TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Habituação e Potenciação (sensibilidade)

Por:   •  25/4/2019  •  Projeto de pesquisa  •  398 Palavras (2 Páginas)  •  25 Visualizações

Página 1 de 2

Habituação e Potenciação (sensibilidade)

A aprendizagem e definida como um processo de aquisições de informações que, por conseguinte reflete em novos comportamentos. Se resume a qualquer evento e capaz de produzir transformações sendo elas duradouras ou não.

A aprendizagem não associativa sensibiliza também há aumento da resposta em função da repetição do mesmo estimulo, quando e pareado a algum estimulo aversivo, e também a o aumento de magnitude de uma resposta pela a interferência de um outro estimulo.

A habituação e a forma mais simples de aprendizado que a redução da resposta perante o estimulo não nocivos, é a alterações no estimulo que desencadeia o comportamentos previamente observados, nem todos os estímulos apresentados repetidamente leva a habituação que e considerado como a forma mais simples do aprendizado e não e definido cm a diminuição de respostas frente a estímulos repedido, desde que o estimulo sejam neutros nem inofensivos e nem benéficos, simplificando ao fato de aprender a não reagir a estímulos indiferentes.

Mais a potenciação sensibiliza e responsável deixar mais atentos a estímulos nocivos, que se diferencia da habituação que ignora os estímulos irrelevantes. Por outro lado, suponhamos que algum dos alunos esteja com uma enxaqueca. A voz do professor, em baixa intensidade, já estava incomodando, porém, com os ventiladores ligados parecem que este aluno tem a impressão de estar dentro de uma turbina de avião. 

Isso acontece devido à um efeito contrário ao da habituação. Neste caso, ao invés da magnitude da resposta cair em função do tempo, ocorre um acréscimo. Chamamos esse fenômeno de Potenciação

O treino de habituação a um estímulo inicialmente efetivo pode produzir um decremento da resposta até o nível zero ou até um nível assintótico acima de zero. Evidentemente, não é necessário um treino de habituação para que um estímulo provoque uma resposta fraca ou uma resposta mais difusa de orientação: certos estímulos, quando apresentados pela primeira vez, produzem uma resposta fraca ou não detectável devido a sua intensidade baixa ou a sua natureza. Qualquer um desses estímulos – neutro, neutralizado pela habituação ou fraco – passa a produzir uma resposta forte quando precedido por certos tipos de estímulos. Esses estímulos, por serem diferentes dos usados no treino de habituação, são chamados de estímulos extras. O efeito incremental provocado por esses estímulos é estudados sob diferentes rótulos: desabituação, sensibilização e pseudo-condicionamento; o conceito de nível de ativação também pode estar relacionado com os efeitos incrementadores.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.7 Kb)   pdf (57.8 Kb)   docx (12.6 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com