TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RELATORIO O QUE É LEITURA

Por:   •  5/4/2013  •  1.295 Palavras (6 Páginas)  •  716 Visualizações

Página 1 de 6

SERVIÇO PUBLICO FEDERAL

MINISTERIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO

RELATÓRIO DE ATIVIDADES

1 IDENTIFICAÇÃO DO ALUNO (RELATOR)

NOME: Artur Jefferson Farias da Silva Matricula: 2012020860

PROFESSOR ORIENTADOR: Drª. Maria das Neves Pereira

Órgão de Exercício: UFERSA/Angicos

2 IDENTIFICAÇÃO DA ATIVIDADE/OBJETIVOS

Avaliação da disciplina de analise e expressão textual, indicado pela Drª. Maria das Neves pereira, tem o objetivo de fazer um relatório do livro PRECONCEITO LINGUISTICO, do escritor Marcos Bagno, visando mostrar aos leitores os preconceitos relacionados a língua portuguesa.

INICIO: 18/03/2013

TÉRMINO: 20/03/2013

TOTAL DE HORAS: 16

3 DESCRIÇÃO SUMARIA DA ATIVIDADE

3.1 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

MARTINS, Maria Helena. O QUE É LEITURA? São Paulo: Brasiliense, 2009

3.2 RESUMO DA OBRA (síntese com informações básicas (com as próprias palavras do aluno leitor), contendo 150 a 200 palavras.

O livro “Preconceito Lingüístico” do autor Marcos Bagno trata de questões relacionadas ao modo de como se fala e escreve dentro da escola e da sociedade, defendendo com vigor a língua viva e verdadeiramente falada no Brasil..Tem como objetivo de tornar o seu livro um instrumento de combate a toda forma de preconceito adentrado em situações com perfis diversificados no contexto social brasileiro. Na obra, o autor faz reflexões sobre alguns aspectos do uso da norma culta, detalha exemplos impregnados a convivência real dos sujeitos, caracterizando-os em classes, e fazendo menção ao fato dos modos encontrados.

3.3 EXPOSIÇÃO DO CONTEUDO

Datas (registro da sequência da leitura) Atividades

(Identificação da parte da obra que foi lida, seguida de comentários pessoais)

18/03/2013

20/01/2013 1 A MITOLOGIA DO PRECONCEITO LINGUISTICO

MITO Nº 1- “A língua portuguesa falada no Brasil apresenta uma unidade surpreendente”

o maior e mais sério dentre os outros mitos, por ser prejudicial à educação e não reconhecer que o português falado no Brasil é bem diversificado, mesmo a escola tentando impor a norma lingüística como se ela fosse de fato comum a todos os brasileiros. As diferenças de status social em nosso país, explicam a existência do verdadeiro abismo lingüístico entre os falantes das variedades não-padrão do português brasileiro que compõe a maior parte da população e os falantes da suposta variedade culta, em geral não muito bem definida, que é a língua ensinada na escola.

MITO Nº 2: “Brasileiro não sabe português/ Só em Portugal se fala bem português”

de acordo com o autor, essas duas opiniões refletem o complexo de inferioridade de sermos até hoje uma colônia dependente de uma país mais antigo e mais "civilizado". O brasileiro sabe português sim. O que acontece é que o nosso português é diferente do português falado em Portugal. A língua falada no Brasil , do ponto de vista lingüístico já tem regras de funcionamento, que cada vez mais se diferencia da gramática da língua falada em Portugal. Na língua falada, as diferenças entre o português de Portugal e o português falado Brasil são tão grandes que muitas vezes surgem dificuldades de compreensão. O único nível que ainda é

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.7 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com