TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Aula Tema 03 Literatura Infantil

Dissertações: Aula Tema 03 Literatura Infantil. Pesquise 798.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  31/3/2014  •  1.349 Palavras (6 Páginas)  •  2.530 Visualizações

Página 1 de 6

1

Notas: 1

Sobre os diferentes tipos de narrador, é correto afirmar, em relação ao confessional ou intimista:

Escolher uma resposta.

a. É um eu-narrador que expõe as próprias experiências pessoais ou as de outros por ele testemunhadas. Correto

b. É um eu-narrador que ignora as razões do que acontece com ele e à sua volta; que duvida e convive com incertezas ou certezas contraditórias que são, ao mesmo tempo, complementares.

c. É o narrador que relata e participa dos acontecimentos expondo suas próprias experiências e as vividas por outros.

d. É um narrador que relata acontecimentos presentes e futuros na perspectiva da personagem.

e. É um narrador que participa da história relatando os sentimentos e desejos da personagem.

Resposta correta: É um eu-narrador que expõe as próprias experiências pessoais ou as de outros por ele testemunhadas.

Comentário sobre a resposta correta: Parabéns! Esta resposta é a correta, pois é característico do narrador confessional se referir ao eu-narrador e expressar suas próprias experiências, ao mesmo tempo que expõe as de outras personagens por ele testemunhadas. Essas características são percebidas nas obras da literatura infantil de ontem e de hoje.

Correto

Notas relativas a este envio: 1/1.

Question 2

Notas: 1

A autora Nelly Novaes Coelho evidencia no livro-texto que, dependendo do ângulo de visão adotado, o narrador ocupa uma de cinco posições possíveis. Nesse sentido, pode-se compreender que o foco confessional ou intimista:

Escolher uma resposta.

a. Diz respeito a um narrador com o foco no desenrolar da narrativa, e é por meio desse fator que a história se desenvolve. É característico das narrativas confessionais ou dos grandes conflitos psicológicos ou das biografias. Por vezes, tem o caráter testemunhal, ou seja, narra os fatos que ainda não aconteceram como observador externo subjetivo.

b. Diz respeito a um narrador com o foco no outro que faz parte do enredo da narrativa, e é por meio desse fator que a narrativa flui e se desenvolve. É característico das narrativas confessionais ou dos grandes conflitos psicológicos ou das biografias. Por vezes, tem o caráter testemunhal, ou seja, narra os fatos acontecidos, mas apenas como observador interno subjetivo.

c. Diz respeito a um narrador com o foco no outro que faz parte do enredo da narrativa, e é por meio desse fator que a narrativa flui e se desenvolve. É característico das narrativas confessionais ou dos grandes conflitos psicológicos ou das biografias. Por vezes, narra os fatos que ainda não aconteceram como observador externo subjetivo.

d. Diz respeito a um narrador com o foco nas experiências pessoais, e é por meio desse fator que a história se desenvolve. É característico das narrativas confessionais ou dos grandes conflitos psicológicos ou das biografias. Por vezes, tem o caráter testemunhal, ou seja, narra os fatos testemunhados por ele como observador interno subjetivo.

e. Diz respeito a um narrador com o foco no eu que está dentro dos fatos narrados, e é por meio desse fator que a narrativa flui. É característico das narrativas confessionais ou dos grandes conflitos psicológicos ou das biografias. Por vezes, tem o caráter testemunhal, ou seja, o foco está dentro dos fatos narrados, mas apenas como observador interno objetivo. Correto

Resposta correta: Diz respeito a um narrador com o foco no eu que está dentro dos fatos narrados, e é por meio desse fator que a narrativa flui. É característico das narrativas confessionais ou dos grandes conflitos psicológicos ou das biografias. Por vezes, tem o caráter testemunhal, ou seja, o foco está dentro dos fatos narrados, mas apenas como observador interno objetivo.

Comentário sobre a resposta correta: Parabéns! Esta resposta é a correta, pois o foco do narrador confessional ou intimista está no eu que está dentro dos fatos narrados, e no caso testemunhal, o foco é interno objetivo.

Correto

Notas relativas a este envio: 1/1.

Question 3

Notas: 1

A autora Nelly Novaes Coelho (2000, p.74) define que "a palavra 'personagem' é oriunda de termo latino persona, ae, nome com que os romanos designavam as máscaras usadas pelos atores gregos em suas apresentações teatrais". Sobre a definição de personagem nas narrativas, é correto afirmar:

I) A personagem é o elemento decisivo da efabulação, pois nela se centra o interesse do leitor.

II) Não há ação narrativa sem personagens que a executem ou vivam.

III) Sem a presença da personagem, a narrativa não contempla o desfecho da história.

IV) A presença de personagem nas narrativas possibilita a invenção de outras personagens.

V) A personagem é considerada um elemento neutro no desenrolar da narrativa.

Identifique a alternativa que apresenta as afirmativas que são corretas:

Escolher uma resposta.

a. I e II estão corretas. Correto

b. I, III e V estão corretas.

c. II, III e IV estão corretas.

d. IV e III estão corretas.

e. Todas estão corretas.

Resposta correta: I e II estão corretas.

Comentário sobre a resposta correta: Parabéns! Esta resposta é a correta, pois a personagem é o elemento decisivo da efabulação, uma vez que nela se centra o interesse do leitor. Não há ação narrativa sem personagens que a executem ou vivam.

Correto

Notas relativas a este envio: 1/1.

Question 4

Notas: 1

Sobre o espaço, conforme apontado pela autora

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.9 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com