TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ATIVIDADE COMPLEMETAR

Por:   •  28/11/2014  •  1.513 Palavras (7 Páginas)  •  162 Visualizações

Página 1 de 7

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE – UNESC

CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA

ANA CAROLINA MONTEIRO TEODORO MAZIERO

IDENTIFICAÇÃO DE FERRO, IODO, CLORO E BROMO

CRICIÚMA, NOVEMBRO DE 2014

ANA CAROLINA MONTEIRO TEODORO MAZIERO

IDENTIFICAÇÃO DE FERRO, IODO, CLORO E BROMO

Relatório apresentado ao Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC, solicitado na disciplina de Química Experimental, pelo Profo.Normelia Ondina Lalau de Farias, responsável pela disciplina de Química Experimental I.

CRICIÚMA, NOVEMBRO DE 2014

1 INTRODUÇÃO

Os métodos utilizados para a detecção de ânions não são sistemáticos como os descritos para os cátions. Não existe uma marcha sistemática que permita a separação dos ânions em grupos e a subseqüente separação de seus componentes para as reações de indicação e confirmação. Os ânions podem ser classificados de acordo com algumas propriedades tais como:

ânions que desprendem gases quando tratados com ácido sulfúrico (H2SO4) concentrado, ânions que apresentam reações de precipitação e ânions que apresentam reações de oxidação e redução.

Neste trabalho trataremos sobre a observação de algumas reações de ferricianeto e ferrocianeto, juntamente com iodeto de potássio, cloreto de sódio e brometo de potássio, sendo que para cada umas dessas reações obteve-se alguns resultados diferenciados, como mostraremos a seguir. O objetivo do experimente, é adquirir conhecimentos na área de química experimental, conhecendo algumas reações e propriedade de cada elemento citado anteriormente.

2 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

2.1 Ferro II e III

O ferro, quimicamente puro, é um metal branco prateado, tenaz e dúctil. O metal comercial raramente é puro e, em geral, contém pequenas quantidades de carbureto, silicieto, fosfeto e sulfeto de ferro, e um pouco de grafite. Estes contaminantes possuem um papel importante na resistências de estruturas metálicas de ferro.

O ferro forma duas importantes, séries de sais. Os sais de ferro II, que são derivados do óxido de ferro (FeO). Sendo que em solução, contêm o catíon Fe 2+ e normalmente possuem uma coloração verde-clara. Complexos por associações de íons e complexos quelatos, intensamente coloridos, são também muito comuns. Os íons ferro II são facilmente oxidados a ferro III, sendo, portanto, agentes redutores fortes. Também os sais de ferro III, tem sua derivação de óxido de ferro III (Fe2O3). Eles são mais estáveis que os sais de ferro II. Em suas soluções estão presentes os cátions Fe3+, de coloração amarelo-clara; se a solução contiver cloretos, a coloração tornará mais forte. Agentes redutores convertem ferro III para ferro II.

2.1.2 Solução de Cianeto de Potássio

Precipitado marrom amarelado de cianeto de ferro II, solúvel em excesso de reagente, formando uma solução amarelo-clara de ferrocianeto.

O íon ferrocianeto II, sendo um complexo, não apresenta as reações típicas do ferro II. O ferro presente em tais soluções pode ser detectado, decompondo o íon complexo por ebulição com ácido sulfúrico concentrado numa capela com ventilação, devido á formação de monóxido de carbono.

Uma amostra seca que contenha ferrocianeto II alcalino decompõe-se pela combustão em carbureto de ferro, cianeto alcalino e nitrogênio. Dissolvendo o resíduo em ácido, pode assim detectar o ferro na solução.

2.1.3 Ferricianeto II de Potássio

Forma-se um precipitado branco de hexacianoferrato II ferro II e potássio em completa ausência de ar; em condições atmosféricas normais, forma-se um precipitado azul-pálido.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.7 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com