TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

As influências dos principais Movimentos Heréticos dos séculos II, III E IV na Igreja Cristã.

Por:   •  30/6/2017  •  Artigo  •  6.263 Palavras (26 Páginas)  •  314 Visualizações

Página 1 de 26

Análise Dos Primeiros Movimentos Heréticos Na História Da Igreja.

RESUMO

O objetivo deste estudo é apresentar a relevância que se devem dar as heresias presentes nas igrejas nesses dias finais, mesmo que essas estejam de uma forma sutil. Desde antes da história da igreja vemos diversos movimentos considerados heréticos levantando teorias que contraporiam aquilo que Jesus e os apóstolos ensinaram durante o início do ministério e apostolado. As heresias sem sombra de dúvida prejudicam e muito o desenvolver espiritual da igreja. Portanto, são mostrados nesse estudo os movimentos heréticos mais conhecidos e as suas doutrinas básicas, tornando ciente algumas doutrinas vigentes na contemporaneidade e poder saber as raízes de tais doutrinas. É preciso dar relevância a esse assunto e procurar aprofundar-se cada vez mais para a necessidade de saber defender a fé cristã contra tais ataques.

Palavras-Chave: Igreja. Heresias. Apologia.  

ABSTRACT

The purpose of this study is to present a relevance which is a given that the heresies are presented in churches in these final days, even if they are in a subtle way. From the history of the church we see various movements of heretical values raising theories that would counteract what Jesus and the apostles taught during the beginning of the ministry and apostolate. As heresies undoubtedly greatly undermine the spiritual development of the church. Therefore, the most well-known heretical movements and their basic doctrines are shown in this study, making aware of some current doctrines in the contemporary world and being able to know as the roots of such doctrines. It is necessary to give relevance to this subject and to seek to go deeper and deeper into a need to know how to defend the Christian faith against such attacks.

Keywords: Church. Heresies. Apologies.

DELIMITAÇÃO

Várias heresias foram criadas segundo o coração e o desejo humano para satisfazer seus impulsos ou responder suas maiores dúvidas. Investigando nessas seitas podemos achar as bases dentro da passagem do helenismo grego ao helenismo romano e na sequência do cristianismo romano nos primeiros séculos, dando foco aos séculos II, III e IV.

PROBLEMA

Verificar o potencial danoso daqueles filósofos, oradores e estudiosos da época, com a fragilidade e dificuldade educacional dos primeiros cristãos (agricultores, vendedores, pescadores, artesãos) frente às doutrinas heréticas, sempre bem manipuladas por uma multidão de novas ideias lançadas, estes tinham chance de manter a pureza do evangelho de Cristo e dos apóstolos?

JUSTIFICATIVA

Atualmente vemos do mesmo modo no meio cristão atitudes e costumes, fórmulas e tentativas, que mais se assemelham às heresias dos principais movimentos dos séculos II, III e IV do que a pureza do ensino primitivo. Seria ainda por falta de conhecimento, comodidade ou ainda por interesse de libertar-se de Deus para seguir e fazer cada indivíduo o que lhe interessa.

OBJETIVOS

Analisar se as igrejas de então e futuras foram influenciadas pelas heresias dos primeiros séculos:

        Na grande variedade existente no meio cristão, há todo tipo de comportamento e para todo anseio humano. A liberdade de expressão e o direito dos homens se antepõem aos preceitos preservados pelo texto sagrado. Com o mesmo desejo de satanás, o homem quer ser dono de sua soberania e vontade.

        Podemos dizer que nos dias atuais essa ideia é válida, mas nos primeiros séculos, onde a precária cultura popular, a não alfabetização, a falta da imprensa e de livros manuscritos suficientes, as necessidades do trabalho para a sobrevivência impediam ao homem rural o luxo de conhecer ou parar e pensar em algo interior, coisas elevadas e sonhos impossíveis (como os gregos), deixando para seus sacerdotes e filósofos a função de guia-los corretamente e/ou cegamente seguirem seus ideais.

        Assim, o pensamento livre de muitos filósofos foi facilmente aceito por muitos incautos, adotando os seus entendimentos seguiam aquilo que aqueles achavam conveniente ou relevante dentro de seu parecer e crença. Sendo o povo carente e escravo ainda de um dominador romano que subjugava e perseguia, não permitindo culto, ensino ou qualquer coisa que não viesse do soberano deus César. Pensadores e aliados ao soberano eram bem aceitos e reuniam diante de si carentes de sabedoria, e o povo tomava para crer serem aqueles eram portadores de uma nova verdade, dentro do contexto antigo de um Messias libertador, um humano vindo de Deus que faria a restauração pela força. Os judeus ainda o aguardam.

        A igreja cristã em geral tem a tendência de cair nos erros passados quando tenta decifrar ou mesmo criar respostas a coisas e mistérios insondáveis, cousas que a Deus pertence ou fazem parte de um contexto imenso onde o homem não pode esquadrinhar os desejos de seu Senhor a buscar repostas a tudo que possa haver.

Na vontade de conhecer melhor, ter mais intimidade, praticar e servir, assim mesmo, este pode ser uma presa àquelas doutrinas que visam o fortalecimento do próprio homem e não a sua situação de servo como seu mestre fora. A partir dessa visão diabólica, algo que possa trazer ao povo um alento e apoio será sempre bem-vindo, portanto, curas, milagres, unções, promessas, visões sempre foram as preferidas aos que tenderiam à alguma nova doutrina, levando a si a atenção, preservando o futuro da seita e o sustento de sua criação.

HIPÓTESES

As influencias foram sempre aumentando gradativamente ou houve momentos pontuais?

        Desde o início do Império Romano aonde os vindos do domínio grego e de seu pensamento aberto à expressão do íntimo e a mente elevada aos infinitos deuses com seus gostos e vontades, torna o homem um escravo destes com a promessa de juntarem-se a eles e alcançarem o bem.

VARIÁVEIS

  1. Constatar se alguma cultura ou influencia histórica também possa ter também atuado além das heresias citadas:

        É fácil identificar que com constantes domínios de impérios rigorosos façam o povo ter muito cuidado no que pensam ou possam fazer. Sabendo disso qualquer “sábio profeta”, que dê algum alívio a este, ganha um discípulo que o atenderá e o ouvirá.

        Quando a luta é mais aguerrida e vem o frescor do alívio, o homem tende a relaxar e soltar a espada, beber no lago do descuido (Jz 7:5,6).

        O mesmo governo que reprime e persegue, mata, condena, torna-se amigável e aceita como oficial a seita que perde seu líder para os mesmos três séculos antes. Devido a muito interesse pagão e nada de conceito puro, condena o cristianismo a ser mais um entre outros colegiados de poderes e interesses.

  1. Entender ou relativizar se os motivos eram puramente religiosos:

        Já que não se pratica mais a pureza e simplicidade ensinada por Jesus e sim uma encaixotada mistura de compra e venda de cargos eclesiásticos, trazendo ao clero: assassinos, fraudadores, não cristãos, etc. Toda sorte de papas cardeais e bispos houve, mais preocupados com a igreja física do que com a Igreja invisível.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (39.6 Kb)   pdf (272.3 Kb)   docx (33.3 Kb)  
Continuar por mais 25 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com