TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Modelos De Desenvolvimento De Um Software

Artigos Científicos: Modelos De Desenvolvimento De Um Software. Pesquise 813.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  8/9/2014  •  1.115 Palavras (5 Páginas)  •  233 Visualizações

Página 1 de 5

Modelo em Cascata:

Vantagens:

Por ser um modelo sequencial, o desenvolvimento da etapa seguinte, depende da validação das funcionalidades da etapa atual por parte do cliente. Este modelo pressupõe uma participação do cliente em todas as etapas do projeto.

Desvantagens:

Esta vantagem citada anteriormente, pode se tornar uma desvantagem, pois o cliente apenas interage com a etapa atual, validando-a para o prosseguimento do projeto. Porém, se surgirem novas ideias, novos requisitos e objetivos que não tinham sido considerados, os mesmos não podem mais ser alterados, pois as etapas são rígidas, ou seja, uma vez validada pelo cliente, se torna pré-requisito essencial para a construção da próxima etapa.

Exemplo:

Para este modelo, pode-se citar como exemplo um software de entrada e saída de produtos de uma pequena loja, pois é possível realizar a maior parte do mapeamento dos requisitos básicos e objetivos de uma vez, onde o resto do mapeamento é realizado no aperfeiçoamento e detecção de melhorias.

Modelo Evolucionista

Desvantagens:

• Se o desenvolvimento e implementação do software for rápido, não haverá tempo suficiente para os clientes analisarem cada versão e construir os requisitos durante o processo;

• Elaborar mudanças estruturais em uma versão de software implementada é bem complicada e exige mais tempo, podendo até corromper o sistema desenvolvido.

• Pode ser necessária a utilização de outras técnicas para o aperfeiçoamento de uma versão implementada, porém incompatíveis com outras técnicas já utilizadas anteriormente, onde poucas pessoas podem ter a habilitação necessária para utilizá-las.

Exemplo: GUI (Interface Gráfica), pois os sistemas operacionais, como o windows, por exemplo, desenvolvem versões para serem implementadas e testadas por seus usuários, recebendo o feedback de aceitação ou não do produto. Pode-se citar, como exemplo, a divulgação de uma nova interface gráfica para o Windows 8.1 incluindo o botão iniciar, em virtude da pouca aceitação, por parte dos usuários, da ausência do mesmo na versão anterior (Windows 8).

Desenvolvimento Incremental:

Neste modelo são estabelecidas as partes prioritárias de desenvolvimento do projeto, definindo os estágios de entrega e o subconjunto de funcionalidades dos mesmos.

Vantagens:

• O software já pode ser utilizado, mesmo não esteja pronto em sua totalidade, pois algumas etapas prioritárias, com funcionalidades importantes já estão disponíveis ao cliente;

• Mesmo que ocorram erros em algumas partes do sistema, outras partes podem estar atendendo as demandas do cliente de forma satisfatória, de modo que o sistema não será considerado como ruim ou sem utilidade.

• Necessidades não identificadas nas etapas anteriores podem ser incluídas nos incrementos;

• A entrega das etapas incrementais permite o cumprimento dos prazos de entrega estipulados.

Desvantagens:

• A principal desvantagem deste modelo de desenvolvimento de software está na distribuição dos requisitos entre as partes, pois existe um limite de tamanho de linhas de comando para um sistema, e cada parte deve produzir um subconjunto de funcionalidades de acordo com os requisitos pré-estabelecidos.

• No início do processo, não é possível definir o número de iterações;

• A etapa final do sistema, também não pode ser previamente definida;

• A verba pode acabar antes do término do projeto, devido ao número indefinido de iterações.

Exemplo:

Pode-se citar como exemplo deste tipo de modelo um software de e-mail, desenvolvido inicialmente com o foco de envio e recebimento de e-mails. Em um próximo incremento, podem ser acrescentadas outras funcionalidades, como a correção ortográfica. Em um terceiro incremento pode ser acrescentado um controle de spam, dentre outras funcionalidades.

Desenvolvimento em Espiral:

Neste modelo as fases de desenvolvimento são categorizadas em camadas em loop, e podem ser subdivididos em camadas mais externas e camadas mais internas. São implementados em projetos de alta complexidade e custos mais elevados.

Vantagens:

• Neste modelo existe um setor de avaliação e redução de riscos, que analisa os riscos de erros do setor anterior, com o intuito de eliminá-los ou minimizá-los. São exemplos de riscos: profissionais que abandonam as equipes de desenvolvimento de uma corporação, falhas nos equipamentos utilizados no desenvolvimento, dentre outros;

• Se os requisitos da etapa anterior não forem adequados às necessidades, é possível o desenvolvimento de um protótipo que possibilite ao cliente a exposição de sugestões e críticas, com o intuito de aperfeiçoar a camada de requisitos e objetivos, necessárias para a continuação da implementação do projeto. Este protótipo pode ser desenvolvido em cada etapa do projeto para avaliar a etapa anterior e monitorar possíveis riscos para as próximas etapas.

• Outra vantagem é

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.3 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com