TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

La gestión del desarrollo económico local de la política brasileña

Artigo: La gestión del desarrollo económico local de la política brasileña. Pesquise 784.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  7/5/2013  •  Artigo  •  779 Palavras (4 Páginas)  •  304 Visualizações

Página 1 de 4

B) Dissertar como a Politica Brasileira está Administrando o desenvolvimento Econômico Local, De uma forma geral, no Brasil, não é para citar estados individualmente Ex: se tem apoio ou não, se tem algum projeto em andamento ........

O Estado brasileiro sob o prisma do desenvolvimento vem passando por uma série

de modificações. Do auge do Estado Desenvolvimentista até a sua crise, se observaram

diferentes tentativas de se promover ações que desencadeassem o desenvolvimento, mas

que na verdade não proporcionaram os efeitos desejados para a sociedade.) você deve pesquisar o que é Restruturação Capitalista em outras fontes. E dissertar sobre a crise dos Estados Nacionais

As transformações do trabalho no capitalismo contemporâneo põem em movimento

um renovado processo de organização do trabalho, cuja finalidade essencial é a intensificação

das condições de exploração da força de trabalho, principalmente nos contextos de crise,

incorporando, na parte central da produção de valor, modalidades de trabalho que

aparentemente seriam formas autônomas e independentes de trabalho. Poucas são as análises

que situam este processo como a articulação de formas renovadas de trabalho à produção

capitalista, e que a ampliação dessas modalidades de trabalho expressa uma expansão

progressiva das relações capitalistas, pois vincula e articula trabalhos parciais a serviço do

capital. De tal modo, que muitas atividades de trabalho, sob o signo da “economia solidária”,

fazem parte do processo de deslocamento da força de trabalho, antes localizada internamente

nas indústrias centrais, para unidades produtivas subcontratadas pelas empresas, para vender

força de trabalho na forma de “trabalho materializado”.

reestruturação capitalista, que é considerado como uma estratégia de enfrentamento da crise do capitalismo e da constituição de uma nova ordem econômica mundial, é chamado de Globalização. E a mesma pressupõe a submissão a uma racionalidade econômica no mercado global competitivo d auto regulável.

o Capitalismo se torna cada vez mais organizado. E ela é sentida em manifestações como: produtos, capitais e tecnologias sem identidade nacional; automação, informatização e terceirização da produção; implementação de programas de qualidade total e de produtividade; desemprego; desemprego estrutural, exclusão e crise social; diminuição dos salários e eliminação de direitos trabalhistas; e desqualificação do Estado.

Nessa etapa do capitalismo há uma ideologia do mercado livre, em que a acumulação flexível do capital ocorre. Evidencia-se a dispersão da produção e do trabalho e a desregulamentação e a monopolização da produção. As corporações transnacionais e mundiais é que procuram no mundo as condições para investimento na produção e na comercialização de mercadorias, em razão do aumento da competitividade e do estreitamento da margem de lucro. Transformando o mundo cada vez mais em uma fábrica e em um shopping center global.

Surgem duas contradições básicas derivadas da flexibilização e desregulamentação do trabalho: educação-exploração no novo processo produtivo e inclusão-exclusão social no processo de globalização. Desta forma, a globalização da produção passa a redefinir a

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.6 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com