TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

PORTIFOLIO INDIVIDUAL - Microeconomia E Macroeconomia; Métodos Quantitativos; Ética, Política E Sociedade; Seminário

Artigos Científicos: PORTIFOLIO INDIVIDUAL - Microeconomia E Macroeconomia; Métodos Quantitativos; Ética, Política E Sociedade; Seminário. Pesquise 793.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  14/5/2014  •  4.141 Palavras (17 Páginas)  •  2.796 Visualizações

Página 1 de 17

1 INTRODUÇÃO

O objetivo do presente trabalho foi descrever sobre a sistemática da microeconomia e macroeconomia, dos métodos quantitativos aplicados à gestão empresarial e seus diferentes graus de complexidade, assim como, sobre a ética empresarial, abordando a problematização do consumismo exacerbado da população e a indução das empresas. Expondo o posicionamento da sociedade no que concerne o ambiente capitalista e consumista, equiparando com as ações sociais realizadas pelas empresas.

A macroeconomia estuda a economia em geral analisando a determinação e o comportamento dos grandes agregados como renda e produtos, níveis de preços, emprego e desemprego, estoque de moeda, taxa de juros, balança de pagamentos e taxa de câmbio. O enfoque macroeconômico pode omitir fatores importantes, mas estabelece relações entre grandes agregados e permite compreender algumas interações relevantes. Ela se preocupa com aspectos em curto prazo como desemprego, por exemplo, além de possui algumas metas como aumentar o nível de empregos, estabilizar os preços, distribuir renda, crescer a economia, solucionar conflitos de objetivos. Já a microeconomia ou teoria dos preços analisa a formação de preços no mercado, isto é, como a empresa e o consumidor se interagem e decidem o preço e a quantidade de um produto ou serviço, além de estudar o funcionamento da oferta e da demanda (procura) na formação do preço. A microeconomia se preocupa em explicar como é fixado o preço e seus fatores de produção.

No moderno ambiente administrativo e econômico global,

qualquer pessoa pode ter acesso a uma enorme quantidade de informações

estatísticas. Os gerentes e gestores mais bem-sucedidos são aqueles capazes de entender a informação e usá-la de maneira eficaz. Dessa forma os métodos quantitativos e os conceitos estatísticos são frequentemente aplicados à gestão empresarial, auxiliando os gestores na tomada de decisões dentro do

ambiente organizacional. A Estatística e seus métodos quantitativos estão presentes na grande maioria das organizações, seja na análise de dados ou na estimativa de metas.

A ética empresarial é o ramo da ética diretamente ligada às empresas, que é referente à conduta ética das empresas, ou seja, à forma moralmente correta com que as empresas interagem com o seu meio envolvente. A ética empresarial fortalece uma empresa, melhorando a sua reputação e tendo também um impacto positivo nos seus resultados. Uma empresa que cumpra determinados padrões éticos vai crescer, e vai favorecer a sociedade, os seus fornecedores, clientes, funcionários, sócios e até mesmo o governo. A ética empresarial é uma prática essencial de uma empresa, assim como a responsabilidade social e responsabilidade sócio-ambiental. A ética empresarial é a razão de ser de uma empresa, e as empresas que não funcionam de forma ética, por exemplo, tentando ganhar dinheiro fácil enganando os clientes, estão condenadas ao fracasso.

2 DESENVOLVIMENTO

Questão 1

A inflação pode ser definida como um aumento no nível geral de preços da economia. Na definição de MOREIRA (2011), a inflação pode ser apresentada como um processo generalizado de aumento dos preços que faz com que o poder aquisitivo da moeda diminua. Isto é, cada vez mais é necessário uma quantidade maior de dinheiro para manter o mesmo padrão de consumo. As causas da inflação são várias. Como destaca Moreira (2011), produtos básicos da cadeia produtiva, como por exemplo, o petróleo, quando os seus preços aumentam, os preços de todos os seus derivados sobem, bem como os preços dos produtos que dependem dessa matéria-prima. Neste caso, a inflação recebe um nome específico: inflação de oferta. Em outra situação pode acontecer do aumento no consumo ser a causa da inflação. No curto prazo, se a demanda aumenta muito e aproxima-se da capacidade de produção total das empresas, os preços subirão. Neste caso, a inflação chama-se inflação de demanda. É comum de acontecer quando a economia está aquecida. A inflação pode também ser causada pela excessiva emissão de moedas pelo governo sem a contrapartida de um crescimento na riqueza do país (produção de bens e serviços). Desta forma, o dinheiro é desvalorizado gerando a queda no poder aquisitivo.

De acordo com MOREIRA (2011 pg.1):

O processo inflacionário, quando instalado, é de difícil controle. Funciona como um círculo vicioso, obrigando a realização de reajustes periódicos de preços e salários, com o seu consequente agravamento. E quem mais sofre com tudo isso é a camada mais pobre da população, que não tem como se proteger.

Já a taxa de câmbio, segundo o BANCO CENTRAL, é o preço de uma moeda estrangeira medida em unidades ou frações (centavos) da moeda nacional. No Brasil, a moeda estrangeira mais negociada é o dólar, fazendo com que a cotação comumente utilizada seja a dessa moeda. Assim, quando dizemos, por exemplo, que a taxa de câmbio é 1,80, significa que um dólar nos custa R$ 1,80. Ela reflete, assim, o custo de uma moeda em relação à outra. As cotações apresentam taxas para a compra e para a venda da moeda, as quais são referenciadas do ponto de vista do agente autorizado a operar no mercado de câmbio pelo Banco Central.

Ainda de acordo com o BANCO CENTRAL, as taxas de câmbio praticadas no mercado de câmbio brasileiro são livremente negociadas entre os agentes e seus clientes e são amplamente divulgadas pela imprensa. O Banco Central do Brasil divulga, em sua página na internet, cotações diárias para as diferentes moedas. As taxas de câmbio são livremente pactuadas entre as partes contratantes, ou seja, entre o comprador ou vendedor da moeda estrangeira e o agente autorizado pelo Banco Central a operar no mercado de câmbio. Inicialmente destacamos que existe um único mercado de câmbio legal no País. A terminologia "câmbio comercial", ou "dólar comercial", e "câmbio turismo", ou "dólar turismo", no entanto, é utilizada pelo mercado para indicar as diferentes taxas praticadas de acordo com a natureza da operação. Assim, as expressões "câmbio turismo" ou "dólar turismo" são utilizadas comumente para classificar as operações relativas à compra e venda da moeda para viagens internacionais, geralmente em espécie. As expressões "câmbio comercial" ou "dólar comercial" são usadas para as demais operações realizadas no mercado de câmbio, tais como: exportação, importação, transferências financeiras, etc. Essas expressões

...

Baixar como (para membros premium)  txt (27.6 Kb)  
Continuar por mais 16 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com