TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Listar As Principais Mudanças Ortográficas Na Língua Portuguesa, De Acordo Com As Discussões Realizadas Pela Equipe.

Ensaios: Listar As Principais Mudanças Ortográficas Na Língua Portuguesa, De Acordo Com As Discussões Realizadas Pela Equipe.. Pesquise 798.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  18/6/2013  •  1.324 Palavras (6 Páginas)  •  389 Visualizações

Página 1 de 6

PASSO 04

Já estão em vigor, desde o dia 01 de Janeiro de 2009, as novas regras ortográficas da língua portuguesa.

Apesar de alterar apenas 0,5% das palavras da língua portuguesa no Brasil, as novas regras ortográficas serão percebidas de imediato quando começarem a ser adotadas. A fachada da Assembléia Legislativa, por exemplo, deverá ser atualizada e passará a trazer o nome ‘‘Assembleia Legislativa’’, sem acento. Além de mudanças nas regras de acentuação, a nova ortografia extingue o uso do trema, padroniza a utilização do hífen e incorpora as letras w, y e k ao alfabeto.

No Brasil, o acordo foi regulamentado em 29 de setembro de 2008, por meio de decreto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os demais países membro da CPLP e que deverão adotar as mudanças nos próximos anos são Portugal, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau e Timor-Leste

Trema:

O trema cai, de vez, em desuso, exceto em nomes próprios e seus derivados. Grafado nos casos em que o “u” é átono e pronunciado (que, qui, gue, gui), o sinal não será mais utilizado nas palavras da língua portuguesa.

Antes: lingüiça, conseqüência, freqüência

Depois: linguiça, consequência e frequência

Hífen:

O sinal não poderá ser mais usado quando a primeira palavra terminar com vogal e a segunda começar com consoante.

Antes: anti-rugas, auto-retrato, ultra-som

Depois: antirrugas, autorretrato, ultrassom

O hífen também não deve ser grafado quando a primeira palavra terminar com letra diferente da que começar a segunda

Antes: auto-estrada, infra-estrutura

Depois: autoestrada, infraestrutura

O sinal deverá ser usado quando a palavra seguinte começa com b, h, r, m, n ou com vogal igual à ultima do prefixo

Antes: anti-imperialista, super-homem, inter-regional, sub-base

Depois: anti-imperialista, super-homem, inter-regional, sub-base

Outro caso que se faz necessário o uso do hífen é quando a primeira palavra terminar com vogal ou consoante igual à letra que começar a segunda

Antes: microônibus, contraataque, microondas

Depois: micro-ônibus, contra-ataque, micro-ondas

Acento agudo:

Os ditongos abertos ‘‘ei’’ e ‘‘oi’’ de paroxítonas, não serão mais acentuados como ‘‘idéia’’ e ‘‘jibóia’’; paroxítonas com ‘‘i’’ e ‘‘u’’ tônicos precedidos de ditongo, como ‘‘feiúra’’ e ‘‘baiúca’’; nas formas verbais com ‘‘u’’ tônico, precedido de ‘‘g’’ ou ‘‘q’’ e seguido de ‘‘e’’ ou ‘‘i’’, como em ‘‘averigúe’’ e ‘‘argúem’’

Antes: jibóia, apóio, platéia, européia

Depois: jiboia, apoio, plateia, europeia

* As palavras herói, papéis e troféu continuam sendo acentuadas porque têm a ultima sílaba mais forte

O acento some também no “i” e no “u” tônicos quando vierem depois de ditongo em palavras paroxítonas

Antes: feiúra, bocaiúva

Depois: feiura, bocaiuva

* O acento permanece se o “i” ou o “u” estiverem na ultima sílaba, a exemplo de Piauí e tuiuiú

Na letra “u” dos grupos que, qui, gue e gui o acento também deixa de existir

Antes: apazigúe, averigúe

Depois: apazigue, averigue

O acento diferencial também some em alguns casos

Antes: pára, péla, pêlo, pólo, pêra

Depois: para, pela, pelo, polo, pera

* O acento diferencial não deixa de ser usado em pôr (verbo) / por (preposição) e pôde (pretérito) / pode (presente). Fôrma também continua sendo acentuada para ser diferenciada de forma

A reforma ortográfica foi escolhida como tema deste projeto por ser um assunto que está tendo grande repercussão. O assunto é do interesse de todos e embora alguns não tenham gostado dessa mudança vão ter que se adaptar.

Esse foi o nosso objetivo, ao mesmo tempo em que procuravamos sobre a reforma ortografica aprendiamos. Depois desse projeto ficou claro algumas regras que antes não estavam bem esclarecidas pela mídia. Agora podemos utilizar as novas regras da maneira correta

PASSO 03

A ortografia compõe, entre as línguas escritas, o capítulo que estuda e organiza a forma correta de se escrever uma palavra. Havendo problemas com hífen, acento e letra, isso é assunto da ortografia. Em geral, bons dicionários já resolvem nossas principais dúvidas, mas há certas combinações que deixam qualquer um sem resposta.

quanto às novas regras do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

A padronização da língua portuguesa não é uma coisa simples, pois, abrange todos os países falantes da língua portuguesa, pois, atualmente, não há uma única norma ortográfica para o mundo lusófano, mas sim duas:Uma para o Brasil, outra em Portugual, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, são Tomé e Príncipe e Timor Leste.

Diversos momentos ocorreram ao longo da história da Língua Portuguesa para unificá-la. As novas normas foram estabelecidas em 2008, mas entrou em vigência em 2009.mas, as regras têm flexibilidade e só serão utilizadas formalmente

jornais, revistas, internet, livros, a mídia em geral) em 2012 para 2013. neste intervalo poderemos utilizar tanto a forma antiga como a nova.

O acordo se autodefine como “ um passo importante para a defesa da unidade essencial da Língua Portuguesa e para o prestígio Internacional.

O acordo tem uma finalidade única e exclusiva de grafia e não de sotaque ou com o

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com