da empresa, tanto relacionada à economia, política, impostos, as crises financeiras, ambientais, etc.

A identificação consiste em determinar os riscos que podem afetar o projeto e documentar suas características. É de responsabilidade de cada participante do projeto, desde os executivos seniores até os membros da equipe, o pessoal de vendas e demais interessados diretos identificar os riscos que envolvem o projeto. Ao identificar os riscos, elimina-se o fator surpresa, aumentando assim a eficácia e a eficiência ao tratar as conseqüências. A identificação dos riscos é iterativa pois novos riscos podem ser conhecidos conforme o projeto se desenvolve e devem ser acompanhados durante todo seu ciclo de vida.

Após isto vem à fase de tratamento dos riscos, implantam-se medidas para evitar ou reduzir os riscos.

A prevenção de um risco envolve mudanças no plano de gerenciamento do projeto para eliminar a ameaça apresentada, para isolar os objetivos do projeto do impacto do risco ou para flexibilizar o objetivo que está sendo ameaçado.

Mas a realização de ações para reduzir a probabilidade e/ou impacto de um risco é mais eficaz que reparar os danos após a ocorrência. Quando não for possível reduzir a probabilidade, uma resposta de mitigação poderá abordar o impacto do risco se concentrando nas ligações que determinam a gravidade.

Finalizando, ter uma gestão de riscos é essencial em todos os projetos, e se não for iniciada com a definição dos requisitos, pode criar grandes dissabores, quer em nível de expectativas de usuários, clientes e gestores, quanto ás funcionalidades, quer a nível de budget, e qualidade do projeto.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.1 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com