TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Fusão Casas Bahia, Ponto Frio, pão De açúcar E Via Varejo

Trabalho Escolar: Fusão Casas Bahia, Ponto Frio, pão De açúcar E Via Varejo. Pesquise 790.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  16/5/2013  •  3.630 Palavras (15 Páginas)  •  1.083 Visualizações

Página 1 de 15

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 ESTILO DE GESTÃO 4

2.1 PROCESSOS DA FUSÃO 5

2.1.1 A INSATISFAÇÃO 6

2.1.1.1 A DESCONFIANÇA 6

2.1.1.1.1 A PRESSÃO 7

2.1.1.1.1.1 A OPERAÇÃO 7

3 ESTILO PATRIARCAL 9

4 MACRO E MICRO 10

4.1 CASAS BAHIA 10

4.2 PÃO DE AÇÚCAR 10

4.3 PONTO FRIO 11

5 IMPACTO DA FUSÃO 12

6 LUCRO LÍQUIDO 14

7 CONCLUSÃO 15

REFERÊNCIAS 16

APÊNDICES 17

www.casasbahia.com.br 18

www.pontofrio.com.br 18

www.pãodeacucar.com.br 18

www.viavarejo.com.br 18

1 INTRODUÇÃO

A Fusão do Grupo Pão de Açúcar e as Casas Bahias que se iniciou no final de 2009, entra em negociação devido à família Klein reivindicar o contrato. Samuel Klein e Michael Klein alegam estar em desvantagem no acordo e solicitam um novo contrato. O Grupo Pão de Açúcar aceitou rever o contrato após a família Klein ameaçar a romper o contrato e desistir da fusão. Michael Klein junto com seu pai Samuel Klein principais acionistas das Casas Bahias quer rever o acordo com o Grupo Pão Açúcar, devido às incoerências no contrato por sua parte, não descarta a possibilidade de ir à justiça para garantir o equilíbrio da fusão. Michael alega que a Casa Bahia será prejudicada no mesmo, pois o Grupo estará com a melhor “fatia do bolo”, tendo a melhor parte das ações (51%) e a autonomia da nova empresa, assim Michael Klein teria a presidência, mas não a autonomia para tomar decisões tendo que se submeterem ao Grupo Pão de Açúcar todas as vezes que quiserem tomar algumas decisões.

2 ESTILO DE GESTÃO

A estabilização da economia experimentada após um período de grande inflação permitiu às empresas de um modo geral, expandir-se nestes 14 anos da era do Real, com o surgimento de um grande número de conglomerados empresariais em todos os setores, dentre eles o comércio varejista; depois de duas décadas, podemos observar que o setor apresentou fortes mudanças, com o surgimento de grandes redes de varejo, com vendas crescentes impulsionadas pelo aumento do número de consumidores que ascenderam ao mundo do consumo. Nesse contexto, para a análise da gestão empresarial das lojas Casas Bahia, realizou-se uma pesquisa bibliográfica exploratória com estudo de caso, concluindo que a rede varejista do polonês Samuel Klein, na contramão de todas as técnicas de gestão modernas, sobrevive e lidera este mercado com uma folga imensa, e com o diferencial principal de ser um vendedor voltado às pessoas de baixa renda, que em geral não conseguem comprovar renda. Com isso veremos qual o segredo do sucesso da empresa num mercado considerado, por muitas companhias, de alto risco pela propensão à inadimplência dos consumidores, mas que consumiu R$ 372 bilhões de reais em 2003. Palavras-Chave: Vendas. Sucesso. Mercado. Área do Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas. Introdução À empresa tem gestão familiar, e não abre mão disso; apesar de ser considerado ultrapassado, este tipo de gestão tem dado certo na empresa, apesar dos percalços ocorridos durante a sua existência. A empresa não tem a intenção de profissionalizar a administração, que segundo seu fundador já está com a sucessão definida, fruto de uma tradição judaica, com o seu filho mais velho assumindo as operações; e ainda na contramão do mercado a empresa mantém sob sua administração todo o sistema de logística, através de caminhões próprios e grandes centro de distribuição, alegando que os custos são compensados com a fidelização dos clientes. Tudo dentro da empresa é controlado pelo fundador e seus dois filhos, tendo uma gestão centralizadora, qualquer negociação passa pelo crivo dos Klein. O foco da empresa está em realizar os sonhos dos milhares de consumidores que se encontram nas classes mais baixas da pirâmide de renda, financiando à longo prazo, estes sonhos. Os autores expressam visões distintas e às vezes contraditórias sobre o conceito de empresa familiar. Segundo Vidigal (1996), em um sentido mais amplo, praticamente todas as empresas tiveram sua origem no seio da família, excluindo aquelas criadas pelo governo. Destaca-se a forte valorização da confiança mútua, independente de vínculos familiares (exemplos são os “velhos de casa” ou ainda “os que começaram com o velho”); os laços afetivos extremamente fortes influenciando os comportamentos, relacionamentos e decisões da organização. Também se registra a valorização da antiguidade como um atributo que supera a exigência de eficácia ou competência. A visão global do negócio da família Klein impulsiona o seu crescimento, já que ela tem bem definido o seu foco, que é vender a prazo para população de baixa renda. Samuel Klein escreve, assim, de forma um tanto quanto peculiar, através das Casas Bahia, mais um capítulo da gestão familiar nas empresas brasileiras e coloca seu nome junto a outros ícones da gestão familiar como o Ermírio de Moraes, o Gerdau e o Diniz. Este tipo de atitude tem motivado muitos estudos sobre o sistema de gestão da empresa; pois apesar de ir sempre contra o que a empresa considera modismo, as modernas técnicas de gestão, ela consegue vender o dobro da concorrência, e ainda assim manter um nível de inadimplência baixo em relação ao cliente de risco que ela adotou como público alvo.

Fayol via a organização como um corpo – o "corpo empresarial". As atividades desse corpo eram encaixadas em seis funções, elas se repartiam por todos os níveis da empresa e não era privativa da alta cúpula, ou seja, não se concentrava exclusivamente no topo da empresa, não era privilégio dos diretores, sendo distribuída proporcionalmente por todos os níveis hierárquicos.

2.1 PROCESSOS DA FUSÃO

Há cerca de uma semana, a família Klein, dona das Casas Bahia, contratou o escritório Pinheiro Neto Advogados para fazer a visão do acordo de fusão entre a varejista e o Grupo Pão de Açúcar, firmado no início de dezembro.

Segundo fontes

...

Baixar como (para membros premium)  txt (23.3 Kb)  
Continuar por mais 14 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com