TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Cidade, Espaço Público, Parque Urbano, Reestruturação.

Por:   •  22/3/2020  •  Relatório de pesquisa  •  2.179 Palavras (9 Páginas)  •  9 Visualizações

Página 1 de 9

RESUMO

Em busca de novos projetos sociais para ocupação da sociedade em espaços públicos que tem como ponto estratégico a requalificação urbana, visamos focar em implantação de melhorias no Parque Gruta Santa Luzia no município de Mauá no estado de São Paulo, buscando a reintegração da comunidade com o meio ambiente. Através de estudos das problemáticas e análises estaremos sintetizando uma nova forma de restauração do local, onde contempla em um espaço aberto, com área verde para lazer, recreação, descanso e cultura, aproveitando os elementos preexistentes e inserindo novos para promover a diversidade de todos.

PALAVRAS CHAVES: Cidade; Espaço público; Parque Urbano; Reestruturação.

INTRODUÇÃO

Os desafios propostos em desenvolver a reintegração da comunidade em locais públicos, exige um nível de gestão contínua por melhores resultados, buscando novas experiências e agregando modernização ao ambiente escolhido.

Visando dar início ao projeto, buscamos um local onde podemos incorporar o meio ambiente, a recreação, a cultura e o lazer. Com isso, escolhemos o Parque Gruta Santa Luzia, localizado em uma área afastada da região do município de Mauá, mas com uma vasta área verde.

O Parque conserva valores naturais, tais como as espécies florestais, que mereçam ser conservadas e obtém uma grande área a ser destinada a recreação para toda a população. Com isso a ampliação e melhorias incentivariam atrair mais público, junto com as melhorias os incentivos culturais, bem como show ao ar livre, feiras de artesanato e palestras.

Atualmente o Parque Gruta Santa Luzia não é bem frequentado, devido à falta de segurança, divulgação, incentivo ambiental, localização distante da área central urbana e para isso é preciso uma intervenção urbana para melhorias e participação do público no local.

Dissemos que o espaço é existencial; poderíamos dizer, da mesma maneira que a existência é espacial, quer dizer, que por uma necessidade interior ela se abre a um ‘fora’, a tal ponto que se pode falar de um espaço mental e de um ‘mundo’ de significações e dos objetos de pensamento que nelas se constituem. (MERLEAU-PONTY, 1999, p. 394).

Na abordagem do tema e dos problemas demonstrados, buscamos diminuir a viabilidade ecológica e social do empreendimento, mediante de pesquisas e análises e a capacidade de gerar resultados.

Nesse entendimento, precisamos avaliar o que será importante e se as soluções serão bem sucedidas, devolvendo com retornos significativos. Com elaboração e a execuções de estratégias, injetando recursos de impacto sociocultural, onde viabiliza a reintegração e conscientização da comunidade com o meio ambiente.

1.1 Problemas e Objetivos

Em estudos sobre a visão de Layrargues (2014), são apontadas três macrotendências.

A conservacionista, que tem como visão a proteção e conservação da natureza, a pragmática a qual expressa uma educação para o desenvolvimento sustentável e o consumo consciente, e a macrotendência crítica que faz a relação entre meio ambiente e cidadania, explorando a interligação entre a democracia, participação, comprometendo-se com a transformação ambiental, apresentando processos dialógicos, participativo e de mobilização social.

Após pesquisa efetuada no município de Maua, foi identificado que 34% dos entrevistados de um total de 93 pessoas não conheciam o Parque e 67% não conheciam.  Dos que conheciam apontaram as suas motivações como contato com meio ambiente 49%, lazer 26%, diversão com amigos 5,5% e esportes 2%. Em visita ao parque nos deparamos com algumas dificuldades, como a falta de policiamento, que pode transmitir insegurança a população, outro ponto negativo é a localização do Parque, a área fica bem distante do centro. Outro agravante é o marketing local, o parque não tem nenhum tipo de divulgação, pois para muitos moradores do município de Mauá, o Parque nem se quer é conhecido.

Em foco, temos a pergunta inicial e fundamental desse projeto, a saber:

Quais intervenções urbanas devemos realizar no Parque visando a incorporação social sem impacto ambiental?

Temos como ponto principal implantar uma nova gestão de reestruturação, impulsionando a integração da comunidade de volta ao Parque Gruta Santa Luzia e trazer aos que não o conhecem, enfatizando na melhoria de qualidade de vida.

 - Consolidar o espaço do Parque, aproveitando o que já existe e injetando melhorias, de modo que proporciona qualidade nos equipamentos urbanos.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14.7 Kb)   pdf (95 Kb)   docx (17.1 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com