TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

INFLUENCIA DE RESÍDUOS ORGÂNICOS NA COMPOSIÇÃO PROTEICA DE PASTAGENS DE Brachiaria Brizantha Cv. MARANDU NO TOCANTINS

Dissertações: INFLUENCIA DE RESÍDUOS ORGÂNICOS NA COMPOSIÇÃO PROTEICA DE PASTAGENS DE Brachiaria Brizantha Cv. MARANDU NO TOCANTINS. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  19/1/2015  •  474 Palavras (2 Páginas)  •  169 Visualizações

Página 1 de 2

As pastagens degradadas são um sério problema devido a sua grande extensão no território nacional e mundial. O uso intensivo de áreas para a produção agropecuária tem causado degradação da estrutura do solo e predispondo o solo à degradação. Diante disso a incorporação de resíduos orgânicos no solo traz vários benefícios como melhorias para os atributos físicos, químicos e biológicos do solo. O presente trabalho objetivou avaliar a concentração de proteína bruta em duas diferentes épocas (21 e 120 dias após a aplicação) sobre o efeito de fontes e doses crescentes de resíduos orgânicos na recuperação de solo degradado sob pastagens de Brachiaria brizantha cv. Marandú no Tocantins. O ensaio foi conduzido em blocos casualizados, com três repetições, sendo implantado em um Neossolo Quartzarênico Órtico. As dimensões das parcelas experimentais 2,5 x 3 metros largura e comprimento e espaçadas por um metro de corredor. Os tratamentos foram dispostos em arranjo fatorial 2x5+1, sendo duas fontes orgânicas (esterco bovino e esterco de frango) em cinco doses (0; 30; 60; 120 e 180 kg ha-1 de P2O5) e adubação química referente a 30 kg ha-1 de P2O5. Esses resíduos possuem teores equivalentes de fósforo, independentemente das doses de adubação, sendo respectivamente nas doses de 0; 1,75; 3,50; 7,0; 10,50 t ha-1 de esterco de frango e 0; 1,72; 3,44; 6,88; 10,32 t ha-1 de esterco bovino. A adubação com fertilizante mineral foi realizada com 100 kg ha-1 de nitrogênio, 30 kg ha-1 de fósforo e 100 kg ha-1 potássio. As amostras da massa da parte aérea fresca do Marandú foram secas em estufa de circulação forçada a temperatura entre 60 e 65 °C por 72 horas. Posteriormente, as amostras secas foram moídas em moinho do tipo Willey (< 40 mesh) para posterior análise de N-total por meio da determinação do teor de nitrogênio total. Os valores de N-total foram estimados os teores de proteína bruta da forragem. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância, sendo posteriormente aplicada à análise de regressão a 5% de probabilidade, utilizando o software SigmaPlot® versão 10.0. Os teores de proteína apresentaram crescimento linear em função das doses crescentes das fontes de resíduos orgânicos. A proteína bruta presente na forrageira adubada com fertilização mineral após 21 dias da aplicação foi maior em relação à adubada com os resíduos orgânicos. Todavia, aos 120 dias após às adubações verifica-se redução significativa nos teores de proteína bruta presentes nas folhas da forrageira produzida com aplicação de fertilizante mineral. Os teores médios de proteína bruta obtidos aos 120 dias após a aplicação de esterco de frango (7,03%) ficou dentro do intervalo médio observado na literatura que e de 10,5 % na fase vegetativa e 6,2 % na fase reprodutiva. A adubação orgânica em pastagem já implantada de Brachiaria brizantha cv. Marandú proporciona incremento nos teores de proteína Bruta.

Palavras-chave: Pastagem Degradada, Adubação Orgânica, Fósforo.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com