TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Matematica Financeira

Por:   •  29/6/2012  •  4.208 Palavras (17 Páginas)  •  1.904 Visualizações

Página 1 de 17

SUMÁRIO

Introdução…………………………………………….04

Matemática financeira……………………………….05

Diferença de juros simples e compostos.…………05

Relatório…………………….………………………..06

A calculadora financeira HP12C. ………………….07

Amortização de empréstimos…………………08 - 10

Noções de inflação e indices de inflação……..11-12

Conclusão…………………………………………….13

Bibliografia……………………………………………14

INTRODUÇÃO

A presente pesquisa tem como objetivo nos mostrar a importancia da matemática financeira e como ela se aplica no processo administrativo. Àtraves da matemática financeira podemos aprendrer a diferença básica entre juros simples e compostos, amortizações e noções de inflação e indices de inflação, nos mostra as melhores vantagens na hora de escolher um financiamento e tambem ajuda o consumidor a decicidir o que é melhor para ele. Os calculos financeiros são muito utéis, porque nos ajudam a fazer bons negócios e economizar dinheiro.Os conceitos da matemática financeira podem ser aplicados em á algumas disciplinas acadêmicas (ex: administração financeira pessoal, administração financeira e orçamentária, contabilidade de custos, marketing, produção, mercado de capitais, mercado de derivativos, macroeconomia, entre outras) Odinheiro tem seu valor no tempo e este deve ser considerado em qualquer tomada de decisão, seja na vida pessoal ou profissional.

MATEMÁTICA FINANCEIRA

A Matemática Financeira é uma área da matemática que aplica seus conceitos no estudo da variação do dinheiro ao longo do tempo. A origem da Matemática Financeira está intimamente ligada a dos regimes econômicos, ao surgimento do crédito e do sistema financeiro A Matemática Financeira e seus conceitos são ferramentas úteis para o tecnólogo em Processos Gerenciais, pois possibilita a análise de alternativas de investimentos ou financiamentos de bens de consumo, por meio do emprego de procedimentos matemáticos para simplificar a operação financeira a um Fluxo de Caixa, além de fornecer o instrumental necessário à avaliação de negócios, de modo a identificar os recursos mais atraentes em termos de custos e os mais rentáveis no caso de investimentos financeiros ou de bens de capital.

DIFERENÇA ENTRE JUROS SIMPLES E JUROS COMPOSTOS

Juros simples é aquele que se admite que os juros sejam diretamente proporcionais ao tempo da operação em questão, como de fato os juros são a variação entre o capital (valor principal) e o montante.

É denominado regime de juros compostos aquele onde os juros relativos a cada período são calculados sobre o montante referente ao período anterior. Em resumo, os juros que são produzidos ao fim de cada período passaram a fazer parte do capital ou montante que serviu de base para cálculo, de modo que o total conseguido será a base para os cálculos em períodos seqüentes.

JUROS SIMPLES

VP NPER i VF PGTO

R$120.000,00 18 0,0125 R$147.000,00 8166,67

JUROS COMPOSTOS

VP NPER i VF PGTO

R$120.000,00 18 0,0125 R$150.069,29 R$7.486,17

RELATÓRIO

O valor das parcelas de juros é diferente porque nos juros simples a capitalização acontece de forma linear, sobre o principal, sem a correção de período a período, o valor das parcelas no composto aumentam porque corrige-se o montante período a período, sendo que o período seja número inteiro maior que um. A principal diferença entre os juros simples e compostos acontece quando a capitalização é inferior

...

Baixar como (para membros premium)  txt (15.2 Kb)  
Continuar por mais 16 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com