TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Microeconimia E Macroeconomia, Metodos Quantitativos, Etica Politica E Sociedade

Ensaios: Microeconimia E Macroeconomia, Metodos Quantitativos, Etica Politica E Sociedade. Pesquise 793.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  16/5/2014  •  3.768 Palavras (16 Páginas)  •  300 Visualizações

Página 1 de 16

1) Microeconomia e Macroeconomia

A Inflação

O termo inflação significa o efeito de inflar ou inchar. Em Economia, é um conceito que designa o aumento continuado e generalizado dos preços dos bens e serviços, isto é, o aumento de preços é verificado na grande maioria dos bens e não só em alguns. Há uma acentuada diminuição do poder de compra devido a vários fatores, como por exemplo, o rendimento salarial que não sofre alteração. Uma das causas da inflação é o aumento da emissão de papel-moeda pelo Governo para cobrir os gastos do Estado. Quando isso acontece, há um maior volume de dinheiro em circulação no mercado, mas não houve criação de riqueza ou aumento de produção. Nestes casos, é exigida maior quantidade de dinheiro para adquirir a mesma quantidade de produto, resultando em inflação. O aumento exagerado do preço de um bem básico, como por exemplo, energia elétrica ou petróleo, ou ainda, pelo aumento ou excesso de consumo, aumentando a procura do produto e, conseqüentemente, o seu preço, são causas que estão relacionadas à inflação.

E através da mídia esta tem a seguinte influência: (Inflação torna brasileiro mais consciente na hora de consumir. 13/06/2013 Alana Gandra Repórter da Agência Brasil).

“Rio de Janeiro - A alta da inflação levou os brasileiros a adotar práticas mais conscientes na hora de se alimentar, de fazer a lista de compras e de reaproveitar restos de comida. É o que aponta a pesquisa nacional Consumo Consciente, elaborada pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) em parceria com o Instituto Ipsos.

“Do ano passado para cá, mais brasileiros adotaram medidas que são condizentes com ecologia, com a preservação dos recursos naturais. Isso significa que essas medidas foram adotadas em função de alguma circunstância, qual seja a inflação mais alta”, disse hoje (13) o economista da Fecomércio-RJ Christian Travassos.”

Sendo assim a inflação pode ser conceituada como um aumento generalizado e continuo dos preços, ocorre em todos os setores da sociedade, sem distinções, e ao mesmo tempo. Isso ocorre continuamente em um período de tempo, não sendo um aumento somente por causa de um excesso de procura. A inflação provoca distorções na economia.

Taxa de Juros

A taxa de juro é o preço ou o valor do dinheiro. Representa o custo a suportar pelo dinheiro que se pede emprestado - taxa de juro ativa - ou o rendimento que se recebe quando se faz uma aplicação financeira – taxa de juro passiva. Existem essencialmente duas taxas de juro relevantes para os agentes econômicos: a taxa de juro de referência, definida pela autoridade monetária, que no caso europeu é o Banco Central Europeu (BCE) e as taxas Euribor. A primeira tem uma grande influência na atividade econômica podendo estimulá-la ou reduzi-la. A segunda, as taxas Euribor, são relevantes porque servem de indexastes na maioria dos créditos concedidos aos agentes econômicos. As taxas Euribor têm quatro prazos diferentes - a 1, 3, 6 e 12 meses – que representam a expectativa dos agentes econômicos em relação à evolução da taxa de juro de referência estipulada pelo BCE nesse período.

Na mídia (Brasil tem a segunda maior taxa de juro real do mundo. Zero Horas 11/07/2013)

“A elevação da taxa básica de juro (Selic) em 0,50 ponto porcentual na noite da última quarta-feira, para 8,5%, colocou o Brasil na segunda colocação do ranking de juro real do mundo, segundo levantamento feito pelo site MoneYou, que considera as índices praticados em 40 países.

Considerando-se os juros atuais dessas nações, descontadas a inflação projetada para os próximos 12 meses, a taxa de juros reais brasileira, de 2,5%, está atrás apenas da China, com 2,9%. Em termos nominais, o Brasil ocupa a terceira colocação, atrás de Venezuela e Argentina, com taxas de 15,63% e 11,38%, respectivamente.

O levantamento do MoneYou mostra ainda que, se o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, tivesse optado por um aumento da Selic de um ponto porcentual, o Brasil estaria no topo da lista dos maiores pagadores de juros reais, com 3%. Em contrapartida, a opção pela manutenção do juro básico em 8% colocaria o país na quarta colocação do ranking, com taxa de 2,1%, atrás de Chile (2,3%) e Hungria (2,1%), além da China.”

Com isso podemos dizer que a taxa de juros é uma variável que influencia tanto a demanda por moeda quanto o investimento, que seja do ângulo produtivo ou especulativo. O conhecimento da taxa de juros é de fundamental importância na formulação de políticas econômicas, na verificação da hipótese de mercados eficientes, na elaboração de orçamento de capital, na determinação de preço de ativos financeiros e na gestão de riscos de mercado dentre outras aplicações e realização de investimentos diretos.

Taxa de Câmbio

Taxa de câmbio é o preço de uma unidade monetária de uma moeda em unidades monetárias de outra moeda.

O economista Pedro Paulo Silveira, da CGD Securities Corretora, explica que a taxa de câmbio é o preço de trocas entre a moeda de dois países. "Em economia internacional utilizamos o dólar como moeda de referência, então, no Brasil, a taxa de câmbio é a taxa de troca entre o Real e o Dólar", conta. Em outras palavras, a taxa de câmbio determina quantos reais são necessários para se obter um dólar no mercado.

Sendo assim na mídia (Folha de São Paulo, 14/03/2012, China diz que taxa de câmbio está próxima do equilíbrio)

“A moeda chinesa, o yuan --que o Ocidente considera desvalorizado--, alcançou um nível "próximo do equilíbrio", declarou nesta quarta-feira o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, ressaltando que a balança comercial da segunda economia mundial mostra um superávit menor nos últimos meses.

"A taxa de câmbio do renminbi (nome oficial do yuan) está perto de ter alcançado um nível de equilíbrio", declarou Wen em sua coletiva de imprensa anual, após o encerramento da sessão deste ano do Parlamento chinês. O yuan é considerado desvalorizado pelos principais interlocutores comerciais da China, o que, em sua opinião, confere aos produtos chineses uma vantagem competitiva injusta.

"Vamos prosseguir com a reforma do mecanismo de câmbio do renminbi" para introduzir mais flexibilidade, acrescentou. A moeda chinesa flutua atualmente diariamente 0,5% como máximo em torno de uma cotação fixada pelo banco central.

Em relação

...

Baixar como (para membros premium)  txt (25.2 Kb)  
Continuar por mais 15 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com