TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Gestão De Serviços - Análise Empresarial / TAM LINHAS AEREAS - Acidente Airbus A320 - Vôo JJ3054

Ensaios: Gestão De Serviços - Análise Empresarial / TAM LINHAS AEREAS - Acidente Airbus A320 - Vôo JJ3054. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  24/3/2013  •  2.362 Palavras (10 Páginas)  •  1.430 Visualizações

Página 1 de 10

Gestão

de

Serviços

Análise Empresarial

TAM Linhas Aéreas S.A

Acidente Airbus A320, vôo JJ3054

Introdução

A Táxi Aéreo Marília (TAM) iniciou suas operações no início da década de 60, transportando cargas e passageiros entre o Paraná e os Estados de São Paulo e do Mato Grosso. Em 1976, o surgimento da TAM - Transportes Aéreos Regionais - deu origem à empresa conhecida hoje como TAM Linhas Aéreas.

A TAM Linhas Aéreas é a maior companhia aérea do Brasil, assim como de toda a América Latina, sendo uma das 20 maiores do mundo e a líder no Hemisfério Sul em número de passageiros transportados. Ao longo dos anos a TAM vem consolidando uma estratégia de crescimento com o objetivo de ser uma das maiores empresas de aviação do mundo, sendo atualmente a única integrante sul-americana da Star Alliance, que é a maior aliança mundial de companhias aéreas. O seu faturamento em 2008 foi de mais de 11 bilhões de reais, sendo uma das 50 maiores empresas do país.

Sua sede está localizada na cidade de São Paulo, que é o seu principal centro de operações (ou hub). Fazem parte do Grupo TAM Linhas Aéreas, a TAM Airlines (TAM Mercosur), subsidiária paraguaia, TAM Cargo, Pantanal Linhas Aéreas, TAM Viagens e a TAM Aviação Executiva.

BREVE HISTÓRICO TAM 2007 – 2008:

Ano 2007

Em julho, recebe autorização oficial da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) para iniciar operação regular de três freqüências semanais para Frankfurt (Alemanha) e de sete para Madrid (Espanha). Para operar o segmento internacional, a TAM anuncia a ampliação de seu planejamento de frota, com a aquisição de 22 Airbus A350 XWB (Xtra Wide Body) com mais 10 opções, para serem entregues entre 2013 e 2018. Além desses, a empresa confirmou o recebimento de mais dois A330 em 2010 e outros dois em 2011. Anteriormente, a empresa já havia anunciado a contratação de quatro Boeing 777-300ER, aumentando para oito e o número de aeronaves desse modelo que serão entregues a partir de 2008. Com isso, a TAM planeja encerrar 2007 com 18 aviões de grande porte para viagens de longo curso e, até 2010, serão 26 aeronaves destinadas exclusivamente aos vôos internacionais. No mês de julho, a TAM registra participação de mercado nos vôos domésticos de 50,6%, consolidando a liderança alcançada desde julho de 2003. No segmento das linhas internacionais operadas pelas companhias aéreas brasileiras, a TAM atinge market share de 64,3%, mantendo liderança conquistada em julho de 2006.

Ano 2008

Em janeiro de 2008, a TAM obteve a renovação, por dois anos, do certificado IOSA (IATA Operational Safety Audit), recebido após auditoria realizada por técnicos independentes e credenciados pela IATA (International Air Transport Association), atestando a conformidade da companhia em 940 requisitos de segurança e qualidade operacional.

A empresa encerrou o ano de 2008 — em que recebeu seu primeiro Boeing 777-300 ER — com 129 aviões, uma frota com idade média de 5,5 anos, uma das jovens do mundo.

O volume total de passageiros domésticos transportados pela TAM em 2008 foi de 25,6 milhões de pessoas, um aumento de 6,1% em relação ao ano anterior. No mercado internacional, foram 4,5 milhões de passageiros transportados, um crescimento de 22,4% em relação a 2007.

SITUAÇÃO EMPRESARIAL DA TAM ANTES DO ACIDENTE DE JULHO DE 2007

• Discrição da Empresa TAM:

A TAM (www.tam.com.br) lidera o mercado doméstico há mais de três anos e fechou o mês de junho-2007 com 49,1% de market share no mercado doméstico e com 69,6% de market share no mercado internacional. A companhia voa para 49 cidades do Brasil. Com os acordos comerciais firmados com companhias regionais, chega a 76 destinos diferentes do território nacional. Além disso, mantém acordos de code-share com companhias internacionais que possibilitam ao passageiro viajar para grande diversidade de destinos no mundo. Pioneira no lançamento de um Programa Fidelidade para empresa aérea no Brasil, a TAM possui hoje mais de 4,0 milhões de associados e já distribuiu 4,3 milhões de bilhetes por meio de resgate de pontos.

• Principais Concorrentes e seus Diferenciais:

Diversas companhias operavam no transporte aéreo no Brasil. Três empresas mais fortes atuavam no mercado, no entanto duas entraram em falencia e apenas uma afetava a situação da TAM. Sendo elas:

• Varig – Que em 20 de julho de 2006, após ter entrado no processo de recuperação judicial, teve sua parte estrutural e financeiramente boa isolada e vendida para a VARIG Logística S.A. através da constituição da razão social VRG Linhas Aéreas S.A., a qual, em 9 de abril de 2007, foi cedida para a Gol Transportes Aéreos.

• Vasp - Que parou de voar no final de janeiro de 2005, quando o DAC cassou sua autorização de operação. Suas aeronaves hoje estão paradas por aeroportos de todo o país, testemunhas de uma triste página da história da aviação comercial brasileira.

• Gol - Gol Transportes Aéreos é uma companhia aérea de baixo custo Brasileira. Foi criada em 15 de Janeiro de 2001 em São Paulo, Brasil. Atualmente, assume o posto de 2ª maior companhia aérea do Brasil.

 Gol

A Gol nasceu de um dos maiores grupos de transporte rodoviário do Brasil: o Grupo Áurea, que possui participação em diversas empresas de transporte em vários estados. A empresa conta com uma das frotas mais modernas e sofisticadas do mercado brasileiro, dentre suas aeronaves estão os Boeings 737-700 de última geração, que voam até 12% mais rápido do que o seu concorrente mais próximo. Sua intenção é ampliar cada vez mais a aquisição de novas aeronaves. A GOL vem crescendo a cada dia e atualmente ocupa o terceiro lugar dentro do mercado aéreo brasileiro.

 Diferencial Gol

O serviço de bordo simplificado faz parte da estratégia da GOL. Trata-se de um nicho até então inexplorado pelas empresas aéreas que, muitas vezes, preferem servir refeições industrializadas que nem sempre são apreciadas. Como na maioria das vezes o trajeto é curto, a GOL serve snacks e barras de cereais, que são saudáveis, nutritivas e consideradas super in segundo a pesquisa da revista VIP.

Os uniformes dos colaboradores são bem arrojados

...

Baixar como (para membros premium)  txt (16.5 Kb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com