TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Desen Economico

Artigo: Desen Economico. Pesquise 843.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  4/11/2013  •  1.371 Palavras (6 Páginas)  •  203 Visualizações

Página 1 de 6

Universidade Anhanguera - Uniderp

Centro de Educação a Distância

Introdução

Neste trabalho iremos abordar fatores muito importantes sobre este tema desenvolvimento econômico, falaremos sobre o Conceito sobre o Produto Interno Bruto, o Índice de Gini, o Conceito de Curva de Lorenz, o Conceito de IDH Índice de Desenvolvimento Humano, o termo BRICS. E suas curiosas características, e por fim , divulgaremos através da nossa pesquisa o Índice de Desenvolvimento Humano - IDH do Município de Parati. Com todos esses itens bastante ricos, elaboramos um trabalho bem claro e inteligente, ele O fala sobre o que realmente é importante saber sobre o desenvolvimento econômico de um país ou estados-nação, resumidamente falando ele é o processo de acumulação de capital e incorporação de progresso técnico ao trabalho e ao capital que leva ao aumento da produtividade, dos salários, e do padrão médio de vida da população.

Conceito sobre o Produto Interno Bruto

O conceito do PIB per capita é o produto interno bruto, dividido pela quantidade de habitantes de um país, ele é a soma de todos os bens de um país, e quanto maior o PIB, mais demonstra o quando esse país é desenvolvido, e podem ser classificados entre países pobres, ricos ou em desenvolvimento, é um indicador muito utilizado na macroeconomia, e tem como objetivo a economia de um país, estado, ou região. Para o cálculo do PIB, é considerado apenas bens e serviços finais.

O PIB per capita é usado como indicador, pois quanto mais rico o país é, mais seus cidadãos se beneficiam. O PIB possui apenas uma consideração, é possível que o PIB aumente enquanto os cidadãos ficam mais pobres, e isso ocorre pois o PIB não considera o nível de desigualdade de renda das sociedades.

Índice de Gini

O Índice de Gini do Brasil é de 51,9 (ano de 2012) o que demonstra que nosso país, apesar dos avanços econômicos dos últimos anos, ainda tem uma alta concentração de renda. Porém, devemos destacar um avanço do Brasil neste índice, já que em 2008 era de 54,4.

Conceito de Curva de Lorenz

A Curva de Lorenz (ou curva de concentração de Lorenz) consiste num gráfico muito utilizado pelos economistas e que procura ilustrar a desigualdade existente na distribuição do rendimento entre as famílias numa determinada economia ou sociedade. Este gráfico consiste num diagrama em que num dos eixos é colocada a variável Rendimento e no outro a População, ambos representados por classes percentuais. Nesse diagrama é então representada um linha representativa da percentagem de rendimento que cabe a cada grupo da população, o que permite fazer uma leitura do tipo: "os x% da população mais pobre detêm y% do total de rendimento". Quanto mais afastada da diagonal estiver esta linha, maior é a concentração do rendimento, ou seja, maior será a desigualdade na repartição do rendimento entre as famílias.

A curva de Lorenz pode ser complementada com o Índice de Gini, o qual quantifica o grau de concentração dos rendimentos.

O Conceito de IDH Índice de Desenvolvimento Humano

IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) é um índice que serve de comparação entre os países, com objetivo de medir o grau de desenvolvimento econômico e a qualidade de vida oferecida à população. O relatório anual de IDH é elaborado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), órgão da ONU.

Este índice é calculado com base em dados econômicos e sociais. O IDH vai de 0 (nenhum desenvolvimento humano) a 1 (desenvolvimento humano total). Quanto mais próximo de 1, mais desenvolvido é o país. Este índice também é usado para apurar o desenvolvimento de cidades, estados e regiões.

No cálculo do IDH são computados os seguintes fatores: educação (anos médios de estudos), longevidade (expectativa de vida da população) e Produto Interno Bruto per capita.

BRICS

O termo BRIC foi criado em 2001 pelo economista inglês Jim O'Neill para fazer referência a quatro países Brasil, Rússia, Índia e China. Em abril de 2001, foi adiciona a letra "S" em referência a entrada da África do Sul (em inglês South Africa). Desta forma, o termo passou a ser BRICS.

Estes países emergentes possuem características comuns como, por exemplo, bom crescimento econômico. Ao contrário do que algumas pessoas pensam, estes países não compõem um bloco econômico, apenas compartilham de uma situação econômica com índices de desenvolvimento e situações econômicas parecidas. Eles formam uma espécie de aliança que busca ganhar força no cenário político e econômico internacional, diante da defesa de interesses comuns. A cada ano ocorre uma reunião entre os representantes destes países.

Características comuns destes países:

- Economia estabilizada recentemente;

- Situação política estável;

- Mão-de-obra em grande quantidade e em processo de qualificação;

- Níveis de produção e exportação em crescimento;

- Boas reservas de recursos minerais;

- Investimentos em setores de infra-estrutura (estradas, ferrovias, portos, aeroportos, usinas hidrelétricas, etc);

- PIB (Produto Interno Bruto) em crescimento;

- Índices sociais em processo de melhorias;

- Diminuição, embora lenta, das desigualdades sociais;

- Rápido acesso da população aos sistemas de comunicação como, por exemplo, celulares e Internet (inclusão digital);

- Mercados de capitais (Bolsas de Valores) recebendo grandes investimentos estrangeiros;

- Investimentos de empresas estrangeiras nos diversos setores da economia.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.2 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com