TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Aparições Mariana no sítio Estivado, Ipu Ceará

Por:   •  6/1/2016  •  Relatório de pesquisa  •  4.077 Palavras (17 Páginas)  •  277 Visualizações

Página 1 de 17

UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ – UVA

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS – CCH

CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS

DISCIPLINA: SOCIOLOGIA DA RELIGIÃO

PROFESSOR: FRANCISCO ALENCAR MOTA

ALUNO: ELIAS GUILHERME SOARES, ISMAEL PAIVA OLIVEIRA

Experiência Religiosa na Localidade de Estivado, Ipu Ceará – Supostas Manifestações Marianas e a Crença do Povo Local

SOBRAL- MAIO/2015

Experiência Religiosa Vivida na Localidade de Estivado, Ipu Ceará – Supostas Manifestações Marianas e a Crença do Povo Local

Elias Guilherme Soares

Ismael Paiva Oliveira

RESUMO

A presente pesquisa tem por finalidade apresentar supostas manifestações marianas. A fé das pessoas presentes, a história e os relatos dos fiéis que presenciaram algum tipo de manifestação fora do comum na localidade de Estivado, Ipu-Ceará.

Sem esquecer no entanto de sua localização como tudo começou, seus fatos mais relevantes e é claro o que atrai essas pessoas para o referido lugar, causando com isso a reflexão nas mais distintas áreas: religiosa, filosófica, teológica ou científicas, cercadas por crenças, descrenças, curiosidades e ceticismo.

INTRODUÇÃO

Uma das maneiras mais prazerosas de conhecer um determinado ambiente, seus costumes, hábitos e crenças é o convívio de perto. Partindo deste pensamento, iniciamos nossa pesquisa para analisar “Experiência Religiosa Vivida na Localidade de Estivado, Ipu Ceará – Supostas Manifestações Marianas e a Crença do Povo Local”. Tendo como foco os relatos vividos pelas pessoas estudadas durante nossas observações in loco. 

Buscando como base, a teoria da Antropologia Psicológica defendida por François Laplantine. Onde, este mesmo defende que tal teoria consiste no estudo dos processos e do funcionamento do psiquismo humano, dos seres particulares e totalidades sem a qual não é antropologia. Observando também, os estudos religiosos como forma de renovas problemas. Como diz Durkheim em “As Formas Elementares da Vida Religiosa”.

“Toda religião, com efeito, tem um lado pelo qual vai além do círculo das ideias propriamente religiosas e, sendo assim, o estudo dos fenômenos religiosos fornece um meio de renovar problemas que até agora só foram debatidos entre filósofos. (P.15)”

Desta forma, esta pesquisa aqui mostrada assume um caráter mais sociológico-antropológico, buscando entender a relação dos romeiros e moradores da localidade com o fator fé existente na localidade.

Antes de descrever os fatos ocorridos na localidade de Estivado, faremos uma breve e rápida explanação as aparições marianas ao longo da história. Só serão mostradas neste resumo as aparições aceitas como legitimas pela Igreja Católica Romana.

Em 1531, temos as Aparições em Guadalupe no México. Onde a aparição teria se manifestado para o índio Juan Diego e solicitado que fosse feito uma capela em seu nome para conversão dos pecadores. Juan Diego repassou a mensagem para o pároco que o ignorou. Seu pedido só foi aceito quando Juan Diego a pedido da aparição encheu sua túnica com flores as oferecendo para o sacerdote. Ao cair das pétalas, formou-se uma imagem que ficou conhecida como Nossa Senhora de Guadalupe. A túnica chegou a ser estudada pela NASA, que declarou não conseguir provas suficientes da não veracidade dos elementos contidos no manto.

Em 1858, aparições em Lourdes na França. A vidente foi Bernardete Soubirous, de 14 anos. Foi um total de dezoito aparições. Marie Bernarde Soubirous (Bernardette) nasceu em Lourdes a 07/01/1844. Em 1858 presenciou as aparições de Nossa Senhora. Em 1866 entrou na Congregação das Irmãs da Caridade (em Nevers). Como Irmã, era enfermeira e cuidava de doentes. Veio a faleceu em 16/04/1879 com 35 anos. Somente em 1933 o Papa Pio XI a declarou Santa. A festa de N. Senhora de Lourdes é comemorada em 11 de Fevereiro e a de Santa Bernardette Soubirous é 16 de abril.

Outra manifestação mariana bem conhecida, se não a mais conhecida ocorreu em 1917, Fátima, Portugal. Onde Nossa Senhora teria aparecido a três crianças, Jacinta, Lucia e Francisco. A aparição pediu aos três pastorinhos que rezassem muito e convidou-os a voltarem à Cova da Iria durante cinco meses consecutivos, no dia 13 de cada mês. E assim foi feito, durante cinco meses dia 13 de cada mês por volta de meio dia. Nestes encontros a Senhora revelou três segredos e pedidos de conversão. Entre eles, rezam o terço diariamente, a conversão da Rússia, devoção ao seu imaculado coração. E fez também previsões sobre guerras, fome e perseguições à Igreja e ao Santo Padre. (Era desta forma que, segundo os relatos das crianças, a “Senhora” se pronunciava).

...

Baixar como (para membros premium)  txt (24.4 Kb)   pdf (197.7 Kb)   docx (21 Kb)  
Continuar por mais 16 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com